Nº 620

«Na nossa sociedade faz frio.
E o Natal é luz e calor!


Contra o frio do egoísmo, o calor humano.
A humanidade enregela sem o Espírito que é fogo.

Contra o frio da ganância, o calor da generosidade.
Contra o frio da indiferença, o fogo da solidariedade.


Contra o frio do desencanto, o fogo do ideal.»
Contra o frio da solidão, o fogo da proximidade.

Vasco Pinto de Magalhães

 

VOTOS DE UM SANTO E FELIZ NATAL

Pe. Manuel António Santos

Pe. António Duarte Azevedo

Pe. Marcos Miranda

Pe. José Manuel Machado

 

 

IV DOMINGO DO ADVENTO

A liturgia deste domingo diz-nos, fundamentalmente, que Jesus é o “Deus-connosco”, que veio ao encontro dos homens para lhes oferecer uma proposta de salvação e de vida nova.

Na primeira leitura, o profeta Isaías anuncia que Jahwéh é o Deus que não abandona o seu Povo e que quer percorrer, de mãos dadas com ele, o caminho da história… É n’Ele (e não nas sempre falíveis seguranças humanas) que devemos colocar a nossa esperança.

O Evangelho apresenta Jesus como a incarnação viva desse “Deus connosco”, que vem ao encontro dos homens para lhes apresentar uma proposta de salvação. Contém, naturalmente, um convite implícito a acolher de braços abertos a proposta que Ele traz e a deixar-se transformar por ela.

Na segunda leitura, sugere-se que, do encontro com Jesus, deve resultar o testemunho: tendo recebido a Boa Nova da salvação, os seguidores de Jesus devem levá-la a todos os homens e fazer com que ela se torne uma realidade libertadora em todos os tempos e lugares.

Dehonianos

 

MEDITAR

 

«Porque um menino nos nasceu (...) " Isaías 9:6

 NASCEMOS, NASCEMOS, NASCEMOS

 Enganam-se os que pensam que só nascemos uma vez.

 Para quem quiser ver a vida está cheia de nascimentos.

 Nascemos muitas vezes ao longo da infância

 quando os olhos se abrem em espanto e alegria.

 Nascemos nas viagens sem mapa que a juventude arrisca.

 Nascemos na sementeira da vida adulta,

 entre invernos e primaveras maturando

 a misteriosa transformação que coloca na haste a flor

 e dentro da flor o perfume do fruto.

 Nascemos muitas vezes naquela idade

 onde os trabalhos não cessam, mas reconciliam-se

 com laços interiores e caminhos adiados.

 Enganam-se os que pensam que só nascemos uma vez.

 Nascemos quando nos descobrimos amados e capazes de amar.

 Nascemos no entusiasmo do riso e na noite de algumas lágrimas.

 Nascemos na prece e no dom.

 Nascemos no perdão e no confronto.

 Nascemos em silêncio ou iluminados por uma palavra.

 Nascemos na tarefa e na partilha.

 Nascemos nos gestos ou para lá dos gestos.

 Nascemos dentro de nós e no coração de Deus.

 O que Jesus nos diz é: "Também tu podes nascer",

 pois nós nascemos, nascemos, nascemos.

 

 José Tolentino Mendonça

 

CONTO (481)

 

O NATAL CRISTÃO

Aproximando-se a festa do Natal, os animais fizeram uma reunião acerca do assunto.

A ovelha, que orientava o diálogo, perguntou à girafa:

- O que é para ti o Natal?

- Para mim é uma linda árvore com muitas luzes e muitos presente dependurados nos ramos.

Em seguida, fez a mesma pergunta ao macaco, que respondeu:

- Par mim é comer bons e saborosos petiscos.

O urso interrompeu a conversa:

- Para mimo Natal é uma grande variedade de doces.

Também o boi quis dar a sua opinião:

- O que faz o Natal é o champanhe.

O peru também tomou a palavra para dizer:

- Para mim é um dia muito triste. Nesses dias, tenho de me esconder para não ser apanhado e ir parar a alguma cozinha.

O burro interrompeu o diálogo, dizendo com convicção:

- Estão todos loucos. O mais importante no Natal é o Menino Jesus.

O boi inclinou a cabeça e disse:

- Mas será que os Homens sabem isso?

 In  Bom dia, alegria de Pedrosa Ferreira

 

 

 

 

 

 

As pessoas cuja alma e a carne são feridos têm uma grandeza que jamais terão aquelas que vivem a sua vida em triunfo.

Christian Bobin

 


INFORMAÇÕES

CORTEJOS DE OFERENDAS

Dia 25 de dezembro - Fajã dos Vimes

Dia 29 de dezembro - Portal

Dia 1 de janeiro - Biscoitos - Loural - Ribeira Seca

Dia 5 de janeiro - Manadas - Calheta - Urzelina

Dia 12 de janeiro - Er.da de S.to António

 

CLÍNICA DENTÁRIA DA RIBEIRA SECA

Informa que a Dra. Cátia Reis, médica dentista, estará nesta Clínica a prestar consultas de medicina dentária de 30 de dezembro de 2013 a 7 de janeiro de 2014.

As marcações podem ser feitas através do nº 962577473.

 

Açores: O Natal põe em marcha uma nova sociedade

D. António de Sousa Braga na mensagem natalícia, «A festa do encontro», alerta que para além de bens é necessário “partilhar o tempo, as capacidades e competências” ao serviço do bem comum e da justiça social.

“Natal é a festa do encontro: no seio da família e entre os amigos, nas instituições, entre responsáveis e utentes. Na época natalícia, há campanhas que levam ao encontro dos que estão sozinhos, ou são abandonados, dos carenciados ou excluído”, começa por assinalar o bispo da Diocese de Angra.

O prelado explica que Jesus “veio fazer da humanidade uma família de irmãos, que cuidem uns dos outros” o que implica “solidariedade e partilha” e alerta que “sem sobriedade não há partilha de bens”.

Fonte: Agência Ecclesia

 

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 620

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas