Nº 598

 

AO AMIGO, COM AFETO

Que a tua caminhada seja serena
como o ribeiro que se espreme entre rochas.
Deixa-te evaporar no tempo como o hálito que manchou o espelho.
... Sê discreto como o sal que temperou a carne.
Sê transparente como a luz que ilumina o céu.
 
Desejo que te mantenhas sensível em tuas deceções.
Deixa-te ferir com o sofrimento mais longínquo.
Considera a miséria um demónio;
a injustiça, uma deusa sanguinária
e a indiferença, um inferno.
 
Não te intimides em transformar-te em poeta.
Converte a tua dor em verso,
e que o teu cantarolar desafogue,
com beleza, a indignação que te abate.
 
Desobriga-te de suprir qualquer expectativa.
Não te sintas lisonjeado e nem te enganes com o aplauso da multidão.
A mão que te afaga hoje poderá apedrejar-te amanhã.
 
Que aprendas a bordar esperança na escuridão da madrugada
e que os anseios tecidos nas trevas virem ações no raiar do dia.
Guarda os teus sonhos para os amigos mais íntimos.
Para quê dizê-los a quem não respeitaria a imensidão de teu inconsciente?
 
Transita pela sombra.
Foge das luzes da ribalta.
Resguarda-te.
Se tens que seguir pela avenida, fá-lo com discrição.
Constrói-te em segredo.
 
Desejo que a tua espiritualidade seja suave como o balançar de uma folha na calmaria do outono;
e o teu silêncio, reverente como uma prece.
Torna-te um com o teu próximo para encontrares lugar na mesa do banquete universal.
Logo todos voltaremos ao mesmo nada que antecedeu o dia em que nascemos.
Que a tua memória seja doce no coração dos que te sobreviverem e eterna no coração de Deus.
Ao amigo, com afeto (adaptado), de Ricardo Gondim
 

XVI DOMINGO DO TEMPO COMUM

Ora et labora

Em geral, temos a tentação de compartimentar as nossas atividades: Agora é para trabalhar, depois rezar, então descansar, a seguir ouvir, mais tarde falar etc. A este propósito eu tentava explicar aos alunos do Colégio Missionário que o Pe. Dehon, fundador do Instituto, procurava viver em constante presença de Deus, em união de vida, e por isso escrevera no seu Diário, quando seminarista em Roma:
- Todos os dias faço a via-sacra que é a minha recreação da tarde.
Um dos meus ouvintes, com uma certa malícia, perguntou-me:
- Isso quer dizer então que posso brincar enquanto rezo?
- Não, respondi de imediato. Quer dizer apenas que podes rezar enquanto brincas.
É esta a mensagem do acolhimento de Jesus por Marta e Maria em Betânia. O lema beneditino sintetiza perfeitamente este desafio: Ora et labora, isto é, reza e trabalha.
1. Faz da tua oração um trabalho, uma tarefa ou uma atividade – reza como alguém que trabalha.
2. Faz do teu trabalho uma oração – trabalha como alguém que reza.
3. Trabalha enquanto rezas e reza enquanto trabalhas.
4. A oração não dispensa a ação, nem a ação dispensa a oração.
5. Reza e trabalha – ocupa o teu dia com estas duas atividades.
6. Sê ativo na contemplação e contemplativo na ação.
7. Sê Marta e Maria ao mesmo tempo.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

AMIGO

 
Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».
 
«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo, Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
 
«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo! «Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.
 
«Amigo» é a solidão derrotada!
 
«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!
 
In No Reino da Dinamarca, de Alexandre O'Neill
 

CONTO (459)

 

A CABRA EXPIATÓRIA

Era uma vez dez camponeses que iam para os seus campos. Correndo apressados, foram abrigar-se numa velha igreja em ruinas.
Os relâmpagos cruzavam os céus e o fragor dos trovões era ensurdecedor. Os camponeses, aterrorizados, começaram a dizer que um deles devia ser um grande pecador, culpado de que os céus se tivessem assim enfurecido. Um deles sugeriu:
- Devemos descobrir o culpado e afastá-lo de nós.
Um outro sugeriu:
- Dependuremos os nossos chapéus fora da porta. Aquele de nós a quem pertencer o primeiro chapéu que voar será o pecador. Será então expulso daqui.
Todos concordaram. Com custo abriram a porta e dependuraram os seus chapéus de palha. O vento levou um imediatamente.
Sem compaixão, obrigaram o dono desse chapéu a ir-se embora. Era o culpado de tão grande tempestade.
O pobre homem saiu da igreja, disposto a ir para longe.
Tinha dado alguns passos quando ouviu um ruído tremendo: um raio tinha caído na igreja e carbonizado todos os ocupantes.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

Pouco importa quanto fazes,
o que importa é quanto amas.
Pouco importa quanto tens. 
O que importa é o que tu és.
Sto. Agostinho

 

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS NEVES
NORTE GRANDE
Tríduo: Dias 23, 24 e 25 de julho às 20h.
 
Dia 28 de julho
                - Missa de festa às 12h30 e Procissão às 19h30m.
FESTA DE SANTA ANA - BEIRA
 
Tríduo: Dias 24, 25 e 26 de julho às 20h00.
 
Dia 28 de julho - Missa de festa às 13h00 e Procissão às 19h00.
FESTA DE NOSSA SENHORA DO GUADALUPE
MANADAS
 
Dia 28 de julho
 
                Missa de festa às 17h00 e a seguir a Procissão


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 598

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas