Nº 551

 

OBRIGADO, SENHOR

Obrigado, Senhor por este dia.
Tanto dom,
Tanta graça,
Tanta maravilha saída de Ti,
Do Teu coração de Pai.
 
Ver-Te presente em cada dom,
Saborear o Teu amor imenso,
Dado, repartido,
Debruçado sobre mim,
Sobre os Homens,
Lança-me no louvor,
Na ação de graças,
Na glorificação.
 
Obrigado, Senhor, por este dia
E sobretudo por aquela notícia
Dolorosa e triste.
Deste-me graça para a aceitar
E viver na fé.
Por isso me senti crescer,
Parece que fiquei mais maduro.
Há momentos assim, Senhor.
Dor mergulhada na Tua dor,
Transforma-se
Em vida,
Em paz,
Em alegria,
Em ressurreição.
Obrigado, Senhor, por este dia.
Que eu seja agradecido.
Que a minha vida seja louvor,
Verdadeira ação de graças.
Que eu não fique só em palavras.
 
In, Firmes na Fé, de Dário Pedroso, S.J.
 

XXI DOMINGO DO TEMPO COMUM

A liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum fala-nos de opções. Recorda-nos que a nossa existência pode ser gasta a perseguir valores efémeros e estéreis, ou a apostar nesses valores eternos que nos conduzem à vida definitiva, à realização plena. Cada homem e cada mulher têm, dia a dia, de fazer a sua escolha.
Na primeira leitura, Josué convida as tribos de Israel reunidas em Siquém a escolherem entre “servir o Senhor” e servir outros deuses. O Povo escolhe claramente “servir o Senhor”, pois viu, na história recente da libertação do Egipto e da caminhada pelo deserto, como só Jahwéh pode proporcionar ao seu Povo a vida, a liberdade, o bem estar e a paz.
O Evangelho coloca diante dos nossos olhos dois grupos de discípulos, com opções diversas diante da proposta de Jesus. Um dos grupos, prisioneiro da lógica do mundo, tem como prioridade os bens materiais, o poder, a ambição e a glória; por isso, recusa a proposta de Jesus. Outro grupo, aberto à ação de Deus e do Espírito, está disponível para seguir Jesus no caminho do amor e do dom da vida; os membros deste grupo sabem que só Jesus tem palavras de vida eterna. É este último grupo que é proposto como modelo aos crentes de todos os tempos.
Na segunda leitura, Paulo diz aos cristãos de Éfeso que a opção por Cristo tem consequências também ao nível da relação familiar. Para o seguidor de Jesus, o espaço da relação familiar tem de ser o lugar onde se manifestam os valores de Jesus, os valores do Reino. Com a sua partilha de amor, com a sua união, com a sua comunhão de vida, o casal cristão é chamado a ser sinal e reflexo da união de Cristo com a sua Igreja.
Dehonianos
 

MEDITAR

 

SERÁ A VIDA GRATUITA?

 
Tenho de te repetir que a felicidade
Pouco tem a ver
Com a riqueza
E os bens.
 
A felicidade nunca chega
Por cheque
Ou vale postal.
 
A diversão
O prazer,
As férias no estrangeiro
Podem-se comprar;
Mas um coração
Sereno e alegre,
Que torna a pessoa feliz
Pelo que tem,
Não se vende
Em parte alguma.
 
Não tem preço.
 
In Amar, de Phil Bosmans
 

CONTO (415)

 CHEIA DE GRAÇA

Uma criança, levada pela sua mãe, foi visitar o bispo da cidade. Eram familiares e, por isso, tinham as portas sempre abertas.
O diálogo foi familiar. O bispo, a um certo momento, perguntou:
- Menina, que é isso que trouxeste?
A criança respondeu:
- É o meu mealheiro. Durante o mês de outubro, coloquei nele as minhas economias, para depois as entregar para as missões.
O bispo sorriu de ternura e agradeceu. Disse:
- Esta tua oferta irá, juntamente com outras de outras crianças da Infância Missionária, para as crianças das missões que passam fome e sede, e não têm material escolar.
A menina, falando com muita confiança, continuou:
- Senhor bispo, descobri nestes dias uma mulher que está sempre na moda. É Nossa Senhora.
- Por que dizes isso?
- As mulheres, passada uma certa idade, já se julgam velhas. Mas Nossa Senhora há dois mil anos que andamos a louvá-la, a dizer que é «cheia de graça», bela, encantadora.
O bispo olhou para a mãe da criança e disse baixinho:
- Da boca das crianças saem grandes coisas.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira
 

 

A paz do coração é o paraíso dos homens.
 
Platão 

 

INFORMAÇÕES

 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS DA CALHETA

A Direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta informa que a Dr. ª Alexandra Dias, Pediatria, estará na Clínica desta Instituição nos dias 20 e21 de setembro de 2012Os eventuais interessados podem fazer as suas marcações para os números 295 460 110 / 295460111.
 
GRUPO DE ESCOTEIROS DA CALHETAA Chefia demissionária do Grupo de Escoteiros 121 da Associação de Escoteiros de Portugal (AEP) vem por este meio solicitar, junto da comunidade, voluntários que se disponibilizem para formar nova Chefia. Este Grupo, iniciado na Calheta em 1984, sente a falta de apoio de adultos para prosseguir atividade, correndo o risco de encerrar nesta localidade. No prazo de duas semanas, não havendo alguém para continuar essas funções, a sede do Grupo será entregue à Associação de Bombeiros Voluntários da Calheta. A Chefia agradece o contacto com qualquer um dos seus elementos ou junto do Sr. Padre Manuel António.

 

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 551

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas