Nº 566

O DIA 8 DE DEZEMBRO NA HISTÓRIA DE UM POVO

As Nações sobrevivem à erosão do tempo e permanecem vivas na história dos povos se prosseguirem na fecundidade que lhes vem da sua espiritualidade e da sua cultura. A diluição espiritual e cultural de um povo significará inevitavelmente a perca da sua identidade e a sua fusão num hoje sem futuro.
A História de Portugal regista dois momentos altos na recuperação da sua independência: a Revolução 1383-1385 e a Restauração de 1640.
Na Revolução de 1383-1385 salienta-se o cerco de Lisboa, que durou cerca de cinco meses e terminou em princípios de setembro de 1384, acentuando-se durante o assédio, o significado da vitória alcançada por D. Nuno Alvares Pereira em Atoleiros a 6 de abril de 1384 e a eleição do Mestre de Aviz para Rei de Portugal, curiosamente a 6 de abril de 1385. Em 15 de agosto travou-se a Batalha de Aljubarrota, sob a chefia de D. Nuno Alvares Pereira, símbolo da vitória e da consolidação do processo revolucionário de 1383-1385.
No movimento da restauração destaca-se a coroação de D. João IV como Rei de Portugal, a 15 de dezembro de 1640, no Terreiro do Paço em Lisboa.
A Solenidade da Imaculada Conceição liga estes dois acontecimentos decisivos na História da independência de Portugal e no contexto das Nações Europeias. Segundo secular tradição foi o condestável D. Nuno Alvares Pereira quem fundou a Igreja de Nossa Senhora do Castelo em Vila Viçosa e quem ofereceu a imagem da Virgem Padroeira, adquirida na Inglaterra. Este gesto do Contestável reconhece que a mística que levou Portugal à vitória veio da devoção de um povo a Nossa Senhora da Conceição.
A espiritualidade que brotava da devoção a Nossa Senhora da Conceição foi novamente sublinhada no gesto que D. João IV assumiu ao coroar a Imagem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa como Rainha de Portugal nas cortes de 1646.
De tal modo a Imaculada Conceição caracteriza a espiritualidade dos portugueses, que durante séculos o dia 8 de dezembro foi celebrado como "Dia da Mãe".
O feriado do dia 8 de dezembro é religioso, mas é também celebrativo da cultura, da tradição e da espiritualidade da alma e da identidade do povo português.
Padre Francisco Couto, ISTE, Reitor Santuário de Vila Viçosa (Adaptado)
 

.II DOMINGO DO ADVENTO

Preparar-se

Um grupo de monges precisava de transferir uma Estátua de barro para um novo local. Quando o guindaste começou a suspender essa figura, o seu peso era tanto que começou a rachar. E como se não bastasse, começou a chover também. Resolveram suspender a operação e cobri-la para não se molhar. Mais tarde, um monge foi ver se a imagem continuava seca. Conforme a luz incidiu na ranhura, notou um pequeno brilho e achou estranho. Pareceu-lhe haver algo sob o barro.
Com um cinzel retirou parte do barro e o brilho tornou-se mais forte. Continuou a retirar o barro e deparou com uma estátua de ouro maciço.
Os historiadores descobriram então que anos antes os monges cobriram a preciosa figura com uma camada de barro para evitar que o tesouro fosse roubado.
Somos todos como esta imagem de barro, recobertos por uma resistência criado pelo medo e egoísmo e, afinal, dentro de cada um há algo de ouro, um Cristo de ouro, ou uma essência pura. Preparai o caminho do Senhor, gritava João Baptista. Deus fez-se homem para chegar até nós, o seu caminho foi o homem. É preciso retirar tudo o que está a mais para descobrir essa condição dentro de nós. Afinal, todos precisamos de limpar a nossa estátua para descobrir aí a imagem e semelhança de Deus.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

QUEM...

Quem escuta a quem quando há silêncio?
Quem empurra a quem, se um não anda?
Quem recebe mais ao dar-se um beijo?
Quem nos pode dar o que nos falta?
 
Quem ensina a quem a ser sincero?
Quem se aproxima a quem nos vira as costas?
Quem cuida daquilo que não é nosso?
Quem devolve a quem a confiança?
Quem liberta a quem do sofrimento?
Quem acolhe a quem nesta casa?
Quem enche de luz cada momento?
Quem dá sentido à Palavra?
 
Quem pinta de azul o Universo?
Quem nos abraça com a sua paciência?
Quem quer somar-se ao pequeno?
Quem mantém intacta a Esperança?
Quem está mais próximo do eterno:
o que pisa firme ou o que não alcança?
Quem se aproxima do bairro mais inseguro
e estende uma mão às suas crianças?
 
Quem elege a quem de companheiro?
Quem sustém a quem nada tem?
Quem se sente unido ao imperfeito?
Quem não precisa de umas asas?...
 
Luis Guitarra
 

CONTO (429)

 

O NARRADOR

Era uma vez um narrador. Vivia pobremente mas com a cabeça cheia de sonhos. O mundo à sua volta parecia-lhe cinzento, sem coração, sem alma. E sofria.
Uma manhã, veio-lhe uma ideia: «E se me fizesse contador de histórias? Poderia ensinar assim às pessoas a bondade e o amor».
Subiu a uma tribuna e começou a falar em voz alta. As pessoas paravam uns momentos para o escutar mas depois seguiam o seu caminho.
O narrador, sabendo que não podia mudar o mundo, não desanimou. No dia seguinte, voltou ao mesmo lugar e de novo continuou a falar ao coração das pessoas. Alguns riram-se dele. Mas continuou. Aconteceu que os curiosos eram cada vez mais raros e em breve começou a falar para as nuvens. Mas não desistiu.
Um dia, um jovem disse-lhe:
- Não vez que ninguém te escuta? Por que é que estás a perder o teu tempo?
O narrador respondeu:
- Amo os meus semelhantes. Por isso, quero torna-los felizes.
- Mas se eles não te escutam nem querem saber da tua mensagem?
- Mesmo assim não me calarei. Antes falava para mudar o mundo. Agora continuo a falar para que o mundo não me mude a mim.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

«O Amor é a lógica da Fé,
e a Esperança é a Fé em Acão!
A Esperança é a Fé do Amor!
O Amor é uma Fé cheia de Esperança!»
Rui Santiago

 

INFORMAÇÕES

 
ORDENAÇÃO DE DIÁCONOO Carlos Espírito Santo, da paróquia das Velas, é ordenado Diácono no dia 8 de dezembro, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Angra. Toda a ilha se alegra com o seu entusiasmo e deseja que esta caminhada, rumo ao sacerdócio, seja sempre alegre e feliz como ele bem merece.  

 

 

 
CONFISSÕES Em preparação para o Natal, haverá confissões: - Velas no dia 13 de dezembro às 18:00 horas - Norte Pequeno no dia 14 de dezembro às 14.00 horas - Urzelina no dia 16 de dezembro às 16:00 horas 

 

 

 

 

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA A Direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estará na clínica da instituição a Dr. ª Maria Graça Almeida, especialista em Ginecologia e Obstetrícia, no dia 13 de dezembro de 2012. As eventuais interessadas podem fazer as suas marcações para os números 295 460 110 / 295460111. 

 

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 566

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 879

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

O mínimo que nos é exigível
é o máximo que somos capazes de fazer.
Nas coisas simples do dia-a-dia.
Ser da maior bondade possível no quotidiano.
A bondade é a maior de todas as qualidades. ...

Inclui a beleza, a justiça e a verdade.

Manuel António Pina

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas