Nº 1061

 

5 Maneiras de convidares Jesus Cristo para o teu verão

1. Dar os «bons-dias» a Jesus

Cada dia pode começar com uma oração, um diálogo com Jesus Cristo, que inclui os pedidos ou ações de graça para o dia, e pensamentos sobre outras pessoas.

2. Encher a casa e/ou o carro com música cristã

Muitos cristãos meditam sobre a Palavra de Deus e sobre os valores cristãos e transmitem essas reflexões através da música. Sintonizar a televisão, o rádio ou plataforma da Internet com músicas de espiritualidade também alimentarão a Vida Eterna e o seu bem-estar pleno que tanto desejamos, e que Deus nos propõe.

3. Ser próximos e bondosos para com os outros, e ajudar familiares e amigos a também amarem a Jesus e aos outros

Doze ações de gentileza que não custam nada:

1. Ajudar alguém com instruções/indicações

2. Manter a porta aberta ou ceder a passagem

3. Deixar alguém com menos itens passar à frente na fila de uma loja

4. Ajudar alguém a atravessar a rua

5. Concluir uma tarefa de um membro da família ou amigo

6. Acrescentar dinheiro para caridade ao pagar uma compras

7. Doar bens em bom estado: roupas, livros, alimentos, brinquedos, aparelhos

8. Ajudar alguém a alcançar as coisas da prateleira ou a levar as compras para casa

9. Devolver um item achado

10. Pagar a refeição de um estranho

11. Telefonar ou mandar mensagem a um amigo distante, doente ou que está a celebrar algo

12. Visitar quem precisa de consolo, carinho, atenção

4. Desenvolver hábitos «fora da caixa» ensinados por Jesus

Responder aos outros com respeito, mesmo quando não foi retribuído

Perdoar; amar os inimigos

Desapegar-se das riquezas

Aceitar ser perseguido por causa dos ideais e princípios

Ser o “servo” e o “último” na escala social

Ser verdadeiros

Tratar a todos com igual dignidade

5. Procurar estar com Jesus em todos os lugares

Jesus está na Igreja, na oração, mas também no rio, na montanha, na floresta, na flor, no mar, no céu estrelado, no Sol, na Lua, na cozinha, no restaurante, no computador, na leitura, etc.

Fraternitas Movimento

 

MEDITAR

Viver em minoria

Lucas compilou no seu evangelho umas palavras, cheias de afeto e carinho, dirigidas por Jesus aos seus seguidores e seguidoras. Com frequência passam despercebidas. No entanto, lidas hoje com atenção nas nossas paróquias e comunidades cristãs, ganham uma surpreendente atualidade. E o que precisamos ouvir de Jesus nestes tempos não é fácil para a fé.

“O Meu pequeno rebanho”. Jesus olha com imensa ternura para o seu pequeno grupo de seguidores. São poucos. Têm vocação de minoria. Não hão de pensar em grandeza. É assim que Jesus sempre os imagina: como um pequeno “fermento” escondido na massa, uma pequena “luz” no meio da escuridão, um punhado de “sal” para dar sabor à vida.

Depois de séculos de “imperialismo cristão”, os discípulos de Jesus devem aprender a viver em minoria. É um erro desejar uma Igreja poderosa e forte. É um engano procurar o poder mundano ou pretender dominar a sociedade. O evangelho não se impõe pela força. É contagiado por aqueles que vivem ao estilo de Jesus tornando a vida mais humana.

“Não tenhais medo”. É a grande preocupação de Jesus. Não quer ver seus seguidores paralisados pelo medo nem afundados no desânimo. Não devem preocupar-se. Também hoje somos um pequeno rebanho, mas podemos permanecer muito unidos a Jesus, o Pastor que nos guia e nos defende. Ele pode-nos fazer viver estes tempos com paz.

“O Vosso Pai quis dar-vos o reino”. Jesus lembra-lhes uma vez mais. Não devem sentir-se órfãos. Têm a Deus como Pai. Confiou-lhes seu projeto do reino. É seu grande presente. O melhor que temos em nossas comunidades: a tarefa de fazer a vida mais humana e a esperança de encaminhar a história para sua salvação definitiva.

“Vendam os vossos bens e deem esmolas”. Os seguidores de Jesus são um pequeno rebanho, mas nunca hão de ser uma seita fechada nos seus próprios interesses. Não viverão de costas às necessidades de ninguém. Serão comunidades de portas abertas. Compartirão os seus bens com os que necessitam de ajuda e solidariedade. Darão esmola, isto é, “misericórdia”. Este é o significado do termo grego.

Nós, cristãos, todavia necessitaremos de algum tempo para aprender a viver em minoria no meio de uma sociedade secular e plural. Mas há algo que podemos e devemos fazer sem esperar por nada; transformar o clima que se vive nas nossas comunidades e torná-las mais evangélicas. O papa Francisco assinala-nos o caminho com os seus gestos e o seu modo de vida.

 

José Antonio Pagola

 

Sobre pessoas bonitas

Sobre pessoas que nos mostram o lado mais bonito da vida. Que nos mostram até o lado mais bonito de nós. Pessoas que nos mostram o lado mais bonito de tudo. E que, só por isso, nos fazem acreditar que ainda vale a pena. Que tudo isto vale a pena. Sobre pessoas que nos fazem acreditar.

Sobre pessoas que são luz na escuridão. Luz que nos ilumina. E que nos faz brilhar.

Sobre pessoas que são sol nos dias cinzentos.

Sobre pessoas que são paz na tempestade.

Sobre pessoas que são abrigo sempre que os medos nos invadem.

Sobre pessoas que são asas que nos fazem voar.

Sobre pessoas que são colo que não nos deixa cair.

Sobre pessoas que são mãos que nos ajudam a levantar. E mãos que se dão às nossas para sempre. Para nos acompanhar.

Sobre pessoas que são abraço de alma. Abraço de coração. Pessoas que são lugar seguro para onde podemos sempre correr. Para onde podemos sempre voltar.

Sobre pessoas que são olhos que nos veem de verdade. Por dentro do que somos. Pessoas que nos sabem e que nos sentem.

Sobre pessoas que nos ouvem e que nos leem as palavras, os gestos e até os silêncios.

Sobre pessoas que são sorriso em forma de abraço. Que conseguem fazer-nos sorrir sempre mais uma e outra vez.

Sobre pessoas que são beijinhos que nos curam as dores. Que curam tudo. Pessoas que são ternura.

Sobre pessoas que são magia.

Sobre pessoas que são milagres a acontecer.

Sobre pessoas que são presença sempre. Que, mesmo longe, são sempre perto. Pessoas que nos mostram que o coração não tem distância.

Daniela Barreira (adaptado)

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

A vida cristã não é uma vida de observâncias. É uma vida de liberdade. E não por um relativismo absurdo, mas porque Jesus coloca o ser humano no centro de toda religião e tudo o mais ao seu serviço: leis, sacramentos, ritos, doutrinas, normas, costumes, tradições, etc. A vida cristã é misericórdia, compaixão, fraternidade/solidariedade, disponibilidade, serviço, entrega, doação de si, entrega de tudo e, claro, de si mesmo.

Consuelo Vélez


 

INFORMAÇÕES

CELEBRAÇÃO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - RIBEIRA SECA

No dia 12 de agosto, sexta-feira, haverá celebração em louvor de Nossa Senhora de Fátima, na Ribeira Seca, às 18:00 horas com recitação do terço, eucaristia e procissão no interior da Igreja.

 

FESTA DO SENHOR SANTO CRISTO NA FAJàDAS ALMAS

Domingo dia 14 de  agosto às 17 horas 

Celebração da Eucaristia em louvor do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

FESTA DE Nª Sr,ª DA BOA VIAGEM - PORTAL

Arrematações - 972,00 €

 

FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

NORTE PEQUENO

Tríduo: dias 12 e 13 de agosto às 20h00. Dia 14 de agosto às 11 horas

 

FESTA: dia 15 de agosto - Missa às 12h00 - Procissão às 19h30.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 1061

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 1061

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

A vida cristã não é uma vida de observâncias. É uma vida de liberdade. E não por um relativismo absurdo, mas porque Jesus coloca o ser humano no centro de toda religião e tudo o mais ao seu serviço: leis, sacramentos, ritos, doutrinas, normas, costumes, tradições, etc. A vida cristã é misericórdia, compaixão, fraternidade/solidariedade, disponibilidade, serviço, entrega, doação de si, entrega de tudo e, claro, de si mesmo.

Consuelo Vélez

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas