Nº 682

CAMINHOS

 

Senhor, quão enigmáticos são os Teus caminhos,

Difícil de discernir a Tua vontade,

Insondável o Teu mistério. 

Ajuda-me, porque o meu coração vive inquieto,  

Enquanto não repousa em Ti. (Santo Agostinho, Confissões)

Nas encruzilhadas da vida,

Quando nada parece fazer sentido,

Que eu saiba ter a coragem de seguir em frente,

Ainda que tropece e me perca,

Pois sei que caminho para Ti.

No mar das minhas tribulações,

Que eu saiba despir-me dos meus medos

E revestir-me da Tua palavra,

Para que ela me renove e fortaleça

Dando rumo a esta alma que anda à deriva. 

No deserto das tentações,

Que me deixe guiar pela Tua voz,

Jejuando o orgulho e a indiferença,

Para encontrar, no silêncio do meu coração,

O oásis onde possa saciar a minha sede de água viva.

Na noite escura da minha fé,

Que eu saiba deixar-me conduzir pela Tua luz,

Ainda que ela me pareça ofuscada e distante,

Percorrendo com confiança os Teus caminhos

Mesmo quando não saiba bem para onde ir. 

Envolta no Teu manto de amor,

Que eu saiba beber sempre da Tua esperança,

Alimentar-me da Tua paz,

Descansar na Tua misericórdia

E exultar na Tua alegria.

Neste “tempo favorável de graça" (cf 2 Cor 6, 2) e de encontro,

De purificação e conversão, que é a Quaresma,

Que eu saiba trilhar de coração aberto,

O caminho que me pedes para seguir,

Ainda que não o consiga compreender.  

Raquel Dias

 

II DOMINGO DA QUARESMA

Está nos olhos

- Foste tu?

- Eu não.

E todos negaram, ninguém dissera nada. Voltaram-se para os que os seguiam e perguntaram:

- Porque nos seguis?

- Porque encontrastes ouro.

- Quem vos disse?

- Ninguém.

- Então como sabeis?

Ouviram então a resposta mais maravilhosa de toda a sua vida:

- Como sabemos? Vê-se-vos nos olhos!

O mesmo aconteceu no Monte Tabor. Jesus pediu que não falassem a ninguém dessa experiência. Os outros deviam descobrir por si nos olhos, espelho da sua alma.

E eu interrogo-me: notar-se-á em nós, cristãos, que encontrámos a Cristo, o tesouro da nossa felicidade. Porque deveria ver-se nos nossos olhos! Ao falar do Transfigurado, notarão os meus ouvintes que acredito n'Ele? Gostaria muito que assim fosse.

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

MEDITAR

 

E DEUS CHORA…

 

 

 

Acredito num Deus que vê o sofrimento dos filhos dos homens…

E ouve os gritos mais silenciosos dos angustiados da terra…

 

Um Deus que rasga o céu, incrédulo e horrorizado, e, com os olhos rasos de água e as entranhas revolvidas, pergunta sem cessar: “Que fazes, tu, do teu irmão!?”

Acredito num Deus que chora… E Espera… Porque este é o sétimo Dia.

E a Criação ainda está incompleta:  Tudo está ainda incompleto…TODOS estamos ainda incompletos.

Acredito num Criador que pediu as nossas mãos e não virou as costas…

 

E que o FIM não é isto que vemos, os jornais dizem, os medos nos anunciam.

E que na cruz que todo o sofrimento desHumano desenha, Deus está…

 

E que o sofrimento do Homem e de Deus são um só sofrimento.

Acredito num Deus que chora…E Espera… Porque é d’ Ele a última Palavra.

 

E nós já VIMOS a Sua Palavra, Aquela que fez maravilhas na Terra.Palavra dita e feita no Seu Jesus… E, nEle, dita e feita no Seu Judas…Jn)

Tu és Meu!

Porque o Senhor é um Deus mole. Mãe esperançada que ameaça castigar mas...Não!
Pai paciente, lento para a ira e cheio Misericórdia e de Amor…

“Será que eu não devo ter pena de Nínive, esta cidade enorme, onde moram mais de cento e vinte mil pessoas, que não sabem distinguir a mão direita da mão esquerda, além de muitos animais?” (

E se as contas de Jonas saíram furadas, as nossas não vão ter melhor sorte…

 

Porque os Seus critérios são diferentes dos nossos…. E os Seus julgamentos também…

 

 

Acredito num Deus que SÓ é Bom...Um Deus que na passagem deixa um rasto de Bênção

 

 

 

Glória Marques

 

 

CONTO (542)

 

A fábula do Rato

Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e a sua esposa a abrir um pacote. Pensou logo no tipo de comida que teria lá dentro.

 

Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.

 

Correu ao pátio da fazenda avisando todos:

 

- Há uma ratoeira em casa, uma ratoeira em casa!

 

A galinha disse:

 

- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.

 

O rato foi ter com o porco e disse:

 

- Há uma ratoeira em casa, uma ratoeira !

 

- Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar. Fique tranquilo que o Sr. será lembrado nas minhas orações.

 

O rato dirigiu-se à vaca. E ela disse-lhe:

 

- O quê? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!

 

Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o da ratoeira que apanhou uma vítima.

 

A mulher do fazendeiro correu para ver o que tinha caído na ratoeira.

 

Como estava escuro, ela não viu que a ratoeira tinha apanhado a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra mordeu a mulher… O fazendeiro levou-a imediatamente para o hospital. Ela voltou para casa com febre.

 

Todos sabem que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou numa faca e foi providenciar o ingrediente principal.

 

Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la.

 

Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco.

 

A mulher não melhorou e acabou por morrer.

 

Muita gente veio ao funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar toda aquela gente.

 

 

 

Nunca devemos ter medo de ladrões ou assassinos. São perigos externos e os menores que existem. Temamos a nós mesmos. Os preconceitos é que são os ladrões; os vícios é que são os assassinos. Os grandes perigos estão dentro de nós. Que importância tem aquele que ameaça a nossa vida ou a nossa fortuna? Preocupemo-nos com o que põe em perigo a nossa alma.

Victor Hugo em "Os Miseráveis"

 


INFORMAÇÕES

PROCISSÃO DE PASSOS - URZELINA

A procissão da mudança da imagem do Senhor dos Passos, realizar-se-á no dia 7 de março às 20h.

A procissão do Encontro,  será no dia 8 de março às 15horas

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA

A Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estarão na Clínica da Instituição os seguintes especialistas: Dr.ª Maria Graça Almeida, Ginecologista e Obstetra, no dia 3 de março de 2015; Dr.ª Lourdes Sousa Dermatologista, de 11 e 12 março de 2015; Dr.ª Alexandra Dias, Pediatra, de13 e 14 de março de 2015; Dr. Brasil Toste,  Otorrinolaringologista, em finais de março de 2015 (dia ainda por estabelecer); Dr.ª Paula Pires, Neurologista, na segunda semana de abril de 2015 (dia ainda por estabelecer); Dr. José Abreu Freire, Mamografia e Ecografia, em abril de 2015 (dias ainda por estabelecer). Os interessados podem fazer as suas marcações para os números 295 460 110/ 295460111.

 

MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA

O Movimento da Mensagem de Fátima de Ribeira Seca, vai fazer  um convívio com idosos da Paroquia, no próximo sábado, dia 7 de março. Este convívio tem início pelas 14h com a celebração da Eucaristia na Igreja, e prossegue na Casa do Espírito Santo com cantoria pelas 15h seguida de um lanche.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 682

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 682

Pensamento da Semana

Nunca devemos ter medo de ladrões ou assassinos. São perigos externos e os menores que existem. Temamos a nós mesmos. Os preconceitos é que são os ladrões; os vícios é que são os assassinos. Os grandes perigos estão dentro de nós. Que importância tem aquele que ameaça a nossa vida ou a nossa fortuna? Preocupemo-nos com o que põe em perigo a nossa alma.

Victor Hugo em "Os Miseráveis"

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas