Nº 598

 

AO AMIGO, COM AFETO

Que a tua caminhada seja serena
como o ribeiro que se espreme entre rochas.
Deixa-te evaporar no tempo como o hálito que manchou o espelho.
... Sê discreto como o sal que temperou a carne.
Sê transparente como a luz que ilumina o céu.
 
Desejo que te mantenhas sensível em tuas deceções.
Deixa-te ferir com o sofrimento mais longínquo.
Considera a miséria um demónio;
a injustiça, uma deusa sanguinária
e a indiferença, um inferno.
 
Não te intimides em transformar-te em poeta.
Converte a tua dor em verso,
e que o teu cantarolar desafogue,
com beleza, a indignação que te abate.
 
Desobriga-te de suprir qualquer expectativa.
Não te sintas lisonjeado e nem te enganes com o aplauso da multidão.
A mão que te afaga hoje poderá apedrejar-te amanhã.
 
Que aprendas a bordar esperança na escuridão da madrugada
e que os anseios tecidos nas trevas virem ações no raiar do dia.
Guarda os teus sonhos para os amigos mais íntimos.
Para quê dizê-los a quem não respeitaria a imensidão de teu inconsciente?
 
Transita pela sombra.
Foge das luzes da ribalta.
Resguarda-te.
Se tens que seguir pela avenida, fá-lo com discrição.
Constrói-te em segredo.
 
Desejo que a tua espiritualidade seja suave como o balançar de uma folha na calmaria do outono;
e o teu silêncio, reverente como uma prece.
Torna-te um com o teu próximo para encontrares lugar na mesa do banquete universal.
Logo todos voltaremos ao mesmo nada que antecedeu o dia em que nascemos.
Que a tua memória seja doce no coração dos que te sobreviverem e eterna no coração de Deus.
Ao amigo, com afeto (adaptado), de Ricardo Gondim
 

XVI DOMINGO DO TEMPO COMUM

Ora et labora

Em geral, temos a tentação de compartimentar as nossas atividades: Agora é para trabalhar, depois rezar, então descansar, a seguir ouvir, mais tarde falar etc. A este propósito eu tentava explicar aos alunos do Colégio Missionário que o Pe. Dehon, fundador do Instituto, procurava viver em constante presença de Deus, em união de vida, e por isso escrevera no seu Diário, quando seminarista em Roma:
- Todos os dias faço a via-sacra que é a minha recreação da tarde.
Um dos meus ouvintes, com uma certa malícia, perguntou-me:
- Isso quer dizer então que posso brincar enquanto rezo?
- Não, respondi de imediato. Quer dizer apenas que podes rezar enquanto brincas.
É esta a mensagem do acolhimento de Jesus por Marta e Maria em Betânia. O lema beneditino sintetiza perfeitamente este desafio: Ora et labora, isto é, reza e trabalha.
1. Faz da tua oração um trabalho, uma tarefa ou uma atividade – reza como alguém que trabalha.
2. Faz do teu trabalho uma oração – trabalha como alguém que reza.
3. Trabalha enquanto rezas e reza enquanto trabalhas.
4. A oração não dispensa a ação, nem a ação dispensa a oração.
5. Reza e trabalha – ocupa o teu dia com estas duas atividades.
6. Sê ativo na contemplação e contemplativo na ação.
7. Sê Marta e Maria ao mesmo tempo.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

AMIGO

 
Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».
 
«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo, Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
 
«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo! «Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.
 
«Amigo» é a solidão derrotada!
 
«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!
 
In No Reino da Dinamarca, de Alexandre O'Neill
 

CONTO (459)

 

A CABRA EXPIATÓRIA

Era uma vez dez camponeses que iam para os seus campos. Correndo apressados, foram abrigar-se numa velha igreja em ruinas.
Os relâmpagos cruzavam os céus e o fragor dos trovões era ensurdecedor. Os camponeses, aterrorizados, começaram a dizer que um deles devia ser um grande pecador, culpado de que os céus se tivessem assim enfurecido. Um deles sugeriu:
- Devemos descobrir o culpado e afastá-lo de nós.
Um outro sugeriu:
- Dependuremos os nossos chapéus fora da porta. Aquele de nós a quem pertencer o primeiro chapéu que voar será o pecador. Será então expulso daqui.
Todos concordaram. Com custo abriram a porta e dependuraram os seus chapéus de palha. O vento levou um imediatamente.
Sem compaixão, obrigaram o dono desse chapéu a ir-se embora. Era o culpado de tão grande tempestade.
O pobre homem saiu da igreja, disposto a ir para longe.
Tinha dado alguns passos quando ouviu um ruído tremendo: um raio tinha caído na igreja e carbonizado todos os ocupantes.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

Pouco importa quanto fazes,
o que importa é quanto amas.
Pouco importa quanto tens. 
O que importa é o que tu és.
Sto. Agostinho

 

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS NEVES
NORTE GRANDE
Tríduo: Dias 23, 24 e 25 de julho às 20h.
 
Dia 28 de julho
                - Missa de festa às 12h30 e Procissão às 19h30m.
FESTA DE SANTA ANA - BEIRA
 
Tríduo: Dias 24, 25 e 26 de julho às 20h00.
 
Dia 28 de julho - Missa de festa às 13h00 e Procissão às 19h00.
FESTA DE NOSSA SENHORA DO GUADALUPE
MANADAS
 
Dia 28 de julho
 
                Missa de festa às 17h00 e a seguir a Procissão


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 598

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas