Nº 425

 

 

ATREVE-TE

 

Um jovem foi ter com Jesus e perguntou:

- Bom Mestre, como posso ser feliz.

E o Bom Mestre lá o foi convidando a olhar para dentro de si e a dar. Dá da vida que tens. Dá da tua inteligência. Dá do que aprendes. Dá o tempo e a alegria, o sorriso e o amor que vai dentro de ti.

O Bom Mestre convidou-o, ainda, a olhar os outros com sinceridade e a dar da simpatia que o jovem tinha. Disse --lhe que o olhar deve ser limpo e transparente. Não pode ser portador de tristeza porque leva em si a força do amor. Disse-lhe: que teu olhar brilhe de alegria no encontro com o teu semelhante e seja transformador dos dias que são de mágoa e sofrimento. Que o teu olhar seja afável e sincero. Não deve conter a maldade que brota do coração portador de ódio e egoísmo.

E aquele jovem transformou o seu olhar para corresponder ao desejo do Bom Mestre e todos que se encontravam com ele ficavam presos do seu olhar.

O Bom Mestre convidou-o, ainda, a usar palavras capazes de crescer no encontro com os outros, porque as palavras são como sementes que são semeadas em corações abertos ao amor. Penetram, nascem e depois de crescerem dão muito fruto. E o jovem ficou entusiasmado a dizer palavras que edificam, cheias de conteúdo e não palavras sem significado e que ferem como pedras atiradas àqueles que com ele caminham na vida.

O Bom Mestre disse-lhe que os caminhos a percorrer são feitos de pegadas com outros irmãos bons e sinceros. Caminhos que devem conduzir à meta da realização e não da degradação. E disse-lhe que era companheiro de viagem. Não tivesse medo nas dificuldades e que não fosse depressa demais nas facilidades. Disse que todos os caminhos têm um tempo para serem percorridos e que às vezes podiam conter desânimo e cansaço. Disse-lhe que estes caminhos contêm mãos amigas que o iriam agarrar e apoiar. Iam acariciar e abençoar. Por isso, não desprezes a mão que te é estendida para o teu bem e procura distinguir aquelas que te empurram para caminhos tortuosos e sem sentido como os da droga, e de vidas fáceis.

O Bom Mestre voltou a olhar para o jovem e confiou nele e pediu-lhe que fosse sincero com o seu coração. Que nunca pisasse as flores que iria encontrar no seu caminho porque elas falam da bondade de Deus e do cuidado que Ele tem com todos os que O têm como Pai.

E o Bom Mestre disse-lhe:

- Atreve-te a ser assim e serás feliz.

                           Pe. Manuel António

 

Domingo de Ramos

Tema:

A liturgia deste último Domingo da Quaresma convida-nos a contemplar esse Deus que, por amor, desceu ao nosso encontro, partilhou a nossa humanidade, fez-Se servo dos homens, deixou-Se matar para que o egoísmo e o pecado fossem vencidos. A cruz (que a liturgia deste domingo coloca no horizonte próximo de Jesus) apresenta-nos a lição suprema, o último passo desse caminho de vida nova que, em Jesus, Deus nos propõe: a doação da vida por amor.

A primeira leitura apresenta-nos um profeta anónimo, chamado por Deus a testemunhar no meio das nações a Palavra da salvação. Apesar do sofrimento e da perseguição, o profeta confiou em Deus e concretizou, com teimosa fidelidade, os projectos de Deus. Os primeiros cristãos viram neste “servo” a figura de Jesus.

A segunda leitura apresenta-nos o exemplo de Cristo. Ele prescindiu do orgulho e da arrogância, para escolher a obediência ao Pai e o serviço aos homens, até ao dom da vida. É esse mesmo caminho de vida que a Palavra de Deus nos propõe.

O Evangelho convida-nos a contemplar a paixão e morte de Jesus: é o momento supremo de uma vida feita dom e serviço, a fim de libertar os homens de tudo aquilo que gera egoísmo e escravidão. Na cruz revela-se o amor de Deus, esse amor que não guarda nada para si, mas que se faz dom total.

(Dehonianos)

 

MEDITAR

 

O ASTRONAUTA

 

Subiu ao cosmos. Flutua
no espaço infinito, a esmo.
É um herói. Conhece a Lua
bem melhor que a si mesmo.

Pobre astronauta. Subiste
e trouxeste a negação:
"Não vi Deus". E Deus existe
no teu próprio coração.

Cid Franco

 

CONTO (296)

  O PRATO PARTIDO

Era uma vez uma família: pai, mãe, um filho e o avô. O avô, por ser muito idoso, já tremia com as mãos e à mesa entornava a comida e muitas vezes partia o prato.

Um dia a esposa disse ao marido.

- O teu pai suja a mesa toda. Não aguento mais isto!

- É da idade! Lembra-te que foi ele que me criou e me educou.

Contudo, a sua esposa continuava a insistir que era preciso fazer algo. O marido, pressionado, concordou que se sentasse o velho numa mesa à parte e com um prato muito barato.

O avô sentiu-se muito triste mas nada disse.

O neto, que era inteligente, um dia aproximou-se do avô e disse-lhe:

- Quero pedir-te um favor. Esta noite, ao jantares, partes de propósito o prato.

O avô fez o que lhe foi pedido pela criança. A um certo momento da refeição, deixou cair o prato. Antes que a nora abrisse a boca, o neto aproximou-se do avô e disse-lhe:

- Avô! Por que é que partiste este prato? Eu queria guarda-lo para quando os meus pais forem velhos e tiverem de comer numa mesa separada, como tu.

O marido e a esposa compreenderam a lição

 In ALEGRE MANHÃ  de Pedrosa Ferreira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não há nada de tão belo como aproximarmo-nos da Divindade e espalharmos os seus raios pela raça humana.

(Beethoven)

A busca de Deus é a busca da felicidade. O encontro com Deus é a própria felicidade.

(Santo Agostinho)

 


 

CONFISSÕES

Santo António e Norte Pequeno               Terça -feira às 14h00

Norte Grande                                              Terça -feira às 15h00

Calheta                                                        Terça -feira às 19h00

Biscoitos                                                     Quarta -feira às 16h00

Ribeira Seca                                                Quarta -feira às 18h00

 

VENDE-SE CASA

Encontra-se à venda uma casa com 3 quartos, escritório, 2  salas, garagem para 4 carros 2 casas de banho, ginásio e 4 alqueires de terra, no sitio do Vale Frio, Ribeira Seca, pertencente a Isabel Alves pelo preço de 150.000€. Contactar a própria através do nº 965881630 ou a redacção deste Boletim através dos números da última página.

 

ARREMATAÇÕES A FAVOR DA CATEQUESE

No Domingo de Páscoa, na paróquia do Norte Pequeno, haverá arrematações a seguir à Missa a favor da catequese.O grupo de catequistas agradece a colaboração de todos. Santa Sé contra ridicularização das convicções religiosasO representante da Santa Sé no Conselho de Direitos Humanos da ONU condenou a ridicularização das convicções religiosas e a “falta de respeito por personalidades e símbolos” da fé de milhões de pessoas. (Fonte: Agência Ecclesia)  
Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 425

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas