Nº 581

 

Proponho como reflexão para o Dia Mundial da Juventude o seguinte texto:
 

COMO MUDAR O MUNDO

 
Eis o que conta, de si mesmo.
O sufi Bayazid: «Na juventude,
eu era um revolucionário e rezava assim:
Dai-me energia, ó Deus, para mudar o mundo!».
 
Mas notei, ao chegar à meia-idade,
que metade da vida já passara
sem que eu tivesse mudado Homem algum.
Então, mudei a minha oração, dizendo a Deus:
«Dai-me a graça, Senhor, de transformar
os que vivem comigo, dia a dia,
como sejam a família e os amigos;
e com isto eu já fico satisfeito...».
 
Agora que sou velho e com os dias contados,
percebo bem quanto fui tolo ao rezar assim.
A minha oração, agora, é apenas esta:
«Dai-me a graça, Senhor,
de me mudar a mim mesmo.
Se eu tivesse rezado assim, desde o princípio,
não teria esbanjado a minha vida».
 
O canto do pássaro, Anthony de Mello
 

DOMINGO DE RAMOS

Ele pagou por nós

Ao refletir sobre a Paixão do Senhor, alguém referia que afinal éramos nós que estávamos lá a aclamar e logo depois a condenar Jesus. Eu hoje recordo essa aplicação e concluo que afinal nós é que devíamos estar, não no lugar da multidão mas no lugar de Jesus. Porque Ele pagou por todos nós.
A redenção de Cristo assemelha-se à pedagogia de uma certa avozinha. O seu neto tinha a fama e o proveito de recolher aquilo que não era seu. A pobre senhora chamava a atenção ao neto mas nada servia de correção. Então um dia, alguém foi uma vez mais fazer-lhe queixa da falta de respeito do rapaz pelo alheio. A avó chamou o acusado, levou-o até junto à lareira. Tirou uma brasa incandescente, segurou na mão do neto e prometeu-lhe:
- Esta brasa vai fazer aquilo que as minhas recomendações nunca conseguiram. Vai recordar-te para sempre que não podes usar as tuas mãos para roubar.
O miúdo já tremia a pensar como ficariam as suas mãos queimadas. Então a senhora, cheia de determinação, pôs o carvão na sua própria mão, dizendo:
- Faço isto porque te amo.
E diz a história que aquele rapaz, chorando, beijou as mãos da avó e nunca mais roubou nada a ninguém.
O episódio é dramático tal como dramática é a paixão de Jesus cujo mistério celebramos nesta semana. Ele também sofreu por nós porque nos ama.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

…Como “Pássaro de Liberdade”…

Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem de renascer…
como pediste a Nicodemos;
De segurar e não prender… de ter e não deter…
como mandaste fazer ao jovem cujo nome era… rico…
 
Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem de começar e recomeçar…  e recomeçar… 
como pediste àquela mulher que, de dedo em riste, os homens “apedrejavam”
e Tu não condenaste…
Com o dedo de um Deus NOVO, escreveste na Terra, uma Lei NOVA…
Que atrevimento o Teu!
 
Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem do abandono…
Como quem escuta (d)o vento o profundo mistério que envolve a vida…
E se encanta…
E agradece…
E confia no Teu Amor sem cansaço,
que chega sempre primeiro.
E mantém a Criação à tona da existência…
 
Glória Marques
 

CONTO (442)

A SAÍDA

Gandhi é considerado como o pai da independência da Índia. É muito conhecido por ter optado pela não-violência como forma de resistir ao colonialismo britânico. Dizia:
- A não-violência é a lei da espécie humana como a violência é a lei das feras.
Além da não-violência, convidava os indianos a ser tolerantes uns com os outros, qualquer que fosse a sua religião.
Estava Gandhi a fazer um rigoroso jejum. Já se encontrava muito fraco, quase a ponto de morrer. Era uma forma de protestar contra os que queriam que a Índia, ao libertar-se dos ingleses, se dividisse entre hindus e muçulmanos. Encontrava-se deitado na sua esteira, quando se apresentou um hindu e lhe disse:
- Mereço o inferno! Matei uma menina muçulmana.
Mahatma Gandhi perguntou:
- Por que motivo fizeste isso?
- Porque também eles tinham morto o meu filho hindu.
Então Gandhi disse-lhe com mansidão:
- Existe uma porta de saída do inferno: é a porta da tolerância, do perdão, da convivência pacífica. Vai-te embora, adota uma menina muçulmana e não tentes mudar as suas convicções religiosas. Deixa-a viver como muçulmana.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

As crianças acham tudo em  nada , os homens não acham nada em tudo.
Giacomo Liopardi 

 

MUDANÇA DA HORA

No próximo fim de semana a hora muda. De sábado para domingo os relógios devem ser adiantados sessenta minutos.
 

CONFISSÕES

Calheta - Celebração penitencial às 19 horas, do dia 26 de março.
Ribeira Seca - 16 horas, do dia 26 de março.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 581

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas