Nº 867

 

As Sete Dores de Nossa Senhora

 

1ª Dor – A profecia de Simeão

Simeão os abençoou e disse a Maria, Sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada transpassará a tua alma (Lc 2, 34-35).

 

2ª Dor – A fuga para o Egito

O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse-lhe: Levanta-te, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que eu te avise. Herodes vai procurar o menino para matá-Lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe e partiu para o Egito (Mt 2, 13-14).

 

3ª Dor – Maria procura o Menino Jesus em Jerusalém

Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e procuraram entre parentes e conhecidos. Como não O encontrassem, voltaram para Jerusalém à Sua procura (Lc 2,43b-45).

 

4ª Dor – Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário

Ao levarem Jesus, chamaram certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e  obrigaram-no a levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e se lamentavam (Lc 23, 26-27).

 

5ª Dor – Maria ao pé da Cruz de Jesus

Junto à Cruz de Jesus estavam de pé a Sua mãe, a irmã de Sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus à mãe: Mulher, eis o teu filho! Depois disse ao discípulo: Eis a tua Mãe! (Jo 19, 15-27a).

 

6ª Dor – Maria recebe Jesus descido da Cruz

Chegada a tarde, porque era o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado, veio José de Arimateia, foi ter com Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos concedeu-lho e José, tirou o corpo de Jesus da cruz (Mc 15, 42).

 

7ª Dor – Maria deposita Jesus no Sepulcro

Os discípulos retiraram o corpo de Jesus e envolveram-n’O num pano de linho com aromas, conforme o costume entre os judeus. Havia perto do local onde fora crucificado um jardim e, no jardim, um sepulcro novo, onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram o corpo de Jesus (Jo 19, 40-42a).

 

 

XXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM

Quem dizem os homens que é Deus?

A resposta que se segue foi recolhida pelo saudoso Pe. Dr. Angelino Barreto, que tomo a liberdade de repetir:

Para muita gente, Deus não passa de uma bengala. E o que é uma bengala?

Para os idosos é uma terceira perna, que muito ajuda na velhice.

Os da segunda idade dizem que é um objeto de luxo e daí o procurar uma bengala de material precioso.

Para os jovens a bengala é objeto supérfluo, inútil e sinal de velhice.

Assim muita gente vê em Deus um auxílio nas suas necessidades e diz que rezar é para velhos. Outros veem em Deus um sinal de bom tom, que ajuda a resolver alguns problemas da vida. Aceita-se este Deus como luxo enquanto ajuda a obter certos objetivos.

Os jovens acham a ideia de Deus como uma coisa supérflua, inútil e, porque pensam que Deus é isso, repelem-no.

Que concluir? Todos falam de Deus. Diante dele ninguém fica indiferente, todos tomam posição. Uns louvam, outros condenam. Ele é sinal de contradição. Mas o mais importante não é o que os outros pensam mas o que eu penso, o que tu pensas. Perante Cristo urge uma resposta pessoal, que nos marca e compromete. E para ti, quem é Jesus Cristo?

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

GENTE COM ALMA

SANTA HELENA

(250-330)

Santa Helena – uma das figuras mais importantes da Igreja nos primeiros séculos – nasceu no seio duma família humilde, no ano de 250, na província romana da Bitínia, na atual Turquia.

Ainda muito jovem, foi dada em casamento ao tribuno romano Constâncio Cloro, tendo nascido desta união o futuro imperador de Roma Constantino, o Grande.

Santa Helena exerceu enorme influência sobre seu filho, para que fosse concedida à Igreja a tão desejada paz e a tolerância religiosa. Graças à sua intercessão, é assinado por Constantino, no ano de 313, o Édito de Milão, com o qual se coloca um ponto final às sangrentas perseguições contra os cristãos.

Helena de Constantinopla ficará para sempre ligada aos Lugares Santos do Cristianismo, uma vez que foi ela quem mandou edificar, na Terra Santa, as igrejas que assinalam e dignificam a passagem de Jesus Cristo pelo nosso mundo.

De todas estas igrejas mandadas construir por Santa Helena, merece claro destaque a Basílica do Santo Sepulcro, situada em Jerusalém. Nela está guardada a Anasthasis – a pedra onde foi colocado o corpo morto de Jesus e que testemunhou a Sua gloriosa Ressurreição.

À nossa Santa se deve também a descoberta da Vera Crux – a cruz em que Jesus foi crucificado. Durante a sua peregrinação à Terra Santa, enquanto visitava o monte Calvário, Helena encontrou a Cruz de Cristo e trouxe-a em procissão solene para a Basílica do Santo Sepulcro. Era o dia 14 de setembro de 326.         

Pe. Alexandre Medeiros

 

CONTO (668)

VIVE COMO AS FLORES...

Mestre, queria perguntar-te uma coisa: como faço para não me aborrecer com as pessoas?

Algumas falam demais, outras são maldosas e invejosas. Algumas são indiferentes. Sinto ódio das que são mentirosas e sofro com as que caluniam".

"Vive como as flores", advertiu o mestre."

"Mas como? Como é viver como as flores?", perguntou a jovem.

"Repare nestas flores" continuou o mestre, apontando os lírios que cresciam no jardim.
"Elas nascem no esterco, entretanto são puras e perfumadas. Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas.

Não é sábio permitir que os erros e defeitos dos outros te impeçam de ser aquilo que Deus espera de ti".

Precisamos entender que os defeitos deles, são deles e não teus... Se não são teus, não há razão para aborrecimentos.

Exercitar a virtude é rejeitar todo mal que vem de fora. Isso é viver como as flores.

Tu não precisas focar-te nos erros alheios, justificando assim a tua insatisfação com a vida e as circunstâncias.

Tira a boa parte do adubo que chega até ti!

Sê uma flor cujo aroma é agradável aos que estão ao teu redor. 

Exale esse aroma... 

Não deixes que o teu foco esteja no adubo.

Autor desconhecido

  PENSAMENTO DA SEMANA

De que te serve o que sabes se não o partilhas?
De que te serve o que podes fazer se não o fazes?
De que te serve a inteligência se não a puseres ao serviço do coração?
De que te servem os dias se os deixas passar?
De que te serve o que tens a mais?
De que te serve sonhar se não acordas?

Se podes fazer, faz.
Se podes ajudar, ajuda.
Se podes viver, não dures. Vive.

Lado.a.lado


 INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

MANADAS - 5ª feira, 20 de setembro, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 21 de setembro, das 18 horas às 19 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

ARRAIAL SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DA CALHETA

No dia 22 de setembro, pelas 20h30, haverá um arraial na Santa Casa da Misericórdia da Calheta com atuação do C.A.O. “Farol Dance”; Baile Regional; Bazar e Arrematações. Há também serviço de bar. Venha participar para ajudar a Santa Casa.

FESTA DE SÃO MATEUS

URZELINA

Dia 23 de setembro - Eucaristia de festa às 18 horas seguida de procissão.

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA

A Direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estará na Clínica da Instituição o Dr. Tiago Ribeiro, Osteopata, 8 de outubro a 22 de dezembro; Dr.ª Paula Pires, Neurologista e Neuro pediatra, no dia 19 de outubro; Dr.ª Renata Gomes, Cardiologista, data por estabelecer; Dr. Brasil Toste, Otorrinolaringologista, data por estabelecer; Dr.ª Maria Graça Almeida, Ginecologista e Obstetra, data por estabelecer; Dr. Rui Amaral, Imagiologia/ Radiologista (Ecografia/Mamografia) em outubro; Dr. Carlos Aguilar, Oftalmologista, data por estabelecer; Dr.ª Lourdes Sousa, Dermatologista, em março de 2019 e Elisabel Barcelos, Psicóloga Clinica e Formadora, nas áreas de avaliação Psicológica de Condutores (Testes psicotécnicos), Avaliação Psicológica, acompanhamento Psicológico e formação em temas ligados à Saúde Mental e /ou Psicologia, quintas e sextas-feiras.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 867

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 867

Pensamento da Semana

  PENSAMENTO DA SEMANA

De que te serve o que sabes se não o partilhas?
De que te serve o que podes fazer se não o fazes?
De que te serve a inteligência se não a puseres ao serviço do coração?
De que te servem os dias se os deixas passar?
De que te serve o que tens a mais?
De que te serve sonhar se não acordas?

Se podes fazer, faz.
Se podes ajudar, ajuda.
Se podes viver, não dures. Vive.

Lado.a.lado

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas