Nº 581

 

Proponho como reflexão para o Dia Mundial da Juventude o seguinte texto:
 

COMO MUDAR O MUNDO

 
Eis o que conta, de si mesmo.
O sufi Bayazid: «Na juventude,
eu era um revolucionário e rezava assim:
Dai-me energia, ó Deus, para mudar o mundo!».
 
Mas notei, ao chegar à meia-idade,
que metade da vida já passara
sem que eu tivesse mudado Homem algum.
Então, mudei a minha oração, dizendo a Deus:
«Dai-me a graça, Senhor, de transformar
os que vivem comigo, dia a dia,
como sejam a família e os amigos;
e com isto eu já fico satisfeito...».
 
Agora que sou velho e com os dias contados,
percebo bem quanto fui tolo ao rezar assim.
A minha oração, agora, é apenas esta:
«Dai-me a graça, Senhor,
de me mudar a mim mesmo.
Se eu tivesse rezado assim, desde o princípio,
não teria esbanjado a minha vida».
 
O canto do pássaro, Anthony de Mello
 

DOMINGO DE RAMOS

Ele pagou por nós

Ao refletir sobre a Paixão do Senhor, alguém referia que afinal éramos nós que estávamos lá a aclamar e logo depois a condenar Jesus. Eu hoje recordo essa aplicação e concluo que afinal nós é que devíamos estar, não no lugar da multidão mas no lugar de Jesus. Porque Ele pagou por todos nós.
A redenção de Cristo assemelha-se à pedagogia de uma certa avozinha. O seu neto tinha a fama e o proveito de recolher aquilo que não era seu. A pobre senhora chamava a atenção ao neto mas nada servia de correção. Então um dia, alguém foi uma vez mais fazer-lhe queixa da falta de respeito do rapaz pelo alheio. A avó chamou o acusado, levou-o até junto à lareira. Tirou uma brasa incandescente, segurou na mão do neto e prometeu-lhe:
- Esta brasa vai fazer aquilo que as minhas recomendações nunca conseguiram. Vai recordar-te para sempre que não podes usar as tuas mãos para roubar.
O miúdo já tremia a pensar como ficariam as suas mãos queimadas. Então a senhora, cheia de determinação, pôs o carvão na sua própria mão, dizendo:
- Faço isto porque te amo.
E diz a história que aquele rapaz, chorando, beijou as mãos da avó e nunca mais roubou nada a ninguém.
O episódio é dramático tal como dramática é a paixão de Jesus cujo mistério celebramos nesta semana. Ele também sofreu por nós porque nos ama.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

…Como “Pássaro de Liberdade”…

Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem de renascer…
como pediste a Nicodemos;
De segurar e não prender… de ter e não deter…
como mandaste fazer ao jovem cujo nome era… rico…
 
Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem de começar e recomeçar…  e recomeçar… 
como pediste àquela mulher que, de dedo em riste, os homens “apedrejavam”
e Tu não condenaste…
Com o dedo de um Deus NOVO, escreveste na Terra, uma Lei NOVA…
Que atrevimento o Teu!
 
Dá-me Senhor
a pequena, infantil coragem do abandono…
Como quem escuta (d)o vento o profundo mistério que envolve a vida…
E se encanta…
E agradece…
E confia no Teu Amor sem cansaço,
que chega sempre primeiro.
E mantém a Criação à tona da existência…
 
Glória Marques
 

CONTO (442)

A SAÍDA

Gandhi é considerado como o pai da independência da Índia. É muito conhecido por ter optado pela não-violência como forma de resistir ao colonialismo britânico. Dizia:
- A não-violência é a lei da espécie humana como a violência é a lei das feras.
Além da não-violência, convidava os indianos a ser tolerantes uns com os outros, qualquer que fosse a sua religião.
Estava Gandhi a fazer um rigoroso jejum. Já se encontrava muito fraco, quase a ponto de morrer. Era uma forma de protestar contra os que queriam que a Índia, ao libertar-se dos ingleses, se dividisse entre hindus e muçulmanos. Encontrava-se deitado na sua esteira, quando se apresentou um hindu e lhe disse:
- Mereço o inferno! Matei uma menina muçulmana.
Mahatma Gandhi perguntou:
- Por que motivo fizeste isso?
- Porque também eles tinham morto o meu filho hindu.
Então Gandhi disse-lhe com mansidão:
- Existe uma porta de saída do inferno: é a porta da tolerância, do perdão, da convivência pacífica. Vai-te embora, adota uma menina muçulmana e não tentes mudar as suas convicções religiosas. Deixa-a viver como muçulmana.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

As crianças acham tudo em  nada , os homens não acham nada em tudo.
Giacomo Liopardi 

 

MUDANÇA DA HORA

No próximo fim de semana a hora muda. De sábado para domingo os relógios devem ser adiantados sessenta minutos.
 

CONFISSÕES

Calheta - Celebração penitencial às 19 horas, do dia 26 de março.
Ribeira Seca - 16 horas, do dia 26 de março.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 581

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 832

Pensamento da Semana

Se Deus é luz, e tantas religiões usam esta imagem para falar do divino, então Ele é o que não se vê mas faz ver. A luz não é para ser vista, é para iluminar tudo o resto. Se vejo as coisas, e as vejo em profundidade e com o seu verdadeiro sentido, escondido aos olhos comuns, então é porque algo, alguém, me faz ver. Procuras Deus? Olha para o mundo com olhos de ver.

Vasco Pinto de Magalhães, s.j.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas