Nª 871

 Oração dos pais quando os filhos vão para a catequese

 

Amado Deus,

Pai da Humanidade,

criador de todas as coisas,

doador de tudo o que possuímos, 

fonte de todas as nossas bênçãos. 

Te agradecemos e louvamos!

 

Obrigado pelo presente do/a(s) nosso/a(s) filho/a(s). 

 

Dá-nos ânimo e coragem para tratar 

cada dia como um novo começo, para eles e para nós. 

 

Ajuda-nos a incentivá-lo/a(s) a crescer em sabedoria e em graça,

assim como a estabelecer regras de ética e de moral. 

 

Ensina-nos a entender os nossos filhos, 

a ouvir pacientemente o que eles têm a dizer, 

e a responder gentilmente a todas as suas perguntas.

 

Que os nossos filhos possam conhecer-Te e amar-Te, 

único Deus verdadeiro, 

e viver em amizade com Jesus Cristo, a quem enviaste. 

 

Que o Teu Espírito Santo os ajude a crescer 

em fé, esperança e amor, 

para que eles conheçam e espalhem a paz, a verdade, a bondade, a justiça, a alegria... todos os Teus dons e frutos.

 

Que os seus ouvidos ouçam a Tua voz. 

Que os seus olhos vejam a Tua presença em todas as coisas. 

Que os seus lábios proclamam a Tua palavra.

Que os seus corações sejam a Tua morada. 

Que as suas mãos façam obras de caridade, imitando o Teu amor generoso, incondicional, até ao extremo. 

Que os seus pés percorram o caminho de Jesus Cristo ao encontro dos que ainda não ouviram o Evangelho e precisam de sentir-se família de Deus.

 

Ámen

Adaptado de Loyola Press

 

XXVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM

Saber a lei de Deus

Um grupo de jovens estava a refletir sobre o diálogo de Jesus com o jovem rico. Nas conclusões alguém referiu, maliciosamente, que Jesus não sabia os mandamentos da Lei de Deus.

Fiquei surpreendido e pedi explicações.

É que Jesus pergunta ao jovem se sabia os mandamentos para alcançar a vida eterna, e enumera-os mas de maneira incompleta. Faltam os três primeiros, que dizem respeito a Deus, inclusivamente o primeiro de todos que é o amor a Deus.

Todos os outros jovens esforçaram-se para justificar esta aparente omissão de Jesus.

– Para Jesus basta a observância da segunda parte do decálogo, a que fala dos deveres em relação ao homem, para receber em herança a vida eterna. Com efeito, a única forma de mostrar o próprio amor a Deus é aceitar o seu projeto de amor para com toda a humanidade.

– O jovem rico já estava a mostrar que observava os mandamentos em relação a Deus e por isso Jesus pergunta-lhe apenas sobre os outros. De facto chama-o de Bom Mestre. Jesus responde que ninguém é bom senão Deus. Ora, se o jovem lhe chama bom, está a declarar que Jesus é Deus e que acredita nele.

E nós? Sabemos os mandamentos? Quais deles deixaria Jesus de perguntar por ver já realizados?

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

GENTE COM ALMA (4)

 

SÃO JOÃO XXIII, Papa (1881 – 1963)

De regresso ao vosso convívio, tenho o gosto de trazer a este espaço a figura de São João XXIII – o Papa que governou a Igreja entre 1958 e 1963 – que deixou como marca indelével, no coração e na memória, de crentes e não crentes a sua humanidade genuína, a sua simplicidade contagiante o e seu irresistível bom humor. 

Angelo Giuseppe Roncalli nasceu a 25 de Novembro de 1881 na povoação de Sotto il Monte, na região de Bérgamo na Itália. Cresceu numa família de 13 irmãos! O ritmo dos seus dias era marcado pelas lides do campo e por uma profunda e convicta prática religiosa.

Aos 11 anos entra para o seminário e após um excelente percurso académico é ordenado sacerdote em 1904. Dedica-se com empenho à formação dos futuros padres e ao serviço da pregação da Palavra de Deus.

A partir de 1925 D. Angelo Roncalli vai ser nomeado Visitador Apostólico – uma espécie de representante pessoal do Papa – em países onde a presença dos católicos é minoritária. Trabalhou na Bulgária, na Grécia e na Turquia – destacando–se como um pastor preocupado com a vida dos fiéis e promovendo o diálogo frutuoso com as Igrejas ortodoxas.

Antes de ser chamado à Sé de Roma, Roncalli foi nomeado pelo Papa Pio XII, Núncio Apostólico na França e, posteriormente, Cardeal Patriarca de Veneza.

Eleito Papa a 28 de outubro de 1958 escolhe o nome de João XXIII. Vai surpreender a Igreja e o mundo ao convocar o Concílio Ecuménico Vaticano II (1962  1965) – que serviu para que a Igreja se modernizasse e entrasse num frutuoso diálogo com o mundo contemporâneo.

Homem de olhar bondoso, sorriso terno e humor contagiante, São João XXIII morreu a 3 de setembro de 1963. O Papa Francisco proclamou a sua santidade a 27 de abril de 2014.

Para a história fica conhecido como “João, o Papa Bom”!   

Padre Alexandre Medeiros

 

 

CONTO (671)

 

DESCOBRIDOR DE TESOUROS

- E já sabes o que queres ser quando fores grande?

- Sim, já. Quero ser descobridor de tesouros como o meu pai.

- O teu pai é descobridor de tesouros? Nunca dei conta. Onde é que os guarda?

- O meu pai não guarda os tesouros que descobre, porque eles já têm dono.

- Não estou a perceber. Então se já têm dono, como é que os descobre?

- A maior parte das pessoas não dá conta dos tesouros que tem. É preciso que alguém lhos revele. Há quem tenha um coração grande e não saiba. Há quem tenha uma força extraordinária e se julgue fraco. Há quem tenha talentos escondidos e não consiga encontrá-los sozinho. Há pessoas sem preço que não dão valor ao que são.

Há pessoas a quem nada falta e se queixam de tudo. As pessoas só precisam de ser lembradas do que é a verdadeira riqueza.

Lado.a.lado

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

A espera é uma flor simples.
Ela cresce à beira do tempo.
É uma flor pobre que cura todos os males. 
O tempo de esperar é um tempo de libertação.
Esta libertação acontece dentro de nós sem o nosso conhecimento. 
Ela não nos pede nada a não ser deixá-la agir, 
o tempo que for necessário...

Christian Bobin


 

INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

MANADAS - 5ª feira, 18 de outubro, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 19 de outubro, das 18 horas às 19 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA

No próximo domingo, 21 de outubro, às 16 horas.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nª 871

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 1056

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

Há três tipos de pessoas misericordiosas...

 

As primeiras dão os seus bens para complementar, com o que lhes é supérfluo, a penúria dos outros.

As segundas distribuem todos os seus bens e, para eles, daí por diante, tudo fica em comum com os outros.

Quanto às terceiras, não somente dão tudo, como também «se dão a si mesmos totalmente».

 

Isaac de l'Étoile (?-c. 1171), monge cisterciense,

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas