Nº 624

HOJE, APENAS HOJE

 

Procurarei viver pensando apenas no dia de hoje, sem querer resolver de uma só vez todos os problemas da minha vida.Hoje, apenas hoje, terei o máximo cuidado na minha convivência: afável nas minhas maneiras, a ninguém criticarei, nem pretenderei melhorar, nem corrigir ninguém à força se não a mim mesmo.Hoje, apenas hoje, serei feliz na certeza de que fui criado para a felicidade, não só no outro mundo mas também já neste.Hoje, apenas hoje, adaptar-me-ei às circunstâncias sem pretender que sejam todas as circunstâncias a adaptarem-se aos meus desejos.Hoje, apenas hoje, dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura. Assim como o alimento é necessário para a vida do corpo, assim a boa leitura é necessária para a vida do espírito.Hoje, apenas hoje, farei ao menos uma coisa que me custa fazer; e se me sentir ofendido nos meus sentimentos, procurarei que ninguém o saiba.Hoje, apenas hoje, farei uma boa ação, e não o direi a ninguém.Hoje, apenas hoje, executarei um programa pormenorizado. Talvez não o cumpra perfeitamente, mas ao menos escrevê-lo-ei. E fugirei de dois males: a pressa e a indecisão.Hoje, apenas hoje, acreditarei firmemente - embora as circunstâncias mostrem o contrário - que Deus se ocupa de mim como se não existisse mais ninguém no mundo.Hoje, apenas hoje, não terei qualquer medo. De modo especial não terei medo de apreciar o que é belo e de crer na bondade.

 

II DOMINGO DO TEMPO COMUM

A liturgia deste domingo coloca a questão da vocação; e convida-nos a situá-la no contexto do projeto de Deus para os homens e para o mundo. Deus tem um projeto de vida plena para oferecer aos homens; e elege pessoas para serem testemunhas desse projeto na história e no tempo.

A primeira leitura apresenta-nos uma personagem misteriosa – Servo de Jahwéh – a quem Deus elegeu desde o seio materno, para que fosse um sinal no mundo e levasse aos povos de toda a terra a Boa Nova do projeto libertador de Deus.

A segunda leitura apresenta-nos um “chamado” (Paulo) a recordar aos cristãos da cidade grega de Corinto que todos eles são “chamados à santidade” – isto é, são chamados por Deus a viver realmente comprometidos com os valores do Reino.

O Evangelho apresenta-nos Jesus, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Ele é o Deus que veio ao nosso encontro, investido de uma missão pelo Pai; e essa missão consiste em libertar os homens do “pecado” que oprime e não deixa ter acesso à vida plena.

Dehonianos

 

MEDITAR

 

DÁ ALIMENTO À NOSSA INTELIGÊNCIA

 

Pai nosso invisível, que estás nos céus,

seja santificado em nós o Teu Nome,

porque, no Teu Espírito Santo,

Tu próprio nos santificaste.

 

Venha a nós o Teu reino,

reino prometido a quantos amam Teu amor.

Tua força e benevolência repousem sobre teus servos,

aqui em mistério e lá na tua misericórdia.

 

Da mesa que não se esgota,

dá alimento à nossa indigência;

e concede-nos a remissão das culpas,

tu que conheces a nossa debilidade.

 

Nós Te pedimos:

salva aquilo que criaste

e livra-o do maligno, que busca o que devorar.

A ti pertencem o reino, o poder e a glória, ó Senhor.

 

Não prives da Tua bondade os Teus santos.

 

Oração do Breviário Caldeu

 

CONTO (485)

 

A PORTA DO CORAÇÃO

No dia da apresentação ao público, convidou várias pessoas para ver a obra.

Compareceram as autoridades locais, fotógrafos, jornalistas, enfim, uma multidão.

Afinal, o pintor além de um grande artista era também muito famoso.

Quando chegou o momento, tirou-se o pano que revelava o quadro.

Houve um caloroso aplauso!

Era uma impressionante figura de JESUS batendo suavemente à porta de uma casa.

Com o ouvido junto à porta, ELE parecia querer ouvir se lá dentro alguém respondia.

Houve discursos e elogios. Todos admiravam aquela obra de arte.

Porém, um curioso observador, achou uma falha no quadro.

A porta não tinha fechadura. E intrigado, foi perguntar ao artista:

- A sua porta não tem fechadura? - Como se fará para abri-la?

Respondeu-lhe o artista:

- É assim mesmo. Esta é a porta do coração humano, só se abre pelo lado de dentro.

Autor desconhecido

 

“Os livros do Antigo Testamento preanunciaram a alegria da salvação, que havia de tornar-se superabundante nos tempos messiânicos. O profeta Isaías dirige-se ao Messias esperado, saudando-O com regozijo: «Multiplicaste a alegria, aumentaste o júbilo» (9, 2). E anima os habitantes de Sião a recebê-Lo com cânticos: «Exultai de alegria!» (12, 6). A quem já O avistara no horizonte, o profeta convida-o a tornar-se mensageiro para os outros: «Sobe a um alto monte, arauto de Sião! Grita com voz forte, arauto de Jerusalém» (40, 9). A criação inteira participa nesta alegria da salvação: «Cantai, ó céus! Exulta de alegria, ó terra! Rompei em exclamações, ó montes! Na verdade, o Senhor consola o seu povo e se compadece dos desamparados» (49, 13).

Zacarias, vendo o dia do Senhor, convida a vitoriar o Rei que chega «humilde, montado num jumento»: «Exulta de alegria, filha de Sião! Solta gritos de júbilo, filha de Jerusalém! Eis que o teu rei vem a ti. Ele é justo e vitorioso» (9, 9). Mas o convite mais tocante talvez seja o do profeta Sofonias, que nos mostra o próprio Deus como um centro irradiante de festa e de alegria, que quer comunicar ao seu povo este júbilo salvífico. Enche-me de vida reler este texto: «O Senhor, teu Deus, está no meio de ti como poderoso salvador! Ele exulta de alegria por tua causa, pelo seu amor te renovará. Ele dança e grita de alegria por tua causa» (3, 17).É a alegria que se vive no meio das pequenas coisas da vida quotidiana, como resposta ao amoroso convite de Deus nosso Pai: «Meu filho, se tens com quê, trata-te bem (...). Não te prives da felicidade presente» (Sir 14, 11.14). Quanta ternura paterna se vislumbra por detrás destas palavras!" EG nº 4

 

 

Certa vez um homem pintou um lindo quadro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Papa João XXIII

“Não vás à minha frente,

que não te posso acompanhar.

Não vás atrás de mim,

que não me poderás guiar.

Caminha apenas junto de mim

para, simplesmente, seres meu amigo”.

 

Albert Camus

 


INFORMAÇÕES

RECEITAS

Biscoitos - Cortejo de Oferendas 310,00€; Beija-pé 217,01€

Portal - Cortejo de oferendas e Beija-pé 525,00€

Ermida Santo António - Cortejo de oferendas  417,20€

 

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA DE SÃO JORGE

A direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estarão na Clínica da Instituição os seguintes médicos:

Dr.ª Paula Pires, neurologista, em fevereiro, em dia por estabelecer.

Dr.ª Maria Graça Almeida, Ginecologista e Obstetrícia, em fevereiro e em dia por estabelecer.

Dr. José Abreu Freire, Imagiologia (Ecografia e Mamografia), no dia 1 de março.

Dr.ª Alexandra Dias, Pediatra, em março e em dia por estabelecer.

Dr.ª Lourdes Sousa, Dermatologista, no dia 11 de março.

Os eventuais interessados podem fazer as suas marcações para os números 295460110 /295460111

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 624

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas