Nº 938

 A Palavra de Deus

“Luz para os nossos passos e farol para os nossos caminhos!”

 

Hoje, cada um de nós, é convidado pelo Papa Francisco a celebrar – pela primeira vez – o Domingo da Palavra de Deus. Esta importante efeméride será assinalada pela Igreja, em cada ano, no III Domingo do Tempo Comum.

Ao instituir o Domingo da Palavra do Senhor, o Santo Padre pretende que o Povo de Deus vá tendo um progressivo conhecimento e uma cada vez maior familiaridade com as Sagradas Escrituras.

Já dizia São Jerónimo (340 – 420) que “desconhecer as Escrituras era desconhecer o próprio Cristo”, daí que não seja possível progredir na Escola do Evangelho sem nos dedicarmos a um progressivo conhecimento dos textos reunidos no Antigo e no Novo Testamentos.

Conhecer a Palavra de Deus é – antes de mais – saber que estamos inseridos na História duma Gente com Alma! Faz parte da nossa vida, a história de Abraão, de Moisés, de Samuel, de David, de Isaías e de todo o Povo de Israel.

Conhecer a Palavra de Deus é - sobretudo -  acreditar em Jesus Cristo, o Verbo de Deus que Se fez carne, habita entre nós e nos manifesta a Sua glória! Por meio d’Ele alcançamos o perdão dos pecados! Em Jesus Ressuscitado, somos filhos de Deus e  com Ele herdeiros da Vida eterna.

Conhecer a Palavra de Deus é - também - empenhar-se na edificação da Igreja de Jesus! É dar as mãos e a vida, aos irmãos e às irmãs que caminham connosco para que o Verbo continue a fazer-Se carne, na vida e na esperança de todos os que trabalham em cada dia, para instaurar todas as coisas em Cristo.

Conhecer a Palavra de Deus é - ainda - sentir-se chamado pelo Senhor, a levar a esperança, a alegria e a paz de Cristo, a todos e cada um, daqueles e daquelas que partilham connosco esta Casa Comum! Sendo a Palavra de Deus - “luz para os nossos passos e farol para os nossos caminhos” - ela é chamada a iluminar - através das  palavras cheias de bom humor e de ternura que ousemos dizer, e das obras de bondade e de misericórdia que aceitemos cada dia praticar - sobretudo a vida dos pobres, dos doentes e dos que ainda vivem sob o peso do bastão do opressor.

 

Padre Alexandre Medeiros

 

A PALAVRA DO SENHOR

 

III DOMINGO DO TEMPO COMUM

 

 

+ Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

 

Quando Jesus ouviu dizer que João Baptista fora preso, retirou-Se para a Galileia. Deixou Nazaré e foi habitar em Cafarnaum, terra à beira-mar, no território de Zabulão e Neftali. Assim se cumpria o que o profeta Isaías anunciara, ao dizer: «Terra de Zabulão e terra de Neftali, estrada do mar, além do Jordão, Galileia dos gentios: o povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam na sombria região da morte, uma luz se levantou». Desde então, Jesus começou a pregar: «Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos Céus». Caminhando ao longo do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: «Vinde e segui-Me e farei de vós pescadores de homens». Eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O. Um pouco mais adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco, na companhia de seu pai Zebedeu, a consertar as redes. Jesus chamou-os e eles, deixando o barco e o pai, seguiram-n’O. Depois começou a percorrer toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.

 

 

REFLEXÃO

               

                Na celebração deste primeiro Domingo da Palavra de Deus, o Bom Mestre vem ao encontro dos Seus discípulos, para os instruir com a Sua mensagem sempre nova e fecunda e para que a Palavra do Evangelho os ajude a percorrer os caminhos da Vida eterna.

                Na primeira leitura, o Profeta Isaías anuncia uma luz que Deus irá fazer brilhar por cima das montanhas da Galileia e que porá fim às trevas que submergem todos aqueles que estão prisioneiros da morte, da injustiça, do sofrimento, do desespero.

                O Evangelho descreve a realização da promessa profética: Jesus é a luz que começa a brilhar na Galileia e propõe aos homens de toda a terra a Boa Nova da chegada do "Reino". Ao apelo de Jesus, respondem os discípulos: eles serão os primeiros destinatários da proposta e as testemunhas encarregadas de levar o "Reino" a toda a terra.

                A segunda leitura apresenta as vicissitudes de uma comunidade de discípulos, que esqueceram Jesus e a sua proposta. Paulo, o apóstolo, exorta-os veementemente a redescobrirem os fundamentos da sua fé e dos compromissos assumidos no baptismo.

 

cf. Dehonianos

 

PARA MEDITAR

 

Alegre-se toda a Igreja,

cante a glória de São Paulo,

que, por súbito milagre,

se fez arauto de Deus.

 

                                    

 

                                       Guiado pelo amor de Cristo

                                       que o coração lhe queimava,

                                       dia e noite anunciava

                                       o nome do Salvador.

Por um milagre da graça,

subiu ao terceiro céu

e do céu trouxe o segredo

de pregar a Boa Nova.

                                       Anunciou aos gentios

                                       a Palavra Salvadora,

                                       plantou, regou, alargou

                                       a sementeira do Reino.

Foi lampadário das gentes

que padeciam nas trevas.

Empunhando contra o erro

a clara luz da Verdade.

 

da Liturgia das Horas - Festa da Conversão de São Paulo

 

PENSAMENTO DA SEMANA

O Amor é paciente,
    o Amor é prestável,
       não é invejoso,
            não é arrogante nem orgulhoso,
                 não procura o seu próprio interesse,
                    não se irrita nem guarda ressentimento.
                        Não se alegra com a injustiça,
                               mas rejubila com a verdade.
                                   Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta!”

 

Apóstolo São Paulo - 1ª Carta aos Coríntios, 13 


 

INFORMAÇÕES

 

  ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

 

MANADAS - 5ª feira, 30 de janeiro, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 31 de janeiro, das às 16h 30 às 17h 30, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

ERMIDA DE SANTO ANTÓNIO - Sábado, 1 de fevereiro das 16 horas às 17 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

 FESTA DE NOSSA SENHORA DAS CANDEIAS

FAJÃ DE SANTO AMARO

 

MISSA DA FESTA - Domingo, 2 de fevereiro, às 17 horas na Ermida de Nossa Senhora das Candeias na Fajã de Santo Amaro

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 938

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº1078

Pensamento da Semana

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas