Nº 425

 

 

ATREVE-TE

 

Um jovem foi ter com Jesus e perguntou:

- Bom Mestre, como posso ser feliz.

E o Bom Mestre lá o foi convidando a olhar para dentro de si e a dar. Dá da vida que tens. Dá da tua inteligência. Dá do que aprendes. Dá o tempo e a alegria, o sorriso e o amor que vai dentro de ti.

O Bom Mestre convidou-o, ainda, a olhar os outros com sinceridade e a dar da simpatia que o jovem tinha. Disse --lhe que o olhar deve ser limpo e transparente. Não pode ser portador de tristeza porque leva em si a força do amor. Disse-lhe: que teu olhar brilhe de alegria no encontro com o teu semelhante e seja transformador dos dias que são de mágoa e sofrimento. Que o teu olhar seja afável e sincero. Não deve conter a maldade que brota do coração portador de ódio e egoísmo.

E aquele jovem transformou o seu olhar para corresponder ao desejo do Bom Mestre e todos que se encontravam com ele ficavam presos do seu olhar.

O Bom Mestre convidou-o, ainda, a usar palavras capazes de crescer no encontro com os outros, porque as palavras são como sementes que são semeadas em corações abertos ao amor. Penetram, nascem e depois de crescerem dão muito fruto. E o jovem ficou entusiasmado a dizer palavras que edificam, cheias de conteúdo e não palavras sem significado e que ferem como pedras atiradas àqueles que com ele caminham na vida.

O Bom Mestre disse-lhe que os caminhos a percorrer são feitos de pegadas com outros irmãos bons e sinceros. Caminhos que devem conduzir à meta da realização e não da degradação. E disse-lhe que era companheiro de viagem. Não tivesse medo nas dificuldades e que não fosse depressa demais nas facilidades. Disse que todos os caminhos têm um tempo para serem percorridos e que às vezes podiam conter desânimo e cansaço. Disse-lhe que estes caminhos contêm mãos amigas que o iriam agarrar e apoiar. Iam acariciar e abençoar. Por isso, não desprezes a mão que te é estendida para o teu bem e procura distinguir aquelas que te empurram para caminhos tortuosos e sem sentido como os da droga, e de vidas fáceis.

O Bom Mestre voltou a olhar para o jovem e confiou nele e pediu-lhe que fosse sincero com o seu coração. Que nunca pisasse as flores que iria encontrar no seu caminho porque elas falam da bondade de Deus e do cuidado que Ele tem com todos os que O têm como Pai.

E o Bom Mestre disse-lhe:

- Atreve-te a ser assim e serás feliz.

                           Pe. Manuel António

 

Domingo de Ramos

Tema:

A liturgia deste último Domingo da Quaresma convida-nos a contemplar esse Deus que, por amor, desceu ao nosso encontro, partilhou a nossa humanidade, fez-Se servo dos homens, deixou-Se matar para que o egoísmo e o pecado fossem vencidos. A cruz (que a liturgia deste domingo coloca no horizonte próximo de Jesus) apresenta-nos a lição suprema, o último passo desse caminho de vida nova que, em Jesus, Deus nos propõe: a doação da vida por amor.

A primeira leitura apresenta-nos um profeta anónimo, chamado por Deus a testemunhar no meio das nações a Palavra da salvação. Apesar do sofrimento e da perseguição, o profeta confiou em Deus e concretizou, com teimosa fidelidade, os projectos de Deus. Os primeiros cristãos viram neste “servo” a figura de Jesus.

A segunda leitura apresenta-nos o exemplo de Cristo. Ele prescindiu do orgulho e da arrogância, para escolher a obediência ao Pai e o serviço aos homens, até ao dom da vida. É esse mesmo caminho de vida que a Palavra de Deus nos propõe.

O Evangelho convida-nos a contemplar a paixão e morte de Jesus: é o momento supremo de uma vida feita dom e serviço, a fim de libertar os homens de tudo aquilo que gera egoísmo e escravidão. Na cruz revela-se o amor de Deus, esse amor que não guarda nada para si, mas que se faz dom total.

(Dehonianos)

 

MEDITAR

 

O ASTRONAUTA

 

Subiu ao cosmos. Flutua
no espaço infinito, a esmo.
É um herói. Conhece a Lua
bem melhor que a si mesmo.

Pobre astronauta. Subiste
e trouxeste a negação:
"Não vi Deus". E Deus existe
no teu próprio coração.

Cid Franco

 

CONTO (296)

  O PRATO PARTIDO

Era uma vez uma família: pai, mãe, um filho e o avô. O avô, por ser muito idoso, já tremia com as mãos e à mesa entornava a comida e muitas vezes partia o prato.

Um dia a esposa disse ao marido.

- O teu pai suja a mesa toda. Não aguento mais isto!

- É da idade! Lembra-te que foi ele que me criou e me educou.

Contudo, a sua esposa continuava a insistir que era preciso fazer algo. O marido, pressionado, concordou que se sentasse o velho numa mesa à parte e com um prato muito barato.

O avô sentiu-se muito triste mas nada disse.

O neto, que era inteligente, um dia aproximou-se do avô e disse-lhe:

- Quero pedir-te um favor. Esta noite, ao jantares, partes de propósito o prato.

O avô fez o que lhe foi pedido pela criança. A um certo momento da refeição, deixou cair o prato. Antes que a nora abrisse a boca, o neto aproximou-se do avô e disse-lhe:

- Avô! Por que é que partiste este prato? Eu queria guarda-lo para quando os meus pais forem velhos e tiverem de comer numa mesa separada, como tu.

O marido e a esposa compreenderam a lição

 In ALEGRE MANHÃ  de Pedrosa Ferreira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não há nada de tão belo como aproximarmo-nos da Divindade e espalharmos os seus raios pela raça humana.

(Beethoven)

A busca de Deus é a busca da felicidade. O encontro com Deus é a própria felicidade.

(Santo Agostinho)

 


 

CONFISSÕES

Santo António e Norte Pequeno               Terça -feira às 14h00

Norte Grande                                              Terça -feira às 15h00

Calheta                                                        Terça -feira às 19h00

Biscoitos                                                     Quarta -feira às 16h00

Ribeira Seca                                                Quarta -feira às 18h00

 

VENDE-SE CASA

Encontra-se à venda uma casa com 3 quartos, escritório, 2  salas, garagem para 4 carros 2 casas de banho, ginásio e 4 alqueires de terra, no sitio do Vale Frio, Ribeira Seca, pertencente a Isabel Alves pelo preço de 150.000€. Contactar a própria através do nº 965881630 ou a redacção deste Boletim através dos números da última página.

 

ARREMATAÇÕES A FAVOR DA CATEQUESE

No Domingo de Páscoa, na paróquia do Norte Pequeno, haverá arrematações a seguir à Missa a favor da catequese.O grupo de catequistas agradece a colaboração de todos. Santa Sé contra ridicularização das convicções religiosasO representante da Santa Sé no Conselho de Direitos Humanos da ONU condenou a ridicularização das convicções religiosas e a “falta de respeito por personalidades e símbolos” da fé de milhões de pessoas. (Fonte: Agência Ecclesia)  
Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 425

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas