Nº 710

A APRENDIZAGEM DE UM OLHAR NOVO

Os nossos olhos parece que deixaram de se espantar, Senhor… caímos na tentação de achar todas as coisas vulgares e esperadas.

Caímos até na tentação de acreditar só no que nos dizem aqueles que vivem à custa das más notícias que vendem, e assim nos vamos contagiando uns aos outros nesse novo credo que é o desencanto pessimista.

Chegámos a acreditar que o mundo não tem conserto, que as pessoas são más, e que isto melhor não há de ficar…

Há mil vozes dentro de nós a dizerem-nos para não nos preocuparmos com o que está para além das fronteiras de nós mesmos, para não nos afadigarmos com ninguém para além de nós e com nada para além das nossas coisas, porque sábios são os que comem, dormem e gozam.

Os olhos da nossa infância ficaram baços. Às vezes não chegámos mesmo a ter infância, não nos deixaram, por um motivo ou por outro…

Senhor, Deus da Vida que conheces o Rumo da História como nenhum de nós, ajuda-nos a sintonizar com a Tua Palavra, com esse jeito que tens de dizer o que Vês em nós, Esperas de nós e Fazes connosco…

Acredito que uma Nova Criação já começou em Jesus de Nazaré, o Messias Crucificado e Ressuscitado. Acredito. Acredito que o mundo é um lugar cheio de sinais desta Nova Criação, misturada com tantos outros que são a visibilidade das forças do Homem Velho.

Dá-nos olhos, Senhor, para vermos bem… dá-nos olhos capazes de sintonizar com o que é Verdadeiro, Perene, Bom e Bonito. E um Coração capaz de se firmar no que está para além das evidências que os nossos fatalismos dogmatizam como verdades absolutas. Faz-nos entender, oh Deus, que a realidade é mais do que esse palmo e meio de terra que vemos diante dos nossos pés com o olhar turvado pelas nossas desilusões, medos e preguiças.

Há coisas tão bonitas a acontecer… ligamos as notícias, não aparecem… compramos o jornal, não estão lá… cruzam-se connosco, não reparamos… batem no nosso ombro ao passar ou cumprimentam-nos no café, e não percebemos…

Há coisas admiráveis a acontecer à nossa volta! Jesus via… Jesus via e proclamava: “O Reino de Deus chegou! Está no meio de nós!”

Há coisas admiráveis a acontecer à nossa volta! A Nova Criação está em marcha e a Páscoa de Jesus ainda não se tornou passado: está a acontecer aqui e agora, gerando um dinamismo de atração tão forte que a História inteira se orienta para o destino do Filho glorificado pelo Pai.

Rui Santiago

 

XXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM

Deus é...

A resposta que se segue foi recolhida pelo saudoso Pe. Dr. Angelino Barreto, que tomo a liberdade de repetir:

Para muita gente, Deus não passa de uma bengala. E o que é uma bengala?

Para os idosos é uma terceira perna, que muito ajuda na velhice.

Os da segunda idade dizem que é um objeto de luxo e daí o procurar uma bengala de material precioso.
Para os jovens a bengala é objeto supérfluo, inútil e sinal de velhice.

Assim muita gente vê em Deus um auxílio nas suas necessidades e diz que rezar é para velhos. Outros veem em Deus um sinal de bom tom, que ajuda a resolver alguns problemas da vida. Aceita-se este Deus como luxo enquanto ajuda a obter certos objetivos.

Os jovens acham a ideia de Deus como uma coisa supérflua, inútil e, porque pensam que Deus é isso, repelem-No.

Que concluir? Todos falam de Deus. Diante Dele ninguém fica indiferente, todos tomam posição. Uns louvam, outros condenam. Ele é sinal de contradição. Mas o mais importante não é o que os outros pensam mas o que eu penso, o que tu pensas. Perante Cristo urge uma resposta pessoal, que nos marca e compromete. E para ti, quem é Jesus Cristo?

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

MEDITAR

 

Altíssimo, omnipotente, bom Senhor,

a ti o louvor, a glória,

a honra e toda a bênção.

A ti só, Altíssimo, se hão de prestar

e nenhum homem é digno de te nomear.

  

com todas as tuas criaturas,

especialmente o meu senhor irmão Sol,

o qual faz o dia e por ele nos alumias.

E ele é belo e radiante,

com grande esplendor:

de Ti, Altíssimo, nos dá ele a imagem.

 

pela irmã Lua e as Estrelas:

no céu as acendeste, claras, e preciosas e belas.

 

pelo irmão Vento

e pelo Ar, e Nuvens, e Sereno,

e todo o tempo,

por quem dás às tuas criaturas o sustento.

 

que é tão útil e humilde, e preciosa e casta.

 

Cântico do Irmão Sol ou Cântico das Criaturas

 

CONTO (570)

 

O MELHOR RETRATO

Aconteceu naquele tempo em que existia um grande país chamado Pérsia, governado por um senhor todo poderoso chamado Xá.

Um dia, o Xá da Pérsia reuniu todos os artistas de reino e de outros países e disse-lhes:

- Convido-vos a participar num concurso internacional de arte.

Um dos artistas perguntou:

-Majestade, pode dar-nos algumas orientações acerca do tema? Deseja uma escultura ou uma pintura?

O Xá respondeu:

- Peço-vos que façam o meu retrato com a maior fidelidade possível. Pode ser pintura ou escultura. O importante é que seja mesmo parecido comigo.

Todos os artistas começaram por ir buscar o material para ser utilizado. Em seguida, foram fechados numa dependência do palácio durante várias semanas, fazendo o seu trabalho.

Quando chegou o dia indicado, o Xá reuniu todos os artistas e convidou cada qual a apresentar o seu trabalho.  

Em primeiro lugar, apresentou-se o pintor hindu. Mostrou ao Xá um maravilhoso trabalho de pintura onde predominavam as cores vermelha e azul. O Xá examinou o retrato mas parece não ter gostado.

Em seguida, um escultor egípcio apresentou uma maravilhosa estátua de mármore. O Xá olhou para ela e parece não ter ficado entusiasmado.

Um artista persa, famoso pelas suas obras de arte, apresentou a sua pintura, convencido de que iria agradar ao Xá. Mas este olhou e voltou a cabeça para o lado.

Vieram outros artistas e o Xá ia observando cada uma delas, mas sem mostrar um interesse especial. Todos se iam retirando, tristes.

Finalmente, veio o artista grego. Trazia um pedaço de mármore polido, tão polido, que o rei via nele, como num espelho, a sua imagem.

O Xá elogiou o trabalho do grego, pois tinha descoberto que o melhor retrato do Xá só podia ser dado pelo próprio rosto, pela sua própria imagem.

 

In “CONTOS+MENSAGENS” de Pedrosa Ferreira

 

Louvado sejas, ó meu Senhor, pela irmã Água,

Louvado sejas, ó meu Senhor,

Louvado sejas, ó meu Senhor,

Louvado sejas, ó meu Senhor,

Quem dizem os homens que é Deus?

 

A sabedoria faz da própria vida um espaço de confiança e bondade. A sabedoria não é pertença de privilegiados: deixa-se encontrar por quem a busca. “A sabedoria facilmente se deixa ver por aqueles que a amam e encontrar por aqueles que a buscam. Quem por ela madruga não se cansará: há-de encontrá-la sentada à sua porta”.

 


INFORMAÇÕES

 

CÁRITAS SANTA CATARINA

Estão abertas as inscrições para o ATL. Os interessados devem dirigir-se à Cáritas, nos dias úteis, entre as 14:30 e as 17 horas.

Devem levar o Cartão de Cidadão do aluno e Declaração de Rendimentos do agregado familiar.

 

 

FESTA DE SÃO MATEUS

URZELINA

Dia 20 de setembro - Eucaristia de festa às 17 horas seguida de procissão.

 

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS DORES

FAJÃ DO OUVIDOR

Tríduo - 16, 17 e 18 de setembro às 20 horas.

 

Festa dia 20 de setembro: - Eucaristia de festa às 13 horas,  procissão às 19 horas.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 710

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas