Nº 778

 

1 de JANEIRO
DIA MUNDIAL DA PAZ
No início deste novo ano, formulo sinceros votos de paz aos povos e nações do mundo inteiro, aos chefes de Estado e de governo, bem como aos responsáveis das Comunidades Religiosas e das várias expressões da sociedade civil. Desejo paz a todo o homem, mulher, menino e menina, e rezo para que a imagem e semelhança de Deus em cada pessoa nos permitam reconhecer-nos mutuamente como dons sagrados com uma dignidade imensa. Sobretudo nas situações de conflito, respeitemos esta «dignidade mais profunda» e façamos da não-violência ativa o nosso estilo de vida.
Se a origem donde brota a violência é o coração humano, então é fundamental começar por percorrer a senda da não-violência dentro da família.
A partir da família, a alegria do amor propaga-se pelo mundo, irradiando para toda a sociedade.
Todos desejamos a paz; muitas pessoas a constroem todos os dias com pequenos gestos; muitos sofrem e suportam pacientemente a dificuldade de tantas tentativas para a construir. No ano de 2017, comprometamo-nos, através da oração e da ação, a tornar-nos pessoas que baniram dos seus corações, palavras e gestos de violência, e a construir comunidades não-violentas, que cuidem da casa comum. Nada é impossível, se nos dirigimos a Deus na oração. Todos podem ser construtores de paz.
Papa Francisco  

 

DIA SANTA MARIA, MÃE DE DEUS
A Solenidade da Santa Maria Mãe de Deus é a primeira Festa Mariana que apareceu na Igreja Ocidental. A sua celebração começou-se a realizar em Roma por volta do século VI, provavelmente junto com a dedicação – a 1º de janeiro – do templo “Santa Maria Antiga” no Forum Romano, uma das primeiras Igrejas marianas de Roma.

 

 A antiguidade da celebração Mariana constata-se nas pinturas com o nome de Maria, "Mãe de Deus” (Theotókos) que foram encontradas nas Catacumbas que estão cavadas debaixo da cidade de Roma, onde se reuniam os primeiros cristãos para celebrar a Missa em tempos das perseguições.

 

iMissio

 

 
SANTA MARIA, MÃE DE DEUS
Neste dia, a liturgia coloca-nos diante de evocações diversas, ainda que todas importantes. Celebra-se, em primeiro lugar, a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus: somos convidados a contemplar a figura de Maria, aquela mulher que, com o seu “sim” ao projeto de Deus, nos ofereceu Jesus, o nosso libertador. Celebra-se, em segundo lugar, o Dia Mundial da Paz: em 1968, o Papa Paulo VI propôs aos homens de boa vontade que, neste dia, se rezasse pela paz no mundo. Celebra-se, finalmente, o primeiro dia do ano civil: é o início de uma caminhada percorrida de mãos dadas com esse Deus que nos ama, que em cada dia nos cumula da sua bênção e nos oferece a vida em plenitude.
As leituras que hoje nos são propostas exploram, portanto, estas diversas coordenadas. Elas evocam esta multiplicidade de temas e de celebrações.
Na primeira leitura, sublinha-se a dimensão da presença contínua de Deus na nossa caminhada e recorda-se que a sua bênção nos proporciona a vida em plenitude.
Na segunda leitura, a liturgia evoca, outra vez, o amor de Deus, que enviou o seu Filho ao encontro dos homens para os libertar da escravidão da Lei e para os tornar seus “filhos”. É nessa situação privilegiada de “filhos” livres e amados que podemos dirigir-nos a Deus e chamar-Lhe “abbá” (“papá”).
O Evangelho mostra como a chegada do projeto libertador de Deus (que se tornou realidade plena no nosso mundo através de Jesus) provoca alegria e felicidade naqueles que não têm outra possibilidade de acesso à salvação: os pobres e os marginalizados. Convida-nos, também, a louvar a Deus pelo seu amor e a testemunhar o desígnio libertador de Deus no meio dos homens.
Maria, a mulher que proporcionou o nosso encontro com Jesus, é o modelo do crente que é sensível aos projetos de Deus, que sabe ler os seus sinais na história, que aceita acolher a proposta de Deus no coração e que colabora com Deus na concretização do projeto divino de salvação para o mundo.
Dehonianos
 
MEDITAR
O mais doce dos sofrimentos

 

Naqueles dias, uma mulher saiu de sua casa decidida a arriscar-se. A comprometer tudo o que tinha, a sua vida calma, a sua estabilidade e as suas seguranças, em troca de um sonho quase impossível: viver a sua vida de acordo com aquilo que acreditava que a poderia fazer feliz.

 

Seguiu a direito na vida. Sem se inclinar para lado algum. Sincera, honesta e verdadeira. Errou, caiu e levantou-se, muitas vezes. Teve de enfrentar adversidades que nem sequer sabia que existiam. Foi abrindo algumas portas de esperança em alguns momentos de trevas. Teve a força de ser paciente, sofrer sem desistir. Afinal, quem não for capaz de vencer as sombras que tem nunca chegará a ser luz. Quem não ama, vagueia nas trevas.

 

Um dia enquanto construía o seu caminho uma enorme paz invadiu-lhe o coração. Nesse instante compreendeu que a felicidade é a paz de confiar.

 

Um dia alguém lhe perguntou de onde vinha a sua força. Ela respondeu:

 

“- Quem me possibilita ir mais longe são a minha família e os meus amigos. Não pela ajuda que me podem dar enquanto subo o íngreme caminho dos meus sonhos, mas pela certeza de que se cair e resvalar... ainda que seja mesmo até ao fundo do vale, alguns deles estarão comigo, gostarão de mim como sempre... ajudar-me-ão a erguer-me e a lutar de novo. Mais, não me deixarão enquanto não estiver outra vez a caminho... assim, também eu estou atenta aos caminhos e aos descaminhos dos que amo. Mas só vou ao seu encontro quando as adversidades parecem estar a derrubar o seu coração. E retiro-me assim que estiverem de novo a caminho da sua felicidade.”

 

Amar é ser paz.

 

O amor liberta-nos das penas, mas isso passa pelo sofrimento das dores que causam.

 

José Luís Nunes Martins
 
CONTO (635)
 
O MELHOR PRESENTE
Três pastores de Belém aqueciam-se à fogueira. E eis que veio um anjo do Senhor anunciar-lhes:
- Alegrai-vos! Hoje nasceu o Salvador. Encontrareis o Menino deitado num presépio.
Todos quiseram ir visitá-Lo e levar-Lhe presentes. Todos, também o Filipe, que era o mais novo.
E quem ficaria a guardaro rebanho? Foi então que um dos pastores teve uma ideia:
- Ficará com as ovelhas aquele que tiver o presente mais leve para o Menino.
Foram buscar uma balança. O primeiro pastor colocou no prato uma ânfora cheia de leite. O segundo colocou um recipiente cheio de mel. Filipe, o mais novo, olhava para a pequena lanterna, a única riqueza que possuía. Era o dom que levaria ao Menino. Mas pesava tão pouco!
Hesitou uns instantes. Depois sentou-se ele próprio na balança e disse:
- Sou eu o presente para o Menino Jesus! Uma criança recém-nascida necessita de alguém que segure a lâmpada.
Fez-se um grande silêncio. Os companheiros olharam para o pastorinho na balança, admirados com as suas palavras.
Uma coisa ficou certa: em nenhum caso Filipe ficaria a guardar as ovelhas. O presente mais agradável ao Menino era certamente o seu.
in, Bom dia, alegria de Pedrosa Ferreira

 

Que o Anjo do Amor preencha teu coração
Que o Anjo da Alegria ilumine teu sorriso
Que o Anjo da Justiça te alerte sempre
Que o Anjo da Amizade te ampare com carinho
Que o Anjo do Perdão te fortaleça
Que o Anjo da Luz te ilumine,
e te mantenha como seu emissário,
espalhando luz para todos que
cruzem o teu caminho neste ano de 2017

  

INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO

Biscoitos - terça-feira, 3 de janeiro, das 17h00 às 18h00, seguindo-se a celebrarão da Eucaristia.

Ribeira Seca - quinta-feira, 5 de janeiro, das 17 às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Manadas - sexta-feira, 6 de janeiro, das 17 às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Er.da de Santo António - sábado, 7 de janeiro, das 16h00 às 17h00, seguindo-se a celebrarão da Eucaristia.

 

CATEQUESE DO 10º ANO - Início do 2º Período

Ribeira Seca - quarta feira, 4 de janeiro às 17h30, no passal

Manadas - sexta feira, 6 de janeiro às 18h30, na Ermida do Guadalupe

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA

A Direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estará na Clínica da Instituição a Dr.ª Paula Pires, neurologista e neuro-pediatra, no dia 7 de janeiro de 2017; Dr.ª Alexandra Dias, Pediatra, 13 e 14 de janeiro de 2017; a Dr.ª Renata Gomes, Cardiologista, em janeiro/fevereiro; Dr.ª Maria Graça Almeida, Ginecologista, em janeiro/fevereiro; Dr.ª Lourdes Sousa, Dermatologista, em 2 e 3 fevereiro de 2017. Os interessados podem fazer as suas marcações para os números 295 460 110/ 295460111.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 778

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas