Nº 522

 

AMIZADE

Estamos a viver as semanas em que o tema central é a amizade, com a celebração dos dias de amigos e amigas, dias esses, em que o diálogo, a união e a amizade são valorizados em primazia. Certamente que a maioria das pessoas comemora este dia, junto daqueles que lhe são mais próximos, os familiares, os colegas de trabalho ou até mesmo algum vizinho. Estas pessoas entram na nossa vida por uma "razão". Quando alguém entra na nossa vida é, geralmente, para nos auxiliar nalguma dificuldade, fornecendo-nos orientação e apoio. Essas pessoas poderão parecer-se com uma dádiva de Deus, e realmente são!
Mas então para que serve um amigo? Para emprestar o carro, recomendar um disco, ir às compras, dar boleia para uma festa. Todas estas alternativas estão corretas, porém isto não basta para guardar um amigo do lado esquerdo do peito.
Milan Kundera, escritor checo, descreve a amizade como ferramenta indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Segundo ele, os amigos são testemunhas do passado e o nosso espelho, pois através dele podemo-nos observar. Diz, também, que toda a amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra os seus inimigos.
Para amigos recentes esta aliança é difícil de compreender, porque ainda não é valorizado o que está a ser construído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão, com solidez, as tempestades ou se serão varridos por uma chuva de verão. Veremos.
Um amigo não empresta apenas o carro. Empresta o diálogo, empresta o ombro, empresta o tempo e o calor.
Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um destino.
Um amigo não dá boleia apenas para uma festa. Leva-nos para o seu mundo e abre novos horizontes.
Um amigo não vai apenas às compras. Anda em silêncio na dor, entra em campo connosco e sai do fracasso com esperança.
Ser amigo é estar sempre presente…                                                                                        Rui Pereira & Rui Silva (12º A)
                                                                                                          EBS da Calheta

V DOMINGO TEMPO COMUM

Alargar horizontes

Depois das férias, um aluno veio dizer-me, cheio de orgulho:
- Senhor padre, eu já estou mais crescido.
- É verdade. E com certeza ainda vais crescer mais. Mas porque é que queres ser grande?
- É para poder ver mais longe.
Surpreendeu-me esta resposta. Eu pensava que era para se sentir importante, para fazer o mesmo que os adultos ou outras coisas do género. Para aquela criança, ser grande é olhar mais longe, é alargar horizontes.
É esta a mensagem do Evangelho deste V Domingo: Jesus subiu ao monte para orar. Na tradição bíblica o monte é lugar e símbolo do encontro de céu e terra, da ascensão humana e da teofania, de vastos horizontes.
Quem reza vê mais além, alarga os seus horizontes, faz uma escalada, ultrapassa-se, une a terra ao céu. Há muitas maneira de rezar: Jesus rezava na sinagoga, no convívio com os amigos, fazendo o bem, anunciando o amor e a sós com o Pai.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

 

É VIOLENTA A TENTAÇÃO DE DEUS…

Senhor!
Estás passando demais na minha rua…
Estás passando demais na minha porta…
Estás aparecendo demais nos meus caminhos…
Estás cruzando-Te comigo demais…
 
Deixa de tentar-me, Senhor!
Muda de caminho!...
Teu olhar penetra-me!
Teu olhar fascina-me,
Tua Palavra empolga-me,
Teu divino aceno
pode levar-me a deixar tudo:
- o mar da minha quietude,
ou a minha insatisfação,
os barcos da minha faina
ou as velas empoladas
dos meus sonhos,
as redes dos meus afetos,
as amarras da minha vida…
 
Afasta-Te, Senhor,
que a Tua tentação é forte!
É exigente!
E não tenho pés apaixonados
para sguir-Te,
não tenho ânimo para acompanhar-Te,
não tenho asas para subir contigo!...
 
Não passes mais no meu caminho,
a não ser que queiras transformar
este barro
quebradiço,
frágil,
humano,
em instrumento humilde do teu Reino.
 
Mário Salgueirinho
 

CONTO (386)

 

O PASTOR BELO

No final de uma visita a um castelo inglês, um famoso ator entretinha os hóspedes recitando textos de Shakespeare. As pessoas pediam-lhe para recitar outros textos. Um sacerdote perguntou-lhe:
- Conhece o salmo 22?
- Sim, conheço e estou disposto a recitá-lo com uma condição: que depois o senhor também o recite.
- O sacerdote aceitou a proposta e o ator fez uma bela interpretação do salmo: «O Senhor é meu pastor, nada me faltará. Leva-me a descansar em verdes prados, conduz-me às águas refrescantes e reconforta a minha alma. Ele me guia por sendas direitas, por amor do seu nome. Ainda que tenha de andar por vales tenebrosos, não temerei qualquer mal, porque vós estais comigo».
Os hóspedes escutaram tão belas palavras e aplaudiram-no vivamente.
Depois chegou a vez do sacerdote, que se levantou e recitou as mesmas palavras. Mas desta vez não houve aplausos, mas apenas um profundo silêncio e lágrimas em alguns rostos.
O ator manteve-se em silêncio por uns instantes. Depois levantou-se e disse:
- Senhoras e senhores: espero que se tenham dado conta do que aconteceu esta noite. Eu conhecia o salmo, mas este homem conhece o pastor.
 In Bom dia, alegria de Pedrosa Ferreira

 

“Onde quer que estejamos – com nossa família, em nossos locais de trabalho, com amigos ou em locais de adoração ou de lazer, podemos nos erguer e nos tornar agentes de uma nova terra. Mas não vamos olhar alto demais. Não precisamos ser os salvadores do mundo! Somos simplesmente seres humanos, envoltos em fraqueza e esperança, chamados a nos unir para mudar o nosso mundo, um coração de cada vez.”
Jean Vanier, em Despertar do ser
 
 

 

INFORMAÇÕES

RECEITAS

Ribeira Seca

O culto na paróquia da Ribeira Seca teve uma receita de 3.650,00€. A Direção da Igreja agradece a colaboração que foi dada na recolha do culto bem como a generosidade demonstrada.
 

RETIRO

A Pastoral juvenil de São Jorge vai dinamizar o retiro com vista à preparação dos jovens que vão receber o sacramento do crisma.
O retiro irá realizar-se nos dias 2, 3 e 4 de março na Pousada da Juventude da ilha de S. Jorge.
As inscrições estão abertas até ao dia 19 de fevereiro. Para poderes participar, deves falar com o teu pároco e pedir a ficha de inscrição.
Lembramos que não facultamos transporte. É importante que te organizes com os teus amigos e peças apoio aos teus pais ou à tua paróquia.
O retiro é aconselhável para os que querem receber o sacramento do Crisma mas não é obrigatório.
 

FEIRA DE ARTIGOS USADOS

O grupo de Pré Finalista da Escola Básica e Secundária da Calheta irá organizar uma feira de artigos usados nas antigas instalações do Mini Mix, Ribeira Seca, no próximo fim de semana, dias 11 e 12 de fevereiro das 11 às 18 horas.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 522

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas