Nº 644

ORAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO

 

Ó Espírito Santo

dai-me um coração grande,

aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora,

fechado a todas as ambições mesquinhas,

alheio a qualquer desprezível competição humana,

compenetrado do sentido da santa Igreja!

 

Um coração grande,

desejoso de tornar-se semelhante

ao Coração do Senhor Jesus!

 

Um coração grande e forte

para amar todos,

para servir a todos,

para sofrer por todos!

 

Um coração grande e forte

para superar todas as provações,

todo o tédio, todo o cansaço,

toda a desilusão, toda ofensa!

 

Um coração grande e forte,

constante até o sacrifício, quando for

necessário! Um coração cuja felicidade

é palpitar com o Coração de Cristo

e cumprir humilde, fiel e virilmente

a vontade do Pai.

Amém.

 

Papa Paulo VI

 

DOMINGO DE PENTECOSTES

O tema deste domingo é, evidentemente, o Espírito Santo. Dom de Deus a todos os crentes, o Espírito dá vida, renova, transforma, constrói comunidade e faz nascer o Homem Novo.

O Evangelho apresenta-nos a comunidade cristã, reunida à volta de Jesus ressuscitado. Para João, esta comunidade passa a ser uma comunidade viva, recriada, nova, a partir do dom do Espírito. É o Espírito que permite aos crentes superar o medo e as limitações e dar testemunho no mundo desse amor que Jesus viveu até às últimas consequências.

Na primeira leitura, Lucas sugere que o Espírito é a lei nova que orienta a caminhada dos crentes. É Ele que cria a nova comunidade do Povo de Deus, que faz com que os homens sejam capazes de ultrapassar as suas diferenças e comunicar, que une numa mesma comunidade de amor, povos de todas as raças e culturas.

Na segunda leitura, Paulo avisa que o Espírito é a fonte de onde brota a vida da comunidade cristã. É Ele que concede os dons que enriquecem a comunidade e que fomenta a unidade de todos os membros; por isso, esses dons não podem ser usados para benefício pessoal, mas devem ser postos ao serviço de todos.

Dehonianos

 

MEDITAR

HINO AO ESPÍRITO SANTO (Edith Stein)

I
Quem és tu,
Doce luz que me preenche
e ilumina a obscuridade do meu coração?
Conduzes-me como a mão de uma mãe
E se me soltasses,
não saberia nem dar mais um passo.
És o espaço que envolve todo meu ser e o encerra em si.
Se Fosse abandonado por ti
cairia no abismo do nada,
de onde tu o elevas ao Ser.
Tu, mais próximo de mim que eu mesmo
e mais íntimo que minha intimidade,
E, sem dúvida,
permaneces inalcançável e incompreensível,
E que faz brotar todo nome:
Espírito Santo — Amor eterno!
II
Não és Tu
O doce maná
que do coração do Filho flui para o meu,
alimento dos anjos e dos bem aventurados?
Aquele que da morte à vida se elevou,
Também a mim despertou a uma nova vida
Do sono da morte.
E nova vida me doa
Dia após dia.
E um dia me cumulará de plenitude.
Vida de minha Vida.
Sim, Tu mesmo,
Espírito Santo, – Vida Eterna!

 

 

CONTO (504)

 

ESTRELAS DO MAR

Um homem caminhava numa praia deserta mexicana ao ao pôr do sol. À medida que caminhava, começou a avistar outro homem à distância. Ao aproximar-se do nativo, notou que ele se inclinava, apanhando algo e atirando à água. Repetidamente, continuava a atirar coisas no mar.

Ao aproximar-se ainda mais, o homem notou que o nativo estava a apanhar estrelas do mar que tinham sido arrastadas para a praia e, uma de cada vez, estava lança-las de volta à água.

O homem ficou intrigado. Aproximou-se do nativo e disse-lhe:

- Boa tarde, amigo. Estava a tentar adivinhar o que estás a fazer.

- Estou a devolver estas estrelas do mar ao oceano. Sabe, a maré está baixa e todas as estrelas do mar foram arrastadas para a praia. Se eu não as devolver ao mar, elas morrerão por falta de oxigénio.

- Entendo, respondeu o homem, mas deve haver milhares de estrelas do mar nesta praia. Provavelmente, não serás capaz de as apanhar todas. É que são muitas, simplesmente. Percebe que provavelmente isso está a acontecer em centenas de praias acima e abaixo desta costa? Vê que não fará diferença alguma?

O nativo sorriu, curvou-se, apanhou uma outra estrela do mar e, ao arremessá-la de volta ao mar, disse:

- Fez diferença para aquela.

O coração é o nosso sol, 

o nosso pequeno sol pessoal. 

Graças ao coração, 

damos luz e calor a quem nos rodeia. 

Graças ao coração, 

a nossa vida está cheia de alegria e de partilha. 

A abertura do coração

é o único antídoto real contra a barbarização da nossa época. 

É esse o grande caminho a percorrer 

para que o futuro não seja um tempo de desolação, 

mas de construção e esperança.»

Susanna Tamaro, em "Querida Mathilda"

 


INFORMAÇÕES

 

COLECTAS A FAVOR DA “CARTA FAMILIAR”

Como vem sendo habitual, as coletas do Domingo da Trindade revertem a favor deste Boletim. Algumas pessoas já deram a sua oferta, o que eu agradeço.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 644

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas