Nº 427

 

TOCAR O ESPÍRITO SANTO

 

Quem és Tu, Espírito Santo?

Para se perceber quem é o Espírito é necessário conhecê-Lo.

Espírito Santo é assim o Seu nome. Mas para O conhecer não basta saber o Seu nome. É preciso saber mais qualquer coisa.

Como é que conhecemos alguém?

Como é que conhecemos as pessoas que caminham connosco na vida que vamos fazendo?

Sem darmos por isso o nosso olhar capta logo a forma como se veste, como se calça. O cuidado que tem com a sua aparência. Olhamos aquilo que possui: tem carro, casa, telemóvel, computador. Quais são os seus estudos, a sua profissão. Que faz nos tempos livres. Com quem anda. Que lugares costuma frequentar. É educado, respeitador.

Procuramos saber algo sobre a sua família. Os seus amigos.

Quando nos colocamos perante o Espírito Santo, que sabemos d’Ele? Como O conhecemos? Como O tratamos?

Esperamos que os amigos correspondam aos nossos apelos e manifestem uma amizade verdadeira, sincera. O Espírito Santo! Como mostramos a amizade que esperamos d’Ele?

Como temos de nos deixar tocar pelos amigos e aprofundar a amizade, assim deve ser com  Espírito Santo.

Se O Espírito Santo é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, porque não nos interessamos por Ele como nos interessamos com os nossos amigos? Porque não O tratamos como tratamos os nossos amigos? Porque não O conhecemos como conhecemos os nossos amigos?

Para O conhecermos e mantermos uma verdadeira amizade com o Espírito Santo, temos de nos deixar tocar por Ele. E nós conseguimos tocar o Espírito Santo sempre que fazemos o bem.

Deixemo-nos por isso tocar por Ele e façamos os possíveis por O tocar também, para que assim consigamos estreitar a nossa amizade com Ele.

                                                               Pe. Manuel António

II Domingo de Páscoa

Tema:

A liturgia deste domingo põe em relevo o papel da comunidade cristã como espaço privilegiado de encontro com Jesus ressuscitado.

O Evangelho sublinha a ideia de que Jesus vivo e ressuscitado é o centro da comunidade cristã; é à volta d’Ele que a comunidade se estrutura e é d’Ele que ela recebe a vida que a anima e que lhe permite enfrentar as dificuldades e as perseguições. Por outro lado, é na vida da comunidade (na sua liturgia, no seu amor, no seu testemunho) que os homens encontram as provas de que Jesus está vivo.

A segunda leitura insiste no motivo da centralidade de Jesus como referência fundamental da comunidade cristã: apresenta-O a caminhar lado a lado com a sua Igreja nos caminhos da história e sugere que é n’Ele que a comunidade encontra a força para caminhar e para vencer as forças que se opõem à vida nova de Deus.

A primeira leitura sugere que a comunidade cristã continua no mundo a missão salvadora e libertadora de Jesus; e quando ela é capaz de o fazer, está a dar testemunho desse Cristo vivo que continua a apresentar uma proposta de redenção para os homens

(Dehonianos)

 

MEDITAR

RASTOS DE DEUS

Se eu fosse apenas matéria, por certo desconheceria esta angustiante jornada de buscas e interrogações, este forte anseio do mar, da montanha, do infinito.

Humano-divino, racional, gente, pessoa, individualidade, protagonista de uma história única, irrepetida. Sou dotado de espírito.

O espírito é a consciência de não poder fechar-me sobre mim mesmo.

O espírito é a consciência nítida que se revolta, quando desejam confinar-me a um esquema simplista de pura materialidade.

Ser homem ou mulher não é apenas o encontro fortuito de um aglomerado de moléculas, o encontro casual de corpo, braços, pernas e cabeça.

O espírito é o pedestal que nos coloca acima dos animais.

O espírito é a transcendência que reside dentro de nós.

O espírito é o ilimitado que fala e grita na concha da nossa finitude, o eterno que fez morada dentro do provisório, a luz que ilumina a escuridão do tempo.

O espírito é o próprio Deus que vai escrevendo o seu nome por entre as linhas e entrelinhas da nossa história pessoal, da nossa agenda comunitária.

Publicada por CVJ

 

CONTO (298)

 

O INOCENTE

Um dia, o Governador do Estado foi visitar os prisioneiros. Passou por todas as celas e foi perguntando. Um a um, o motivo da sua condenação.

Cada vez ia ficando mais surpreendido pois todos eles se declaravam inocentes. Disse o primeiro a ser interrogado:

- Eu fui vítima de uma vingança.

O segundo explicou:

- Eu não matei ninguém. Mas como não apanharam o assassino, meteram-me aqui injustamente.

O terceiro disse:

- Acha que tenho cara de ladrão? O que aconteceu é que não tive advogado que soubesse provar a minha inocência.

E assim sucessivamente, enquanto o Governador ia escutando calmamente cada um dos presos.

Ao chegar ao último, este disse:

- Senhor, estou aqui preso porque desde criança fiz más acções. Depois cresci, meti-me com colegas delinquentes, roubei para comprar droga… Enfim, estou aqui para pagar os meus erros.

O Governador voltou-se para os guardas e disse- lhes:

Ponde este homem em liberdade. Não é bom que um criminoso esteja no meio de tantos inocentes!

 In TOMA E LÊ  de Pedrosa Ferreira

 

 

Deus não escuta a voz, mas o coração.

São Cipriano

 

O Homem não pode aperceber-se da ordem que reina na criação sem sentir alguma coisa da alegria de um filho que reencontra o rasto do pai.

(Frédéric Ozanam.)


 

FESTA DE ÁCIES

A festa de Ácies da Legião de Maria é no próximo dia 17 de Abril, pelas 14,30 horas na Igreja de São Tiago da Ribeira Seca. Devem participar todas as comunidades, os irmão activos e auxiliares.

 

CURSO PARA MINISTROS DA COMUNHÃO

Nos dias 12 e 13 de Abril haverá um curso para os Ministros Extraordinário da Comunhão no Passal da Calheta pelas 20 horas.

 

HAITI

A colecta para o Haiti, realizada na paróquia do Norte Grande, rendeu 302€. Em nome da gente do Haiti agradecemos a colaboração.

 

CATEQUESE DO NORTE PEQUENO

A receita das arrematações a favor do grupo de catequese do Norte Pequeno foi de 265.50€. O grupo agradece a todos os que colaboraram nesta iniciativa.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 427

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas