Nº 580

 

JEJUM

É habitual a pergunta: para quê o jejum?
Se perguntássemos a João Batista, ele responderia que o jejum é necessário para preparar a vinda do Messias. Ele ensinava um jejum de penitência.
Se perguntássemos aos fariseus para que era o jejum eles diriam que era uma oferta que se devia fazer a Deus. Pois entendiam o jejum como um culto que se deve prestar a Deus. Um deles, indo uma vez rezar ao templo, pôs-se bem à frente e disse: «Eis-me aqui, Senhor, para Te oferecer os meus bens… até faço jejum duas vezes por semana… não sou como aquele que está ali atrás…». Jejum entendido como culto, como mérito perante Deus.
Aparece depois Jesus que come e bebe e que escandaliza fariseus e muitos outros. Anuncia que o reino já chegou, já está no meio de todos. Pede festa e até diz que enquanto o noivo está presente não é preciso o jejum. É tempo de alegria. É tempo de aliança. Diz que virão tempos em que o noivo será tirado e então nesse dia perderão a vontade de comer. Será tempo de jejum.
Jesus fala de jejum como tempo de perda, de tristeza, de ausência. Jejum que não foi escolhido, mas acontece naquelas horas da vida que nos custam mais a passar.
O grande São Paulo diz que o Reino de Deus não é uma questão de comida ou bebida mas justiça, paz, alegria.
Outros gostam mais do jejum como solidariedade. Jejum como compaixão, como partilha com os outros do pão de cada dia.
Há ainda os que praticam o jejum novo, esses são muito poucos, o jejum como mística, como elevação espiritual, crescendo na consciência de que nem só de pão vive o homem, que há fomes mais profundas dentro de nós que não podem ser saciadas com os bens materiais nem com o dinheiro.
Há, também, o jejum do Autodomínio que é engraçado, mas os atletas de alta competição também o praticam, como também praticam os que fazem tratamento de cura de alguma dependência, ou os que querem entrar na linha. Este jejum não tem lá muito a ver com o Reino de Deus, tem piada.
Eu, cá por mim, acho mais interessante o jejum novo que eleva a pessoa e as aproxima de Deus e dos irmãos.
Pe. Manuel António 

V DOMINGO DA QUARESMA

Saber perdoar

Um dia o Zeca regressou da escola cheio de raiva. Antes que o pai lhe perguntasse alguma coisa, gritou irritado:
- O Pedro não devia ter feito aquilo para comigo. Humilhou-me à vista de todos. Quero que ele sofra como eu. Quem me dera que ele parta uma perna…
O pai escutou tudo calado enquanto caminhou para o fundo do jardim onde guardava um saco cheio de carvão. O Zeca viu o saco aberto e o pai a propor-lhe:
- Filho, faz de conta que aquela camisa branca a secar no varal é o amigo que te ofendeu e cada pedaço de carvão é uma acusação que tens contra ele. Atira-lhe este carvão todo.
O miúdo achou a brincadeira divertida e descarregou assim a sua fúria mas a camisa estava longe demais e poucos pedaços acertaram o alvo. No final sentiu-se cansado mas satisfeito por ter conseguido alguma coisa. O pai levou-o então até ao espelho do quarto onde pôde ver a sua figura toda suja de carvão. Só enxergava os dentes e os olhos. O pai concluiu ternamente:
- Filho, viste que aquela camisa quase que nem se sujou mas, olha para ti. O mal que desejamos aos outros é aquilo que nos desfigura. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com as nossas acusações, a borra, os resíduos e a fuligem ficam sempre em nós mesmos.
Jesus ensinou o mesmo: quem não tiver pecado que atire a primeira pedra!
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

CORPO

Por vezes
quando amamos,
a palavra é pobre;
quando choramos,
a palavra é inútil.
 
Por vezes,
quando transbordamos de alegria,
a palavra é insuficiente.
Precisaríamos de dançar.
 
Por vezes,
quando gritamos,
a palavra é frágil;
quando rezamos,
a palavra é malograda.
Por vezes
a palavra é muda.
Nada diz.
 
Mas os gestos, o corpo…
revelam, à luz do dia,
o amor e o ódio,
a ira e os desejos secretos.
Revelam a totalidade
do que em nós mora,
em silêncio.
 
Pelo corpo e pelos gestos,
o meu ser é apregoado aos quatro ventos.
 
Ch. Singer
 

CONTO (441)

 

O SEGREDO DA FELICIDADE

A menina saiu a passear. Encontrou uma borboleta presa no silvado e a agitar as suas débeis asas. Pegou nela cuidadosamente e libertou-a. Já livre, a borboleta converteu-se numa fada que, agradecida, disse à menina:
- Diz-me qual é o teu maior desejo e eu to concederei.
A menina respondeu:
- Quero ser feliz. Indica-me qual o caminho de felicidade.
A fada sussurrou-lhe ao ouvido algumas palavras e partiu para longe. A partir daquele momento, a menina começou a ser diferente. Ninguém na aldeia era tão feliz como essa menina. As pessoas, começaram a ficar curiosas e a querer saber qual o segredo dessa felicidade. Mas a menina respondia que era um segredo que lhe fora comunicado por uma fada.
Passaram os anos e chegou a idosa. E continuava cada vez mais feliz.
As pessoas insistiam e um dia a velhinha, sorrindo, acedeu à curiosidade das pessoas:
- O que a fada me sussurrou ao ouvido é muito simples mas ao longo da minha vida foi o segredo da felicidade.
- Então o que é que ela te disse exatamente?
- Se queres ser feliz, faz por tornar os outros felizes.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

Com todo o dinheiro do mundo não se fazem homens, degradam-se; mas com homens que se entregam a si próprios fazemos tudo o que é preciso, incluindo o dinheiro necessário desde que ele não seja um amo, mas servidor.

Abbé Pierre

 

INFORMAÇÕES
DIA MUNDIAL DA JUVENTUDE
   Voltamos a lembrar que no próximo dia 24 de março, Domingo de Ramos, iremos celebrar o Dia Mundial da Juventude, este ano na paróquia de Santa Catarina, na Vila da Calheta.Haverá transporte disponível para  os jovens de toda a ilha. Devem trazer um pequeno lanche para partilharmos ao almoço.Do programa fazem parte diversas atividades como a celebração da Eucaristia ou o Festival D.M.J e todas as pessoas de todas as comunidades, estão convidadas a participarem e a acompanharem os jovens da nossa ilha.A concentração será as 10 horas no cais da Calheta. As atividades iniciam-se às 10h e 30m e às 13h será o almoço. O festival D.M.J inicia-se pelas 14h e 30m, estando prevista para as 16h e 45m a procissão de ramos e a celebração da Eucaristia às 17h. Contamos com todos os jovens  e com todas as comunidades.Abaixo segue o horário dos transportes. Estejam atentos. O lugar de concentração é junto às Igrejas das respetivas freguesias, com as exceções assinaladas.   9h15: Saída de Santo António; 9h25m: do Norte Grande; 9h35m: do Norte Pequeno. 9h00 Saída de Rosais; 9h10 Velas; 9h15 da Beira (Concentração junto à casa do Povo); 9h20 Santo Amaro; 9h25Boa-Hora; 9h30 Urzelina; 9h35m: Manadas (Concentração Junto à Sociedade dos Terreiros); 9h40 Biscoitos; 9h50: Ribeira Seca (Concentração no Passal). 10h00: Chegada à Vila da Calheta.ESCOLA PROFISSIONALA Escola Profissional abre as portas com a 3ª edição da “Semana Aberta” e convida toda a população a visitar as suas instalações nos dias 19, 20 e 21 de março, bem como, a participar nas atividades que irão decorrer.

 

 

 

 

 

 

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 580

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas