Nº 477

 

MENSAGEM PARA O DIA DA CÁRITAS

Ao viver o dia Cáritas 2011, nesta hora agitada de multiplicadas carências e sôfrega de expressões solidárias, deixai que vos dirija uma mensagem breve, com os olhos no lema escolhido: “ser solidário, ser voluntário”
1. Antes de mais, desejo sublinhar neste lema o verbo ser. Mais do que actividades e iniciativas, organização e emergência, eventos e encontros, trata-se de ser solidário, de ser voluntário. Cultivar esta forma de ser, a partir de dentro, é atender à identidade marcante da Cáritas. As acções decorrem deste ser, atento ao fundamental para a plena dignidade de cada ser humano amado por Deus.
 Em segundo lugar, importa verificar a unidade entre ser solidário e ser voluntário. Ser voluntário não aparece aqui como expressão técnica de quem oferece gratuitamente algum do seu tempo ao serviço dos outros em sectores diversos, segundo as competências e sensibilidades de cada um. Verdadeiramente, ser voluntário é a atitude cristã da forma de ser solidário. São duas faces unidas no mesmo rosto. Todo o exercício de solidariedade, mesmo organizada e até com recompensa salarial, para um cristão, assume a tonalidade de acção voluntária, isto é dedicada, humanizante e libertadora. Por outro lado, todo o voluntariado, mesmo limitado nas horas e circunscrito na acção, tenderá a ser expressão de autêntica solidariedade.
2. Caríssimos membros da Caritas, ao serdes solidários aproximai-vos com todo o amor das pessoas e suas situações, quebrai todas as barreiras para uma solidariedade plena e profunda. Aí experimentais como a vida solidária vos arranca da individualidade e vos faz entrar na escola dos voluntários do Amor, cujo único Mestre é Jesus Cristo. Ele amou os “seus” fazendo-os “seus”, ainda que inicialmente estivessem longe dele. Jesus amou até ao fim. Não estabeleceu horários, nem condições: fez-se servo de todos.
3. A proximidade da Páscoa conduz a uma vivência densa deste lema de 2011. Celebrar a Páscoa seja para cada um e cada uma de vós, meus amados irmãos e amadas irmãs, um “lavar as túnicas no sangue do Cordeiro” (Apoc. 7,14). Como recorda Bento XVI, no recente volume de Jesus (II, p. 56) isso significa purificar-se, deixar-se lavar, ser tocado interiormente pelo Espírito de Deus e transformar-se num coração que vê, escuta, atende, abre-se ao outro em dom.
Viver de modo solidário é para o cristão ir até à disponibilidade de sacrificar a própria vida pelo outro, radicado no fundamento de viver em Cristo. Se mergulharmos na misericórdia do amor do Senhor Jesus também encontraremos os modos adequados de viver do dom de Deus na nossa pobre carne.
Entregar-se a esta tarefa em Igreja, com sentido comunitário, irmana-nos com todos os solidários e voluntários, inspirados e integrados em vários movimentos e instituições. Ser Caritas é integrar todos os esforços provindos de diversos lugares e animá-los em serviço eficaz.
Neste ano do voluntariado, abri a vossa acção a novas pessoas, integrai novos membros. Gerai comunhão entre todos os que trabalham na rede de um voluntariado social, com alegria e esperança por ver o amor de Deus chegar aos aflitos e frágeis, aos feridos e pobres, através da beleza de tantas entregas!
? Carlos A. Moreira Azevedo
 

III DOMINGO DA QUARESMA

Tema:

A Palavra de Deus que hoje nos é proposta afirma, essencialmente, que o nosso Deus está sempre presente ao longo da nossa caminhada pela história e que só Ele nos oferece um horizonte de vida eterna, de realização plena, de felicidade perfeita.
A primeira leitura mostra como Jahwéh acompanhou a caminhada dos hebreus pelo deserto do Sinai e como, nos momentos de crise, respondeu às necessidades do seu Povo. O quadro revela a pedagogia de Deus e dá-nos a chave para entender a lógica de Deus, manifestada em cada passo da história da salvação.
A segunda leitura repete, noutros termos, o ensinamento da primeira: Deus acompanha o seu Povo em marcha pela história; e, apesar do pecado e da infidelidade, insiste em oferecer ao seu Povo – de forma gratuita e incondicional – a salvação.
(Dehonianos)
 

MEDITAR

 

O SENTIDO HUMANO DA VIDA

O sentido da nossa vida é muito simples:
devemos orientar cada pensamento
e cada gesto de modo a que ela se torne
uma fonte de alento para os outros.

Sê justo para com os que se cruzam contigo.
Justo é aquele que deixa que os outros sejam iguais a si próprios,
que aceita as suas diferenças
e que ajuda os que precisam do seu auxílio.
Sê humano, com os outros e contigo.
A humanidade dos outros só é benéfica
para ti quando eles a têm para com eles próprios.
Só assim, a humanidade é recíproca
e pode ser um bálsamo para todos.

Sê bondoso para com as pessoas que cruzam o teu caminho.
Quem olha para si e para os outros com benevolência e tolerância
não se deixa tolher pelos seus próprios erros.
Agarra-se ao bem e acredita nele,
mesmo que sofra muitas desilusões.
A fé na bondade de cada um atrai o melhor que há nas pessoas,
pois reconhece o bem que há em todos.
Anselm Grün, em Em cada dia... um caminho para a felicidade
 

CONTO (345)

 

BRINCAR ÀS ESCONDIDAS

Um dia, o Homem e a Felicidade decidiram brincar às escondidas. Faziam tão bom par e eram tão inseparáveis que se encontravam facilmente.
Foi por isso que, quando pertenceu à Felicidade esconder-se, a Mentira, que passava por ali disfarçada de Verdade, aconselhou-a a que se escondesse dentro do Homem. E assim fez. Aproveitando uma distracção deste, meteu-se dentro do seu coração. Quando o Homem se pôs à sua procura, não havia maneira de a encontrar. O tempo passava e o medo de ficar sem ela aumentava. Não podia viver sem a Felicidade.
A Felicidade gritava de dentro do seu coração para lhe dizer onde estava, mas o Homem, tão preocupado em buscá-la fora, não prestava atenção ao seu interior.
Então a Mentira, disfarçada de Verdade, aproximou-se do Homem para lhe dizer que tinha visto a Felicidade no caminho que levava ao reino da Escuridão. O Homem correu para lá. Mas dentro dele algo lhe dizia que ia por um mau caminho. Deteve-se uns instantes e começou a escutar os gritos da Felicidade que o chamava do profundo do seu coração.
A partir de então, decidiram não se separar jamais, a fim de que a Mentira não os voltasse a enganar. E deste modo a Felicidade ficou para sempre dentro do coração humano.
in, ALEGRE MANHÃ de Pedrosa Ferreira

 

Usa a capacidade que tens. A floresta ficaria silenciosa se só o melhor pássaro cantasse.
Oscar Wilde
 
Para o triunfo do mal basta que os bons fiquem de braços cruzados.
Edmund Burke
 
A confiança dá à conversa mais conteúdo do que a inteligência.
 
Confúcio

 

INFORMAÇÕES

 

RENÚNCIA QUARESMAL

A Igreja convida os cristãos a fazerem abstinência neste tempo da Quaresma. Esta não deve servir para enriquecermos mas para partilhar com os que são mais pobres e necessitados. A Renúncia Quaresmal deste ano destina-se ao “Fundo de Solidariedade”.
Tudo o que for poupado neste tempo, deve ser colocado nas colectas do Domingo de Ramos para depois ser encaminhado para o “Fundo de Solidariedade”.
 

VENDE-SE PASTO

Vende-se pasto dos Louros Altos à Canada da Ginga, Norte Pequeno. Contactos: 295416703 e 962577473
 

EMPRESA DE TRANSPORTES

A empresa José Pinto de Azevedo & Filhos, L.da informa que os horários no circuito Velas/ Nortes/ Calheta/ Velas, serão alterados a partir do dia 1 de Abril. Os mesmos encontram-se afixados nos lugares públicos para consulta. Para mais informações favor contactar o n.º 295414289.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 477

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas