Nº 938

 A Palavra de Deus

“Luz para os nossos passos e farol para os nossos caminhos!”

 

Hoje, cada um de nós, é convidado pelo Papa Francisco a celebrar – pela primeira vez – o Domingo da Palavra de Deus. Esta importante efeméride será assinalada pela Igreja, em cada ano, no III Domingo do Tempo Comum.

Ao instituir o Domingo da Palavra do Senhor, o Santo Padre pretende que o Povo de Deus vá tendo um progressivo conhecimento e uma cada vez maior familiaridade com as Sagradas Escrituras.

Já dizia São Jerónimo (340 – 420) que “desconhecer as Escrituras era desconhecer o próprio Cristo”, daí que não seja possível progredir na Escola do Evangelho sem nos dedicarmos a um progressivo conhecimento dos textos reunidos no Antigo e no Novo Testamentos.

Conhecer a Palavra de Deus é – antes de mais – saber que estamos inseridos na História duma Gente com Alma! Faz parte da nossa vida, a história de Abraão, de Moisés, de Samuel, de David, de Isaías e de todo o Povo de Israel.

Conhecer a Palavra de Deus é - sobretudo -  acreditar em Jesus Cristo, o Verbo de Deus que Se fez carne, habita entre nós e nos manifesta a Sua glória! Por meio d’Ele alcançamos o perdão dos pecados! Em Jesus Ressuscitado, somos filhos de Deus e  com Ele herdeiros da Vida eterna.

Conhecer a Palavra de Deus é - também - empenhar-se na edificação da Igreja de Jesus! É dar as mãos e a vida, aos irmãos e às irmãs que caminham connosco para que o Verbo continue a fazer-Se carne, na vida e na esperança de todos os que trabalham em cada dia, para instaurar todas as coisas em Cristo.

Conhecer a Palavra de Deus é - ainda - sentir-se chamado pelo Senhor, a levar a esperança, a alegria e a paz de Cristo, a todos e cada um, daqueles e daquelas que partilham connosco esta Casa Comum! Sendo a Palavra de Deus - “luz para os nossos passos e farol para os nossos caminhos” - ela é chamada a iluminar - através das  palavras cheias de bom humor e de ternura que ousemos dizer, e das obras de bondade e de misericórdia que aceitemos cada dia praticar - sobretudo a vida dos pobres, dos doentes e dos que ainda vivem sob o peso do bastão do opressor.

 

Padre Alexandre Medeiros

 

A PALAVRA DO SENHOR

 

III DOMINGO DO TEMPO COMUM

 

 

+ Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

 

Quando Jesus ouviu dizer que João Baptista fora preso, retirou-Se para a Galileia. Deixou Nazaré e foi habitar em Cafarnaum, terra à beira-mar, no território de Zabulão e Neftali. Assim se cumpria o que o profeta Isaías anunciara, ao dizer: «Terra de Zabulão e terra de Neftali, estrada do mar, além do Jordão, Galileia dos gentios: o povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam na sombria região da morte, uma luz se levantou». Desde então, Jesus começou a pregar: «Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos Céus». Caminhando ao longo do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: «Vinde e segui-Me e farei de vós pescadores de homens». Eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O. Um pouco mais adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco, na companhia de seu pai Zebedeu, a consertar as redes. Jesus chamou-os e eles, deixando o barco e o pai, seguiram-n’O. Depois começou a percorrer toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.

 

 

REFLEXÃO

               

                Na celebração deste primeiro Domingo da Palavra de Deus, o Bom Mestre vem ao encontro dos Seus discípulos, para os instruir com a Sua mensagem sempre nova e fecunda e para que a Palavra do Evangelho os ajude a percorrer os caminhos da Vida eterna.

                Na primeira leitura, o Profeta Isaías anuncia uma luz que Deus irá fazer brilhar por cima das montanhas da Galileia e que porá fim às trevas que submergem todos aqueles que estão prisioneiros da morte, da injustiça, do sofrimento, do desespero.

                O Evangelho descreve a realização da promessa profética: Jesus é a luz que começa a brilhar na Galileia e propõe aos homens de toda a terra a Boa Nova da chegada do "Reino". Ao apelo de Jesus, respondem os discípulos: eles serão os primeiros destinatários da proposta e as testemunhas encarregadas de levar o "Reino" a toda a terra.

                A segunda leitura apresenta as vicissitudes de uma comunidade de discípulos, que esqueceram Jesus e a sua proposta. Paulo, o apóstolo, exorta-os veementemente a redescobrirem os fundamentos da sua fé e dos compromissos assumidos no baptismo.

 

cf. Dehonianos

 

PARA MEDITAR

 

Alegre-se toda a Igreja,

cante a glória de São Paulo,

que, por súbito milagre,

se fez arauto de Deus.

 

                                    

 

                                       Guiado pelo amor de Cristo

                                       que o coração lhe queimava,

                                       dia e noite anunciava

                                       o nome do Salvador.

Por um milagre da graça,

subiu ao terceiro céu

e do céu trouxe o segredo

de pregar a Boa Nova.

                                       Anunciou aos gentios

                                       a Palavra Salvadora,

                                       plantou, regou, alargou

                                       a sementeira do Reino.

Foi lampadário das gentes

que padeciam nas trevas.

Empunhando contra o erro

a clara luz da Verdade.

 

da Liturgia das Horas - Festa da Conversão de São Paulo

 

PENSAMENTO DA SEMANA

O Amor é paciente,
    o Amor é prestável,
       não é invejoso,
            não é arrogante nem orgulhoso,
                 não procura o seu próprio interesse,
                    não se irrita nem guarda ressentimento.
                        Não se alegra com a injustiça,
                               mas rejubila com a verdade.
                                   Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta!”

 

Apóstolo São Paulo - 1ª Carta aos Coríntios, 13 


 

INFORMAÇÕES

 

  ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

 

MANADAS - 5ª feira, 30 de janeiro, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 31 de janeiro, das às 16h 30 às 17h 30, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

ERMIDA DE SANTO ANTÓNIO - Sábado, 1 de fevereiro das 16 horas às 17 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

 FESTA DE NOSSA SENHORA DAS CANDEIAS

FAJÃ DE SANTO AMARO

 

MISSA DA FESTA - Domingo, 2 de fevereiro, às 17 horas na Ermida de Nossa Senhora das Candeias na Fajã de Santo Amaro

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 938

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 964

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

Quem anda atrás da alegria dificilmente se alegra. A alegria é um dom, porque acontece enquanto fazemos outras coisas. Brota misteriosamente enquanto nos damos com generosidade e nos entregamos sem reservas. Quando saímos fora de nós; quando nos pomos fora do nosso casulo e nos damos a pessoas e nos entregamos a causas. Quando nos pomos a entregar a nossa vida...

Rui Santiago Cssr

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas