Nº 801

GRATIDÃO

O Deus de Jesus Cristo tem coração. 

Entende de amor e comunhão, pois é um Deus de coração bondoso.

Também nós somos capazes de nos relacionar com amor e ternura, 

pois fomos criados deste Deus de coração bom.

O nosso Deus é uma comunhão familiar de três pessoas.

Foi ele que criou o coração dos pais, muitos dos quais, são capazes de uma doação total.

O Deus de coração bom criou-nos à sua imagem e semelhança e decidiu incorporar-nos na sua família: 

filhos em relação a Deus Pai, irmãos em relação ao Filho de Deus.

O nosso Deus é relações de bem-querer e imprimiu o selo das relações no tecido de todo o Universo. 

No Universo tudo está em relações.

Por outras palavras, Deus imprimiu as suas impressões digitais no tecido da Criação.

Desde o átomo, à galáxia e ao sistema solar o Universo proclama a bondade e o amor de Deus. Um testemunho vivo da sabedoria divina e uma revelação da ação criadora de Deus.

A pessoa humana é a obra-prima do nosso Deus que, por ser Amor, cria em total gratuidade.

Por ser para nós, o Universo foi concebido como fonte de alegria.

Foi-nos dado como morada de seres talhados para a fraternidade.

É belo o Universo onde surgimos. 

Além disso, é lógico, por isso a nossa inteligência o compreende.

É um entretecido de relações geradoras de ritmo e harmonia, 

gera ondas de música, pensamentos sublimes exprimimos cantando ou fazendo poesia.

Por estar em construção o Homem ainda está inacabado. 

Deus quis que tivéssemos parte na nossa criação, 

a fim de podermos ser pessoas livres, conscientes e responsáveis.

Deus criou o Homem de modo a este se poder construir de modo livre, consciente e responsável.

Podemos dizer que Deus criou o Homem talhado para o encontro amoroso, 

isto é, para a festa da vida partilhada.

Calmeiro Matias (Adaptado)

 

 SANTÍSSIMA TRINDADE

A Solenidade que hoje celebramos não é um convite a decifrar o mistério que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”; mas é um convite a contemplar o Deus que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor.

Na primeira leitura, o Deus da comunhão e da aliança, apostado em estabelecer laços familiares com o homem, autoapresenta-se: Ele é clemente e compassivo, lento para a ira e rico de misericórdia.

Na segunda leitura, Paulo expressa – através da fórmula litúrgica “a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco” – a realidade de um Deus que é comunhão, que é família e que pretende atrair os homens para essa dinâmica de amor.

No Evangelho, João convida-nos a contemplar um Deus cujo amor pelos homens é tão grande, a ponto de enviar ao mundo o seu Filho único; e Jesus, o Filho, cumprindo o plano do Pai, fez da sua vida um dom total, até à morte na cruz, a fim de oferecer aos homens a vida definitiva. Nesta fantástica história de amor (que vai até ao dom da vida do Filho único e amado), plasma-se a grandeza do coração de Deus.

Dehonianos

 

MEDITAR

 

Oração de agradecimento

 

Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade,

Teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.

Ao acabar mais um dia, quero dizer-Te:

 

Obrigado por tudo aquilo que recebi de Ti,

obrigado pela vida e pelo amor, pelas flores,

 elo ar e pelo sol, pela alegria e pela dor, pelo

que foi possível e pelo que não foi.

 

Ofereço-Te tudo o que fiz, o trabalho que pude

realizar, as coisas que passaram pelas minhas

mãos e o que com elas pude construir.

 

Apresento-Te as pessoas amigas, as novas

amizades e os antigos amores, os que estão

perto de mim, as com quem compartilhei vida,

trabalho, a dor e a alegria.

 

Que os próximos dias sejam sempre abençoados,

quero viver cada dia com otimismo e bondade,

levando a toda parte um coração cheio de

compreensão e paz.

 

Fecha meus ouvidos a toda falsidade, meus

lábios a palavras mentirosas, egoístas ou que

magoem. Abre sim, meu ser, a tudo que é bom,

que o meu espírito seja repleto somente de

bênçãos para que as derrame por onde passar.

 

Dai-nos sempre dias felizes e nos ensina a

compartilhar a felicidade.

 

Amém.

 

Autor desconhecido

 

 

 

 

 

 

Se tiveres o amor enraizado em ti, nenhuma coisa senão o amor serão os teus frutos.

Santo Agostinho

 


 INFORMAÇÕES

 

PREPARAÇÃO PARA O CRISMA

Na próxima terça-feira, dia 13 de junho, haverá a preparação para o Sacramento do Crisma, na Igreja Matriz da Calheta, às 19 horas.

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO

Er.da de Santo António - quarta-feira, 14 de junho, das 17 às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Ribeira Seca - sexta-feira, 16 de junho, das 18 às 19 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Manadas - sexta-feira, 16 de junho, das 10 às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

CELEBRAÇÃO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - RIBEIRA SECA

No dia 13 de junho, terça-feira, celebração em louvor de Nossa Senhora de Fátima, na Ribeira Seca, às 19 horas com recitação do terço, eucaristia e procissão no interior da Igreja.

CELEBRAÇÃO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - BEIRA

No dia 13 de junho, terça-feira, celebração em louvor de Nossa Senhora de Fátima, na Beira, às  horas 20h30, eucaristia, primeiras comunhões e procissão de velas.

MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA DE SANTO CRISTO

No próximo domingo, 18 de junho, haverá a habitual missa no Santuário da Caldeira de Santo Cristo às 16 horas.

 

FESTAS DE SANTO ANTÓNIO

 

PARÓQUIA DE SANTO ANTÓNIO

Tríduo nos dias 14 e 15 de junho, com Eucaristia às 20h00.

Dia 16 de junho, exposição do Santíssimo e confissões a partir das 19horas e Eucaristia às 20h00 e bênção das merendeiras.

Festa no dia 18 de junho com a Eucaristia às 12h00 e a procissão às 19h30.

 

ERMIDA DE SANTO ANTÓNIO - RUA DE BAIXO - CALHETA

Missa Solene às 20 horas do dia 17 de junho.

Arraial durante a noite.

 

ERMIDA DE SANTO ANTÓNIO NAS MANADAS

Domingo, dia 18 de junho, pelas 17 horas celebração da Eucaristia na Ermida de Santo António, nos Terreiros, seguida de Procissão e Sermão no porto dos Terreiros.

FESTAS DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

RIBEIRA DA AREIA - TRÍDUO - dias 12, 13 e 14 de junho às 20 horas

                                 Dia 15 -  Eucaristia às 14 horas e procissão às 15h30.

URZELINA - Festa no dia 15 com missa às 17 horas seguida de procissão.

 

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 801

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas