Nº 486

 

AULAS DE MORAL

O ser humano não nasce formado, educado, feito… Vamos adquirindo estas coisas à medida que os outros nos vão transmitindo e comunicando valores.
Esta aprendizagem é de todos os tempos e necessária para o crescimento equilibrado do ser humano.
É, conforme o que vamos aprendendo que depois vamos agir na vida. Se hoje eu aprender a viver dentro da verdade, amanhã vou ser numa pessoa verdadeira; se hoje aprender a viver dentro do respeito, amanhã vou saber respeitar os outros; se eu viver dentro da liberdade, amanhã vou saber o que é a liberdade para mim e para os outros…
Daí a necessidade e a urgência de se escolher o melhor no processo da aprendizagem e sentir a responsabilidade própria na educação actual. Esta responsabilidade não pode ser colocada como fardo aos ombros de outros. É de cada um na função que está a desempenhar.
É muito sério quando sabemos que a consciência e formação da pessoa se vai formando conforme o contributo que vamos dando neste processo natural. É muito sério sabermos que a pessoa depende muito do que hoje lhe vamos comunicando. Saber que o outro é um pouco da bondade que soube viver junto dela, da amizade que lhe mostramos, da liberdade que nós vivemos… isto é muito sério. E não é uma coisa de um dia, mas de todos os dias e de toda a vida.
É sério estar a participar no desenvolvimento da pessoa, na formação da sua consciência…
A Igreja tem um contributo, um auxílio precioso, neste processo de formação e desenvolvimento da pessoa através da aula de Religião e Moral.
Esta aula pretende dar sentido à vida, educando para os valores humanos e cristãos, para a virtude da felicidade.
Esta aula leva a que o aluno tome uma atitude crítica perante a pessoa, perante a sociedade, e o mundo. Oferecendo a perspectiva cristã destas.
Esta aula possibilita a reflexão sobre as grandes questões da pessoa e do mundo.
Esta aula oferece a oportunidade de interiorizar os valores e atitudes que dão sentido à vida.
A aula de Educação Moral e a catequese não são a mesma coisa. São diferentes e para situações diferentes.
Devido à seriedade destas coisas, os pais cristãos devem inscrever os seus filhos na aula de Moral e corresponder a esta oferta preciosa para o crescimento integral dos seus filhos.
Pe. Manuel António
 

VI DOMINGO DE PÁSCOA

Tema:

A liturgia do 6º Domingo da Páscoa convida-nos a descobrir a presença – discreta, mas eficaz e tranquilizadora – de Deus na caminhada histórica da Igreja. A promessa de Jesus – “não vos deixarei órfãos” – pode ser uma boa síntese do tema.
O Evangelho apresenta-nos parte do “testamento” de Jesus, na ceia de despedida, em Quinta-feira Santa. Aos discípulos, inquietos e assustados, Jesus promete o “Paráclito”: Ele conduzirá a comunidade cristã em direcção à verdade; e levá-la-á a uma comunhão cada vez mais íntima com Jesus e com o Pai. Dessa forma, a comunidade será a “morada de Deus” no mundo e dará testemunho da salvação que Deus quer oferecer aos homens.
A primeira leitura mostra exactamente a comunidade cristã a dar testemunho da Boa Nova de Jesus e a ser uma presença libertadora e salvadora na vida dos homens. Avisa, no entanto, que o Espírito só se manifestará e só actuará quando a comunidade aceitar viver a sua fé integrada numa família universal de irmãos, reunidos à volta do Pai e de Jesus.
A segunda leitura exorta os crentes – confrontados com a hostilidade do mundo – a terem confiança, a darem um testemunho sereno da sua fé, a mostrarem o seu amor a todos os homens, mesmo aos perseguidores. Cristo, que fez da sua vida um dom de amor a todos, deve ser o modelo que os cristãos têm sempre diante dos olhos.
(Dehonianos)
 

MEDITAR

AMAR

Quanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam
as pequenas satisfações que a vida me dava,
tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte
das alegrias da vida.
Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo.
O dinheiro não era nada, o poder não era nada.
Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.
A beleza não era nada.
Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar da sua beleza.
Também a saúde não contava tanto assim.
Cada um tem a saúde que sente.
Havia doentes cheios de vontade de viver
e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.
A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar.
Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O amor quer somente amar.
Hermann Hesse
 

CONTO (354)

O CACHORRINHO

Um menino passou diante de uma loja que vendia animais e disse que desejava comprar um cachorrinho.
O dono da loja apresentou-lhe alguns. Ele, depois de perguntar preços, escolheu um que coxeava.
O dono explicou que ele tinha um defeito numa coxa, mas o menino disse:
- É este mesmo que eu quero comprar.
O dono comentou:
- Nesse caso, não precisas de o comprar, pois eu dou-to.
O menino, aborrecido, olhou para o dono da loja e disse:
- Lá por coxear, tem para mim tanto valor como os outros.
O vendedor respondeu:
- Está bem. Mas esse cãozinho nunca irá conseguir correr e saltar como os outros.
Ao ouvir isto, o menino levantou a perna da calça e mostrou a perna esquerda muito torta e defeituosa, presa por um aro de metal. Depois, disse suavemente:
- Eu não consigo correr e saltar como os outros meninos. O cachorrinho terá alguém que o irá compreender.
in, TUTTI FRUTI de Pedrosa Ferreira

 

«Não deixes que o teu coração envelheça com o passar do tempo.
Ama com um amor cada dia mais intenso, mais novo e mais puro, como o amor que Deus derrama no teu coração.»
 
Francisco Xavier
 
«As pessoas viajam para admirar a altura das montanhas, as imensas ondas dos mares, o longo percurso dos rios, o vasto domínio do oceano, o movimento circular das estrelas e, no entanto, elas passam por si mesmas sem se admirarem.» 

Santo Agostinho

 

DIVULGAÇÃO DE RASTREIO

No dia 31 de Maio, Mês do Coração, uma equipe de saúde vai estar, das 9:30 às 12:30 horas, na Casa do Povo da Freguesia do Norte Pequeno, a fazer um rastreio (T.A., Glicemia Capilar, Colesterol e Índice de massa corporal) a todas as pessoas que assim o desejem.
 

TRANSPORTE PARA O DIA DE ELEIÇÕES

A Câmara Municipal da Calheta, informa todos os interessados que se encontram disponíveis viaturas para o transporte dos munícipes que pretendam deslocar-se às assembleias de voto no dia 5 de Junho, com o seguinte horário: Relvinha, Ria Nova e Rua de Baixo às 9 horas; Biscoitos às 11:30 horas; Fajã dos Vimes e Portal às 9:30 horas; Ribeira Seca às 12:30 horas; Loural às 14:30 horas.
 

CONVITE PARA A FESTA DO ESPÍRITO SANTO

O Sr. José Pedro convida a comunidade para o terço do Espírito Santo no Império da Calheta, a partir do dia 29 de Maio pelas 21 horas e para as “Sopas do Espírito Santo”, que serão servidas na Associação dos Bombeiros Voluntários da Calheta, no dia 5 de Junho.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 486

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas