Nº 557

 

QUANTOS SOMOS, AFINAL?!

Quem vive em Deus habitua-se a sonhar.
Mas os sonhos não transfiguram vidas nem revolucionam corações.
A não ser que os levemos a sério…
E quem vive em Deus habitua-se a levar a sério o que Deus sonha com ele
Então, descobre que só valem a pena os sonhos
capazes de nos arregaçar as mangas e dar vida a dias mortos!
Comecei a sonhar com um mundo
     em que todas as pessoas se recusassem a ser menos do que estão chamadas a ser!
Comecei, então, a sonhar com uma multidão de homens e mulheres que proclamam o Teu Projeto, Bom Deus, como Sentido das suas vidas, de sorrisos estampados nos rostos e felicidade cravada no olhar, mesmo quando trazem no corpo marcas de lutas e de sangue que fizeram ao caminhar…
Comecei a sonhar com uma multidão de homens e mulheres que renunciam falar de Ti com outra linguagem que não a do Amor, que não Te põem nas mãos a culpa das suas próprias demissões, que não fazem de Ti uma lição aprendida e recitada de cor nem Te colocam máscaras por eles próprios inventadas…
Comecei a sonhar com uma multidão de homens e mulheres que sabem que Tu não és um "sujeito divino solteirão" escondido atrás de alguma nuvem, mas Comunidade de Amor, Família de Três Pessoas em Plenitude de Comunhão: Pai, Filho e Espírito Santo, interioridade máxima de tudo quanto existe e coração palpitante da vida…
Comecei a sonhar com uma multidão de homens e mulheres que anunciam a Salvação em Jesus Cristo como o dom gracioso do Teu Amor que nos assumiu como membros da Tua própria Família…
A Tua Igreja estava chamada a ser mais…
O mundo estava chamado a ser mais…
E porque Te amo, o que podia ser apenas um desafio tornou-se o meu maior desejo!
Hoje sinto que queria ter mil bocas e uma voz universal
para proclamar ao mundo inteiro ao mesmo tempo
o horizonte que a vida ganha quando se saboreia em Ti.
Mas não tenho…
Nunca terei mil bocas…
Mas se conseguir contagiar outros novecentos e noventa e nove,
então sim, seremos mil!
E hoje, quantos somos, afinal?!
Rui Santiago cssr (adaptado)
 

XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM

Um só coração

O trecho do Evangelho deste Domingo tem duas opções: uma forma longa e outra breve. Uma vez proclamei a parte que se refere à indissolubilidade do matrimónio, omitindo a longa, em que Jesus abençoa as crianças e as apresenta como modelo. No final, alguém veio ter comigo:
- O Sr. Padre teve dificuldade em falar dos problemas do matrimónio, precisamente porque não leu a solução que Jesus apresenta a seguir.
Prometi a mim mesmo nunca mais cortar as palavras de Jesus. Se necessário fosse, passaria a reduzir o tempo da homilia mas nunca o Evangelho. Segundo aquela senhora, o êxito do casamento consistia em aprender das crianças.
Recordei então o que um autor dos nossos dias escreveu: "As crianças ensinam sempre a qualquer adulto três coisas:
- A ficar satisfeito com pequenas coisas
- A estar sempre ocupado
- A lutar com todas as forças por aquilo que realmente deseja."
Nesse dia rezei pelos esposos, para que na sua vida conjugal fossem capazes de viver satisfeitos, sem grandes exigências mútuas, a estarem sempre ocupados, pois o ócio é o pai de todos os vícios, e a lutarem sem desânimo por aquilo que sonham.
Se toda a gente aprendesse assim das crianças, muitos dos seus problemas deixariam de existir.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

GRÃO DE AREIA

Quantos de nós
não acreditaram
que «tomar uma palavra
por palavra do Evangelho»
era instalá-la na certeza,
coroá-la de sabedoria, ancorá-la na eternidade,
arrancá-la
ao risco de interpretação!
 
Foi preciso
mudar de tom!
A linguagem do Evangelho
subverter a linguagem.
Fá-la explodir,
deixando-a
sem direito nem avesso.
Longe de garantir
a imutabilidade,
e a estabilidade
a herança
e o conservadorismo,
a linguagem do Evangelho
é grão de areia
que faz descarrilhar
todas as outras linguagens…
In Nascer de J. Debruynne
 

CONTO (421)

 

O BOM SILÊNCIO

Um grupo de trabalhadores estava a descarregar um camião de palha, quando um deles notou que tinha perdido o seu relógio de pulso, prenda do compromisso da noiva.
Assustado, pediu imediatamente aos companheiros que ajudassem a procura-lo.
Estes fizeram desta busca um divertimento, fazendo grande algazarra e levantando muita poeira. Não conseguiram encontrar o relógio.
O jovem pensou que talvez o tivesse deixado na mesa de cabeceira, embora estivesse convencido que o tinha posto no pulso. Por isso, desistiram de o procurar.
Como estavam cansados, decidiram ir tomar um refresco.
Um rapaz tinha estado a observar tudo. Foi ter com o jovem trabalhador e disse-lhe:
- Autoriza-me que vá procurar o seu relógio?
Ele respondeu:
- É evidente que autorizo. Oxalá que o encontre. É um presente da minha noiva.
Passado algum tempo, apresentou-se ao grupo com o relógio. Perguntaram-lhe:
- Onde estava? Não pode ser. Procurámo-lo em todo o lado!
O jovem respondeu:
- Muito simples. Fiz silêncio completo até que ouvi o tic-tac do relógio e assim o encontrei.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

«Para viver em plenitude, é preciso partilhar em profundidade.»
Pe. Schmitt 

 

INFORMAÇÕES

RECEITA DA FESTA DOS BISCOITOS
 

 

 

A festa de Nossa Senhora do Socorro dos Biscoitos teve a receita de 547,00€ em oferta e em arrematações 608,00€. A Comissão agradece a colaboração que deram para a festa.

 

 

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS

 

 

 

A Direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta, informa que a Sr.ª Dr.ª Sílvia Dionísio, Médica Dentista, se encontra ao serviço na clínica da instituição de 30 de setembro a 30 de outubro de 2012. Os eventuais interessados podem fazer as suas marcações para os números: 295 460 110 /295460111 / 295460114. Informa que todos os sócios e bombeiros da instituição terão um desconto de 10%
.

 

 

 

TRANSPORTES PARA O DIA DE ELEIÇÕES

A Câmara Municipal da Calheta vai disponibilizar transporte para os munícipes que pretendam deslocar-se às assembleias de voto no dia 14 de outubro no seguinte horário:· 

 

Ribeira Seca percorre a freguesia a partir das 8h00· Fajã do Vimes e Portal pelas 9h00

 

· Loural pelas 10h30

· Relvinha, Rua Nova e Rua de Baixo a partir das 8h00

· Biscoitos pelas 11h30

Para outros transportes deverão contatar a sua Junta de Freguesia.

 

FESTAS DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

 

 

FAJÃ DA RIBEIRA D’AREIA

Tríduo -  nos dias 10 e 11 de outubro missa às 19:30 horas. No dia 12 missa e procissão de velas às 19:30 horas.

 

Festa- dia 13 de outubro com missa às 11:30 horas seguida de procissão.

 

 

URZELINA

Dia 12 - Missa às 19 horas seguida de procissão de velas.

 

MANADAS

 

Dia 12   - Missa às 20 horas seguida de procissão de velas.

 

VELAS

Dia 13 - Missa às 19:30 horas seguida de procissão de velas.

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 557

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas