Nº 943

 Deus continua a enviar-nos anjos

É bela a Quaresma. Não se impõe como a estação penitencial, mas propõe-se como a dos recomeços: da primavera que volta a começar, da vida que aponta diretamente para a luz da Páscoa. Um tempo de novidade, de novos, simples, solidários, concretos estilos de vida, protegendo a “casa comum” e todos os seus habitantes.

«Diz a estas pedras para se tornarem pães!» (Mateus 4,1-11). O pão é um bem, um valor indubitável, santo, porque conserva a coisa mais santa, a vida. Então, o que há de mal no pão? É que Jesus nunca procurou tirar vantagem, em seu proveito, do pão, mas fez-se pão para vantagem de todos. Nunca usou o seu poder para si, mas para multiplicar o pão para a fome de todos.

Jesus responde ao primeiro desafio apostando tudo, oferecendo mais vida: «Não só de pão viverá o homem». O pão dá vida, mas mais vida vem da boca de Deus. Da Sua boca veio a luz, o cosmo, a criação. Veio o sopro que nos faz vivos, vieste tu, irmão, amigo, amor meu, que és palavra pronunciada pela boca de Deus para mim e que me faz viver.

Segunda tentação: lança-te do pináculo do templo, e Deus enviará um voo de anjos. A resposta de Jesus soa severa: não tentar Deus, não o fazer através daquilo que aparenta ser a máxima confiança nele, e, pelo contrário, é a sua caricatura, exclusiva procura da vantagem própria.

O mais astuto dos espíritos não se apresenta a Jesus como um adversário, mas como um amigo que quer ajudá-lo a desempenhar melhor a missão de Messias. E, para mais, a tentação é feita com a Bíblia na mão: faz um belo milagre, sinal de que Deus está contigo, as pessoas adoram milagres, e ver-te-ão por trás deles.

Ao contrário, Jesus reenviará para sua casa os curados pela sua mão com uma recomendação surpreendente: toma atenção para não dizeres a ninguém. Ele não procura o sucesso, contenta-se com homens que regressam completos, livres e felizes.

Na terceira tentação, o diabo sobe a parada: adora-me, e dar-te-ei todo o poder do mundo. Adora-me, segue a minha lógica, a minha política. Toma o poder, ocupa os lugares-chave, impõe-te. Assim resolverás os problemas, e não com a cruz. A história faz-se com a força, não com a ternura. Queres ter os homens do teu lado, Jesus? Assegura-lhes três coisas: pão, espetáculos e um líder, e tê-los-ás na mão.

Mas para Jesus, todo o poder é idolatria. Ele não procura homens para dominar, quer filhos que se tornem livres e amantes.

Então os anjos aproximaram-se e serviram-no. O Senhor continua a enviar anjos, a cada casa, a quem não queira acumular e dominar: são eles que sabem inventar uma nova carícia, têm olhos de luz, e não fogem. São eles que me sustêm com as suas mãos, incansáveis e leves, todas as vezes que tropeço.

 Ermes Ronchi

 

MEDITAR

DENTRO

 

Inicia-se um tempo que é muito mais do que de jejum e abstinência. É a oportunidade de renovar o nosso interior. Por isso, cada dia lança-nos o desafio de (re)aprender a olhar dentro.

 

Dentro temos os nossos pensamentos, as emoções e uma imensidão de processos químicos, uns a funcionar melhor do que outros. Este dentro encontra-se ao nível da perceção que temos da realidade, mas não a esgota. 

 

Há um outro dentro que se liga ao sentido e significado que damos a tudo o que nos acontece e o que sucede, também, à nossa volta. Nem sempre é fácil entender esse sentido e significado porque o ruído e as fontes de distração são tais que ofuscam o olhar, ensurdecem os ouvidos, desgostam o paladar, entopem o nariz e arrepiam o tocar. Porém, com uma particularidade, a de nem nos darmos conta disso porque a mente vive viciada e anestesia todos os sentidos. 

 

O caminho que este período quaresmal nos propõe é o de recuperar a consciência plena de todos os sentidos. Esse estado relacional da consciência no qual estamos ativamente cientes do presente, questionando o que é novo e o modo como contextualizamos essa novidade na nossa vida.

 

Questionar o que está a mais implica ter a coragem de viver dos atos concretos. Por exemplo, jejuar das redes sociais, consultando-as apenas uma vez por dia durante 5 minutos.

 

Questionar o que nos prende demais implica ter a coragem de viver no desapego. Por exemplo, deixar o telemóvel numa outra divisão da casa enquanto dormimos, e arranjar um despertador simples e barato para acordar a horas. 

 

O caminho quaresmal propõe-nos um renovar interior que hoje não inclui somente a vida física, mas também a digital. Por isso, o jejum e a abstinência que nos convidam a viver no essencial têm expressão em todas as dimensões da nossa vida, sobretudo no tempo de ecrã que a preenche mais do que noutros tempos.

 

Neste sentido, diria que, de hoje em diante, a Quaresma inclui o desatafulhar digital para reencontrar o tempo e o espaço que tanto nos faltam, de modo a enriquecer e aprofundar os valores que nos levam a sorrir e a amar em cada instante.

Miguel Oliveira 

 

 

As Bem-aventuranças do Idoso

Bem-aventurados os que me olham com simpatia.
Bem-aventurados os que usam de compreensão para o meu lento caminhar.
Bem-aventurados os que falam em voz alta para superar a minha surdez.
Bem-aventurados os que apertam com ternura as minhas mãos trémulas.
Bem-aventurados os que se interessam pela minha longínqua juventude.
Bem-aventurados os que não se cansam de ouvir as minhas histórias tantas vezes repetidas.
Bem-aventurados os que compreendem a minha necessidade de carinho.
Bem-aventurados os que me dedicam parte do seu tempo.
Bem-aventurados os que se lembram da minha solidão.
Bem-aventurados os que me acompanham no meu sofrimento.
Bem-aventurados os que alegram os últimos dias da minha vida.
Bem-aventurados os que me acompanharem no momento da morte.
Quando entrar na minha Vida sem fim, recordar-me-ei sempre deles!

 

Fernando Félix Ferreira

 

 PENSAMENTO DA SEMANA

 

Devemos tratar os outros com o mesmo respeito, dignidade, carinho e Amor com que gostaríamos de ser tratados.

Todos nós passamos por fases menos boas na vida... é nessas alturas que mais precisamos de nos sentir acolhidos e amados!

"Pôr-se no lugar do outro", é um bom exercício... acho que devemos treiná-lo muitas vezes!

Eugénia Pereira


 INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

BISCOITOS - 3ª feira, 3 de  março, das 17 horas  às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

MANADAS - 5ª feira, 5 de março, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 6 de março, das 16h30 às 17h30, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Er.da de S.to António - sábado, 8 de março, das 16 horas às 17 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

PROCISSÃO DE PASSOS NAS VELAS

No dia 7 de março, haverá missa, na Igreja Matriz de São Jorge, às 19 horas, seguida de mudança da Imagem do Senhor dos Passos para a Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

No dia 8 de março, Procissão de Passos, após a Missa das 13 horas na Igreja de Nª Srª da Conceição, com o percurso habitual.

 

MISSAS DE SEMANA

NORTE GRANDE– segundas, terças e quintas-feiras com oração do terço às 17 horas seguida de Eucaristia

NORTE PEQUENO - quartas-feiras com oração do terço às 17 horas seguida de Eucaristia.

SANTO ANTÓNIO - sexta-feira com oração do terço às 17 horas seguida de Eucaristia.

 

REUNIÃO DE PREPARAÇÃO PARA A VISITA PASTORAL

BISCOITOS - 3ª feira, 3 de março às 19 horas na Igreja

 

REUNIÃO DE CATEQUISTAS NA RIBEIRA SECA

Sexta-feira, 6 de março às 19 horas no Passal

 

REUNIÃO DE PREPARAÇÃO PARA O CRISMA

CALHETA - Na sexta-feira, 6 de março às 18h30 na Igreja Matriz


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 943

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 1033

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 «Deus espera por nós em tudo o que encontramos. 

Não se trata de reentrar na esfera íntima e esquecer tudo o resto. 

O desafio é estar em si e experimentar com todos os sentidos a realidade daquilo e daquele que vem.

O desafio é atirar-se para os braços da vida e ouvir aí o bater do coração de Deus. 

Sem fugas. Sem idealizações. Os braços da vida como ela é.»

D. José Tolentino Mendonça

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas