Nº 493

 

O TAMANHO DAS PESSOAS

 
Os Tamanhos variam conforme o grau de envolvimento...
Uma pessoa é enorme para ti, quando fala do que leu e viveu,
quando te trata com carinho e respeito,
quando te olha nos olhos e sorri .
 
É pequena para ti quando só pensa em si mesma,
quando se comporta de uma maneira pouco gentil,
quando fracassa justamente no momento em que
teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas:
a amizade, o carinho, o respeito, o zelo e até mesmo o amor.
 
Uma pessoa é gigante para ti quando se interessa pela tua vida,
quando procura alternativas para o seu crescimento,
quando sonha junto contigo.
 
É pequena quando se desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela,
mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos da moda.
 
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou pequenez dentro de um relacionamento,
pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.
 
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
 
É difícil conviver com esta elasticidade:
as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos.
O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros,
mas de acções e reacções, de expectativas e frustrações.
 
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
 
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande...
 
É a sua sensibilidade, sem tamanho...
 
William Shakespeare
 

XVI DOMINGO COMUM

Tema:

A liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum convida-nos a descobrir o Deus paciente e cheio de misericórdia, a quem não interessa a marginalização do pecador, mas a sua integração na comunidade do “Reino”; e convida-nos, sobretudo, a interiorizar essa “lógica” de Deus, deixando que ela marque o olhar que lançamos sobre o mundo e sobre os homens.
A primeira leitura fala-nos de um Deus que, apesar da sua força e omnipotência, é indulgente e misericordioso para com os homens – mesmo quando eles praticam o mal. Agindo dessa forma, Deus convida os seus filhos a serem “humanos”, isto é, a terem um coração tão misericordioso e tão indulgente como o coração de Deus.
O Evangelho garante a presença irreversível no mundo do “Reino de Deus”. Esse “Reino” não é um clube exclusivo de “bons” e de “santos”: nele todos os homens – bons e maus – encontram a possibilidade de crescer, de amadurecer as suas escolhas, de serem tocados pela graça, até ao momento final da opção definitiva.
A segunda leitura sublinha, doutra forma, a bondade e a misericórdia de Deus. Afirma que o Espírito Santo – dom de Deus – vem em auxílio da nossa fragilidade, guiando-nos no caminho para a vida plena.
(Dehonianos)
 

MEDITAR

 

O CORAÇÃO ALEGRE

O coração alegre é sempre um coração grande.
Está cheio de gentileza,
não julga ninguém e espalha alegria à sua volta.
A alegria é fruto da luz interior.
Não são apenas os que vivem
expostos às intempéries da vida
que aprendem com a experiência.
Também o céu limpo pode iluminar
a alma dos que vivem com tranquilidade.


O nosso coração é o lugar onde Deus habita;
é o lugar onde o Céu e a Terra se tocam
e é também a porta que se abre
para os outros poderem entrar em nós.
O coração une os homens uns aos outros.
Sempre que dois corações se tocam,
o céu abre-se sobre eles.
Aí, os anjos sobem e descem
pela escada do céu.
Anselm Grün, in Em cada dia... um caminho para a felicidade
 

CONTO (360)

O FUNÂMBULO

Era uma vez um célebre equilibrista. Um dia, o circo onde trabalhava encontrava-se com sérias dificuldades financeiras. O director propôs ao funâmbulo que elevasse o fio mais acima e alongasse o percurso para atrair assim mais gente. Os colegas estavam confiantes de que ele conseguiria fazer um número mais difícil que o habitual. O funâmbulo perguntou-lhes:
- Tendes a certeza de que conseguirei?
- Confiamos em ti! Conseguirás.
A exibição foi um grande sucesso. Depois de algum tempo de êxitos de bilheteira, o director propôs-lhe que aumentasse ainda mais o risco do exercício de equilibrista.
De novo, o funâmbulo perguntou aos companheiros se confiavam nele.
- Sim! Confiamos!
O funâmbulo executou o exercício e teve um êxito extraordinário. No final do espectáculo reuniu os colegas e disse:
- A vossa confiança em mim é grandíssima. Por isso, proponho-vos que irei fazer um número mais extraordinário. Proponho caminhar num carrinho de mão por cima do fio numa viagem de ida e regresso. Como a confiança na minha habilidade é sem limites, peço a algum de vós que vá dentro do carrinho para fazer comigo a travessia.
Ninguém se ofereceu.
In ALEGRE MANHÃ de Pedrosa Ferreira
 
 
 

 

AMA E FAZ O QUE QUERES

"Ama e faz o que quiseres". Esta famosíssima frase do santo Agostinho tem que se lhe diga. É que quem ama, só pode fazer o bem. E querer o bem é muito exigente. Não é "ama e faz o que te apetece", o que seria uma contradição. É antes: "Se amares de verdade, vais saber escolher o bem e o melhor."
Vasco Pinto de Magalhães, s.j. in Não há soluções, há caminhos

 

SOU FELIZ!

 
   Eu louvo o Senhor pelo seu Amor e estou inteiramente grata pela minha vida e pela graça da alegria que colocou no meu coração.
 
  Eu sou feliz e tu também podes ser! E se já és, que bom podermos aperfeiçoar, para tornarnos o nosso semelhante feliz também.
  
Ser feliz é abraçar o Amor, é deixar de ser vítima dos problemas que criamos e que nos levam tantas vezes a ser autores de histórias do imaginário;
 
  Ser feliz é ter o Céu no coração, é trabalhar para Deus, ser receptáculo do Espírito Santo e poder partilhá-lo com os outros;
 
   Ser feliz é ter na oração o encontro com Jesus, o revelado de Deus que pela sua morte nos salvou;
 
   Ser feliz é sentir Deus como pilar que nos sustenta;
 
   Ser feliz é aperfeiçoar a nossa conduta, de modo a que a nossa oportunidade sirva aqueles que ainda não a tiveram;
 
   Ser feliz é conseguir sentir e transmitir que os nossos corações podem ser os olhos de Deus;
 
  Ser feliz não é ter o Mundo aos nossos pés, mas é levarmos o Mundo aos pés do Senhor;
  VAMOS COMEÇAR HOJE A SER FELIZES
 
 ANA BELA CARDOSO
 
 

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 493

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas