Nº 645

SANTÍSSIMA TRINDADE

 

Vós, Trindade eterna, sois meu Criador e eu, vossa criatura.
De novo me criastes no Sangue de Vosso Filho.
Nesta nova criação conheci que Vos enamorastes
da beleza de Vossa criatura.

Ó abismo, ó eterna divindade, ó mar profundo!
E que mais poderíeis dar-me que dar-Vos a mim?
Sois fogo que sempre arde e não consome.
Sois fogo que consome todo o amor-próprio da alma.
Sois fogo que destrói toda a frieza.

Iluminais... e, em vossa luz, conheço-Vos e Vos
represento em mim como sumo e infinito Bem,
acima de todo bem;
Bem incompreensível, feliz, inestimável!
Beleza acima de toda beleza,
Sabedoria acima de toda sabedoria,
antes, Sois a própria Sabedoria.
Vós, alimento dos Anjos,
Vos destes aos Homens com fogo de Amor.
Sois veste que cobre toda nudez,
com Vossa doçura alimentais os famintos.
Doçura sois, sem amargura alguma.

Ó Trindade eterna, na vossa luz que me destes ...
conheci ... o caminho da maior perfeição,
a fim de que na luz e não em trevas Vos sirva,
seja espelho de boa e santa vida,
e me tireis da minha miserável vida, pois,
sempre, por meus defeitos, vos servi nas trevas ...
E Vós, Trindade eterna,
com vossa luz destruístes minhas trevas.

Santa Catarina de Sena

 

DOMINGO DA SANTÍSSIMA TRINDADE

A Solenidade que hoje celebramos não é um convite a decifrar o mistério que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”; mas é um convite a contemplar o Deus que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor.

Na primeira leitura, o Deus da comunhão e da aliança, apostado em estabelecer laços familiares com o homem, autoapresenta-Se: Ele é clemente e compassivo, lento para a ira e rico de misericórdia.

Na segunda leitura, Paulo expressa – através da fórmula litúrgica “a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco” – a realidade de um Deus que é comunhão, que é família e que pretende atrair os homens para essa dinâmica de amor.

No Evangelho, João convida-nos a contemplar um Deus cujo amor pelos homens é tão grande, a ponto de enviar ao mundo o seu Filho único; e Jesus, o Filho, cumprindo o plano do Pai, fez da sua vida um dom total, até à morte na cruz, a fim de oferecer aos homens a vida definitiva. Nesta fantástica história de amor (que vai até ao dom da vida do Filho único e amado), plasma-se a grandeza do coração de Deus.

Dehonianos

 

MEDITAR

 

TRINDADE SANTA (adaptado)

“(…) Sois um Deus que entende de Amor

e sabe de música e poesia!

Nós Vos louvamos, Trindade Santa,

Pois o Universo é um poema vivo,

Uma obra-prima sonhada com Amor infinito.

É dinâmico o Universo,

Poema que estais a criar incessantemente.

Cada estrela é uma estrofe e cada planeta um refrão.

É coerente e profundamente lógico

Este Cosmos em Construção.

Tudo nele tem sentido e finalidade.

A Criação é um testemunho vivo da Vossa Sabedoria

E do Vosso Amor Criador.

Por estar em evolução,

O Universo é uma epopeia a escrever-se todos os dias.

Nele brotam de modo harmonioso

Os dinamismos da vida,

Cuja cúpula é o Homem em Construção.

Deus Santo,

Mas o tema central deste poema é o Homem,

Com a sua capacidade de comungar.

Eis a razão pela qual já podeis fazer aliança com ele!

Ao ser incorporada na comunhão divina,

A Humanidade fica, por fim, divinizada!

 

                                         Pe Calmeiro Matias in Salmos para o terceiro Milénio

 

CONTO (505)

 

CHÁVENA DE CHÁ

Um professor de filosofia foi ter com um mestre zen, Nan-In, e fez-lhe perguntas sobre Deus, o nirvana, meditação e muitas outras  coisas. O Mestre ouviu-o em silêncio e depois disse:

- Pareces cansado. Escalaste esta alta montanha, vieste de um lugar longínquo. Deixa- -me primeiro servir-te uma chávena de chá.

O Mestre fez o chá. Fervilhando de perguntas, o professor esperou. Quando o Mestre serviu o chá encheu a chávena do seu visitante e continuou a enchê-la. A chávena transbordou e o chá começou a cair do pires até que o seu visitante gritou:

- Pára. Não vês que o pires está cheio?

- É exatamente assim que te encontras. A tua mente está tão cheia de perguntas que mesmo que eu responda, não tens nenhum espaço para a resposta. Sai, esvazia a chávena e depois volta…

 

 

 

 

 

 

Só um coração iluminado pode reparar nas muitas flores que se encontram nos caminhos que percorremos todos os dias, porque um coração iluminado sabe, por experiência própria, que nos alicerces da alegria está o que é frágil, o que não conta, o que de algum modo é marginal, o que não é da ordem do necessário, mas do gratuito.

 

Carlos Maria Antunes, in Só o Pobre se faz Pão

 


INFORMAÇÕES

 

FESTA DO SANTÍSSIMO NA RIBEIRA D’AREIA

Tríduo nos dias 18, 19 e 20 de junho às 20 horas.

Dia 22 de junho - Missa de festa às 15 horas seguida de procissão.

 

REUNIÃO PARA AS FESTAS DA CATEQUESE NA CALHETA

As catequeses do 3º e 6º anos da Calheta terão a reunião de preparação para a Primeira Comunhão e Profissão de Fé no próximo dia 17 de junho às 17horas na Igreja Matriz, os pais que puderem acompanhar os seus filhos também devem participar. Faz parte da preparação a forma e o que se vai fazer no dia e a confissão, pelo que devem comparecer todos para facilitar a vida dos intervenientes.

 

CLÍNICA DENTÁRIA DA RIBEIRA SECA

Informa que a Dr.ª Cátia Reis, médica dentista, prestará consultas de 19 a 28 de junho de 2014. As marcações podem ser feitas para o nº 962577473.

 

DIA EUCARÍSTICO  - RIBEIRA DO NADO

No dia 19 de junho. Exposição do Santíssimo às 10:00 horas e encerramento às 20:00 horas .

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 645

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas