Nº 749

 

SER SAL. TORNAR-SE LUZ. TER FERMENTO
 
A nossa vida é o ponto de encontro com muitas outras vidas.
 
Os encontros marcados pela fraternidade e o amor 
otimizam as nossas capacidades de diálogo e comunhão com os outros.
Os desencontros, pelo contrário, 
geram em nós solidão 
e bloqueiam as nossas capacidades de comunicação.
 
Há histórias pessoais que são o entretecido de muitos desencontros. 
Na verdade, há muitas pessoas que preferiam não se terem cruzado na vida 
com aqueles que as deixaram mais tristes, pobres e sós.
 
Tudo isto significa que a pessoa precisa dos outros para se realizar, 
mas há muitos seres humanos que não facilitam a realização e a felicidade dos outros.
 
Mas 
também há histórias de muitas pessoas que são uma cadeia de encontros,
seres humanos que são autênticos tesouros de bondade.
 
Pai Santo,

 

Tu chamas-nos a viver fazendo bem às pessoas, 

 

a fim de facilitarmos a sua realização e felicidade.

 

Quando procedemos assim, 

 

realizamo-nos como pessoas livres, conscientes, responsáveis e capazes de amar.

 

 

 

Jesus disse  aos seus discípulos que a missão deles é ser luz, sal e fermento no meio do mundo.

 

 

 

A luz ajuda as pessoas a ver o sentido da vida e dos acontecimentos.

 

O sal é para dar sabor, isto é, 

 

a sabedoria necessária para pensar e agir de modo acertado no meio do mundo.

 

O fermento é a levedura que faz que o pão e os bolos fiquem crescidos e fofos, 

 

e não pedras duras e intragáveis.

 

 

 

Obrigado, Pai, por esta vocação.

 

Calmeiro Matias
 
XI DOMINGO TEMPO COMUM
A liturgia deste domingo apresenta-nos um Deus de bondade e de misericórdia, que detesta o pecado, mas ama o pecador; por isso, Ele multiplica “a fundo perdido” a oferta da salvação. Da descoberta de um Deus assim, brota o amor e a vontade de vivermos uma vida nova, integrados na sua família.

 

A primeira leitura apresenta-nos, através da história do pecador David, um Deus que não pactua com o pecado; mas que também não abandona esse pecador que reconhece a sua falta e aceita o dom da misericórdia.

 

Na segunda leitura, Paulo garante-nos que a salvação é um dom gratuito que Deus oferece, não uma conquista humana. Para ter acesso a esse dom, não é fundamental cumprir ritos e viver na observância escrupulosa das leis; mas é preciso aderir a Jesus e identificar-se com o Cristo do amor e da entrega: é isso que conduz à vida plena.

 

O Evangelho coloca diante dos nossos olhos a figura de uma “mulher da cidade que era pecadora” e que vem chorar aos pés de Jesus. Lucas dá a entender que o amor da mulher resulta de ter experimentado a misericórdia de Deus.

 

O dom gratuito do perdão gera amor e vida nova. Deus sabe isso; é por isso que age assim.

 

Dehonianos

 

 
MEDITAR
 

 

"Meu Senhor e meu Dono, Alegria e Paz das minhas manhãs,

 

quero que sejas bendito por muitos e bem dito a todos…

 

Porque conhecer-Te é causa de Liberdade,

 

abre-nos à Esperança,

 

liberta-nos da lógica dos ídolos

 

em que às vezes emaranhamos a Vida

 

e perdemos o Caminho de Casa…

 

 
É tão bom conhecer-Te assim, transparente no Rosto de Jesus!

 

Sentimo-nos mergulhados num Amor sem medidas,

 

num Projeto de Salvação que transcende infinitamente

 

o que podíamos esperar de nós próprios

 

e até o que poderíamos esperar de uma qualquer “divindade”

 

fabricada por nós…

 

 

 

Oh Deus, ENCANTO! É o que fica do encontro contigo…

 

Um profundo maravilhamento

 

e a descoberta de uma VIDA-MAIS

 

que nenhum tipo de poder é capaz de dominar,

 

e nem a morte é capaz de matar!

 

BENDITO sejas pela minha Alegria,

 

BEM DITO sejas pela minha Verdade!"

 

  in Salmos para o Terceiro Milénio 2, 2010

 

 
CONTO (608)
 
O ÚNICO JESUS QUE EU CONHECI
Há alguns anos atrás um prisioneiro branco morreu de ataque cardíaco em Montgomery, no Alabama.
Na prisão tivera uma profunda experiência de conversão e construído um relacionamento autêntico com Jesus.
O presidiário da cela ao lado, um negro enorme, era cínico. Todas as noites o prisioneiro branco falava por entre as barras da prisão e falava ao seu companheiro sobre o amor de Jesus.
O negro troçava dele; dizia que ele estava doente da cabeça, que a religião era o último refúgio dos insanos.
 Apesar disso, o prisioneiro branco passava-lhe passagens das Escrituras e repartia com ele os doces que recebia de algum parente.
 Durante o funeral do homem branco, quando o padre falou a respeito da vitória de Jesus na Páscoa, o robusto prisioneiro negro ergueu-se a meio do sermão, apontou para o caixão e disse:

 

- Esse é o único Jesus que eu conheci.

 

Brennan Manning, in A assinatura de Jesus

 

«Há maneiras de viver em que se aprende a sorrir de um jeito mais espontâneo.
 
Onde não há selfies sorrimos sempre para os outros.

 

 

 

O sorriso sai melhor se for mesmo para alguém, e é mais bonito se for mesmo verdadeiro.

 

 

 

E a verdade é que, entre tanto e entre pouco, vamos aprendendo que viver para ter muitas coisas mata a alma por dentro.

 

E toda a gente sabe que é com a alma que sorrimos!»

 

Graças a Meac Guine-Bissau

 

INFORMAÇÕES
 
MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA DE SANTO CRISTO

 

No próximo domingo, 19 de junho, haverá a habitual missa no Santuário da Caldeira de Santo Cristo às 16 horas.

 

 

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO
MANADAS - Quinta-feira, 16 de junho, das 18 às 19 horas. Celebração da Eucaristia.
RIBEIRA SECA - Sexta-feira, 17 de junho, das 18 às 19 horas. Celebração da Eucaristia.
 
FESTA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
RIBEIRA SECA
Dia 13 de junho - às 19 horas recitação do terço, celebração de eucaristia e procissão no interior da Igreja.
 
RETIRO EM FÁTIMA
No mês de setembro há um retiro para adultos no Santuário de Fátima com facilidades em estadia e transportes. É destinado a pessoas doentes ou com mais idade. Como é necessário começar a organizar esta participação da nossa ilha, peço a quem o desejar fazer que fale com o pároco ou com o Pe. Manuel António para saber das condições e forma de participar.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 749

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas