Nº 836

 10 coisas a saber sobre a Quarta-feira de Cinzas

1. O que é a Quarta-feira de Cinzas?

É o primeiro dia da Quaresma, ou seja, dos 40 dias nos quais a Igreja chama os fiéis a converter-se e a preparar-se verdadeiramente para viver os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo durante a Semana Santa.

2. Como nasceu a tradição de impor as cinzas?

A tradição de impor as cinzas surgiu na Igreja primitiva. Naquela época, as pessoas colocavam as cinzas na cabeça e apresentavam-se à comunidade com um “hábito penitencial” (saco de serapilheira) para receber o Sacramento da Reconciliação na Quinta-feira Santa.

3. Por que impõem as cinzas?

«O gesto de cobrir-se com cinza tem o sentido de reconhecer a própria fragilidade e mortalidade, que precisa de ser redimida pela misericórdia de Deus.»

4. O que simbolizam e o que recordam as cinzas?

A palavra cinza, representa o produto da combustão de algo pelo fogo. Esta adotou desde muito cedo um sentido simbólico de morte, expiração, mas também de humildade e penitência.

5. Que cinzas são utilizadas?

Na cerimónia são usadas as cinzas dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. Estas recebem água benta e são aromatizados com incenso. 

6. Como se impõe as cinzas?

Este ato acontece durante a Missa, depois da homilia e está permitido que os leigos ajudem o sacerdote. As cinzas são impostas na fronte, em forma de cruz, enquanto o ministro pronuncia as palavras Bíblicas: “és pó e em pó te tornarás” ou “converte-te e acredita no Evangelho”.

7. Quem pode receber as cinzas?

Qualquer pessoa pode receber este sacramental, inclusive as não católicas.

8. A imposição das cinzas é obrigatória?

A Quarta-feira de Cinzas não é dia de preceito e, portanto, não é obrigatória.

9. Quanto tempo deve permanecer a cinza na fronte?

O tempo que a pessoa quiser. Não existe um tempo determinado.

10. O jejum e a abstinência são necessários?

O jejum e a abstinência são obrigatórios durante a Quarta-feira de Cinzas, como também na Sexta-feira Santa, para as pessoas maiores de 18 e menores de 60 anos.

O jejum e abstinência, atualmente, não se refere apenas a carne, mas pode ser substituída por outro tipo de mortificação ou de oferecimento, para crescimento espiritual próprio e para o bem do próximo.

Fonte: http://www.icatolica.com

 

VI DOMINGO DO TEMPO COMUM

Estender a mão

Não sei quem é o autor desta história. Apenas sei que este poço pode ser a lepra de outrora, a droga de hoje ou os males de sempre:

Certo homem caiu num poço e não conseguiu sair de lá.
Uma pessoa subjetiva passou e disse:
– Sinto muito que estejas aí, no fundo do poço.

Uma pessoa objetiva, olhando-o declarou:
– Estava-se mesmo a ver que alguém havia de cair neste poço.

Um fariseu exclamou:
– Só pessoas más é que caem em poços.

Um cientista pôs-se a calcular a pressão necessária para tirar o homem de dentro do poço.

Um geólogo espreitando para dentro sugeriu:
– Aí dentro podes apreciar as rochas do poço.

Um gabarola proclamou:
– Isso não é nada, havias de ver o meu poço.

Um psicólogo aconselhou:
– Tudo o que tens a fazer é convencer-te que não estás num poço.

O otimista advertiu:
– Podia ser bem pior.

O repórter quis logo o exclusivo da história do homem que caiu no poço.

O moralista disse:
– Se me tivesses escutado, não estarias agora nesse poço.

Um pregador retorquiu:
– O teu poço é apenas um estado de espírito.

Por fim, passou Jesus. Vendo o homem, estendeu-lhe a mão e tirou-o para fora do poço.

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

MEDITAR

Mandamentos para pais que ensinarão aos filhos o que é namorar

1 – Amar a Deus, fonte do Amor, sobre todas as coisas e ao parceiro como a si mesmo (a)

Agradecer a Deus por ter colocado essa pessoa especial no seu caminho, por ter ajudado a encontrar o amor e por inspirar momentos felizes todos os dias.

Dar-se e dar ao parceiro atenção e carinho todos os dias, para que ninguém se sinta abandonado ou pouco importante. Encontrar tempo só para os dois, para falar do dia a dia e dos sonhos e objetivos, e para construir uma união mais carinhosa e sensual.

2 – Não usar o nome do amor em vão

O amor é algo único e muito especial. Não o confundir com outros sentimentos nem o encarar como um produto que se compra.

3 – Santificar (separar) as datas especiais

Mais do uma prenda, ou uma celebração luxuosa, fazer algo ou ter um gesto carinhoso para com a pessoa tão especial que faz parte da sua vida.

4 – Honrar a família ampliada e unificada

Apreciar, respeitar, entender e assumir a história familiar de cada um. Colocar-se ao lado do parceiro quando há festividades, problemas ou lutos. A família não é um «mundo exterior», mas buscar nela um abrigo e apoio e ser para ela o mesmo.

5 – Não matar o que Deus une

Ser construtor de relações que perduram. Mais do que as irritações, as frustrações e as fricções diárias – que, sendo desagradáveis, não deixam de ser inevitáveis – o que pode matar o amor é o desinteresse, o afastamento, tudo aquilo que provoca solidão. Ter em conta que são necessários 20 comentários positivos para sarar o dano causado por um comentário negativo, e 20 atitudes positivas para sarar um desencanto. Divertir, fazer valer a pena, fazer que dê certo, não cair na rotina, ser tolerante, dizer que gosta do que se gosta, não cair nos ciúmes, dizer a verdade, desafiar para algo nunca feito, elogiar, exteriorizar o encanto pelas crianças da família, são alguns exemplos…

(continua)

6 – Ser puros na intimidade

Abraçar, dar as mãos, acariciar, sorrir, cantar, fazer desenhos com o dedo no vidro embaciado ou nas migalhas sobre a mesa, por exemplo, são atitudes sensuais que libertam endorfinas causadoras de bem-estar físico e emocional que fortalece as relações. O ato sexual será o auge da intimidade e reservado para momentos de profunda comunhão.

7 – Não roubar os afetos

O amor é livre, consciente e responsável. Não negociar o amor. Não querer obter compensações afetivas, assediando sexualmente, vendo imagens ou vídeos pornográficos, iludindo os parceiros com bebidas, drogas ou ambientes de festa ambíguos, ou presentes caros.

8 – Não ligar a falsos testemunhos nem divulgar mentiras

Mentir destrói a confiança. Mas quem confia, desconfia dos boatos. Quem mente quebra os laços, a segurança. Reconstruir a segurança e os laços requererá muito esforço, e nem sempre se ultrapassa a dor da traição. Por isso, antes de ter de corrigir um erro, pensar se valerá a pena mentir.

9 – Não cobiçar o(a) parceiro(a) do próximo

Namorar é escolher, de entre todas as pessoas, uma especial. Quem irresponsavelmente troca de namorada está a cobiçar a namorada do seu próximo.

10 – Não cobiçar os bens em vez da pessoa

Não compactuar com casamentos negociados, nem fazer do casamento um negócio para salvar ou ampliar riquezas pessoas ou da família.

Publicado por fernando félix ferreira

 

 Se um dia todos os livros forem queimados, então o rosto passará a ser a biblioteca do homem, as rugas as suas linhas, o olhar a sua história.

Henrik Nilsson, in "Um Piano em Sesimbra"

 


 INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Manadas - quinta-feira, 15 de fevereiro, das 16 às 17 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Ribeira Seca - sexta-feira, 16 de fevereiro, das 17 às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Er.da de Santo António - sábado, 17 de fevereiro, das 16h00 às 17h00, seguindo-se a celebrarão da Eucaristia.

 

MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA DE SANTO CRISTO

No próximo domingo, 18 de fevereiro, haverá a habitual missa no Santuário da Caldeira de Santo Cristo às 15:30 horas.

 

RETIRO PARA JOVENS

Nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, vamos fazer o Esquema 1 - Retiro de Jovens pós Crisma - pedimos que façam as inscrições para podermos preparar tudo o necessário para a realização do mesmo.

 

CURSUS DE CRISTANDADE

No dia 16 de fevereiro, na Cáritas de Santa Catarina, Rua Nova, Calheta, pelas 20 horas, vamos fazer um encontro para todos os Cursistas da Ilha. Peço que todos façam um esforço para participar para podermos dar novo alento a este belo Movimento da Igreja.

 

RECEITAS

CULTO: Beira 1.052,00€; Urzelina 3.330,00€; Velas 3.745,00€

PEDITÓRIO LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO: Beira 163,00€; Urzelina 1.021,11€; Velas 491,35€

 

 

MERCADO DE SABORES TRADICIONAIS

De 17  a 18 de fevereiro, das 10 às 18 horas, haverá, na Casa do Povo da Calheta, venda de produtos tradicionais da nossa terra como: morcela, linguiça, chouriço, torresmos, bolo de coalhada, filhoses, biscoitos, molha de fígado… iniciativa de alunos da escola da Calheta.

 

NOITE DE FADOS

No dia 18 de Fevereiro (Domingo) pelas 20h haverá, no Salão Recreativo da Boa Hora, uma Noite de Fados, com Jantar de “Sopas do Espírito Santo” com a finalidade de angariação de Fundos para o Restauro do Retábulo do Altar da Igreja da Boa Hora (Queimada). A noite de Fados será animada pelas fadistas Vânia Sousa e Lina Monteiro. As inscrições deverão ser feitas até ao dia 14 de Fevereiro para os seguintes contactos: 911125466, 914948488 ou 295098013.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 836

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 868

Pensamento da Semana

 PENSAMENTO DA SEMANA

 

Deus talvez goste mais de habitar na paixão do coração do que nas certezas da razão.

Tomás Halík

 

 

Vai chegar o tempo, e não vai demorar muito, que nós teremos 
especial predileção pelos que 
preferirão a discrição, o silêncio, 
o anonimato.

Pe. Fábio de Melo

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas