Nº 517

 

FELIZ ANO 2012
 
 
UM BOM ANO
Aos nossos leitores, amigos e benfeitores votos sinceros de um Bom Ano de 2012.
Vamos começar um novo ano. Trazemos connosco esta vontade de fazer mais e melhor. Vontade de nos lançarmos para a frente para fazermos o melhor que pudermos.
O ano será aquilo que cada um for construindo. Se nos comprometermos a fazer um ano cheio de paz e justiça, então teremos um Bom Ano. Se o vivermos numa atitude de individualismo e egoísmo, o ano não pode ser bom.
Tudo depende da atitude que tomarmos. Alguns falam em fazer o balanço do ano que termina para corrigir o que esteve menos bom e caminhar com o que é bom.
Bom, mesmo, é querermos construir o que está para a frente. Bom é acreditar que o melhor da nossa vida ainda está por construir e tomarmos uma atitude construtiva de renovação e criação de uma sociedade melhor.
Temos de acreditar que o melhor da nossa vida está lá à frente, ainda está para vir e, assim, lançarmo-nos na construção de um mundo melhor.
Temos de acreditar em nós, acreditar que podemos ser felizes apesar das sombras que porventura possam teimar em imiscuir-se em nossas vidas. Temos de acreditar num mundo melhor e feliz. Isso depende de nós.
Pe. Manuel António
 
SANTA MARIA, MÃE DE DEUS
Tema da Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus
Neste dia, a liturgia coloca-nos diante de evocações diversas, ainda que todas importantes.
Celebra-se, em primeiro lugar, a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus: somos convidados a contemplar a figura de Maria, aquela mulher que, com o seu “sim” ao projecto de Deus, nos ofereceu Jesus, o nosso libertador.
Celebra-se, em segundo lugar, o Dia Mundial da Paz: em 1968, o Papa Paulo VI propôs aos homens de boa vontade que, neste dia, se rezasse pela paz no mundo.
Celebra-se, finalmente, o primeiro dia do ano civil: é o início de uma caminhada percorrida de mãos dadas com esse Deus que nos ama, que em cada dia nos cumula da sua bênção e nos oferece a vida em plenitude.
As leituras que hoje nos são propostas exploram, portanto, estas diversas coordenadas. Elas evocam esta multiplicidade de temas e de celebrações.
Na primeira leitura, sublinha-se a dimensão da presença contínua de Deus na nossa caminhada e recorda-se que a sua bênção nos proporciona a vida em plenitude.
Na segunda leitura, a liturgia evoca, outra vez, o amor de Deus, que enviou o seu Filho ao encontro dos homens para os libertar da escravidão da Lei e para os tornar seus “filhos”. É nessa situação privilegiada de “filhos” livres e amados que podemos dirigir-nos a Deus e chamar-lhe “abbá” (“papá”).
O Evangelho mostra como a chegada do projecto libertador de Deus (que se tornou realidade plena no nosso mundo através de Jesus) provoca alegria e felicidade naqueles que não têm outra possibilidade de acesso à salvação: os pobres e os marginalizados. Convida-nos também a louvar a Deus pelo seu amor e a testemunhar o desígnio libertador de Deus no meio dos homens.
Maria, a mulher que proporcionou o nosso encontro com Jesus, é o modelo do crente que é sensível aos projectos de Deus, que sabe ler os seus sinais na história, que aceita acolher a proposta de Deus no coração e que colabora com Deus na concretização do projecto divino de salvação para o mundo.
Dehonianos
 
MEDITAR
 
ORAÇÃO PARA VIVER COM SIMPLICIDADE Deus compassivo e bondoso,criaste o mundo para ser partilhado por todos,um mundo de beleza e abundância. Cria em nós o desejo de viver de forma simples, para que as nossas vidas possam espelhar a Tua generosidade Deus criador,deste-nos a responsabilidade sobre a terra,um mundo de riqueza e encanto. Cria em nós o desejo de viver de forma sustentável,para que aqueles que nos sucederempossam gozar dos frutos da Tua criação. Deus de paz e justiça,deste-nos a capacidade de mudar, de suscitar um mundo que espelhe a Tua sabedoria.Cria em nós o desejo de agir em solidariedade, para que os pilares da injustiça desabem eaqueles que agora estão esmagados sejam libertados. Ámen.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© Linda Jones / CAFOD
 
CONTO (383)
COR E BELEZA
Um dia, chegou à cidade um homem desconhecido. Trazia consigo muitos pedaços de giz de todas as cores. Foi para a rua mais movimentada e, de joelhos por terra, pintava no pavimento lindas paisagens, flores que desabrochavam, crianças felizes, traços cheios de beleza.
As pessoas habituaram-se à presença do homem desconhecido. Alguns observavam, outros atiravam moedas para os desenhos. Outros paravam e falavam com ele das suas alegrias e tristezas, angústias e esperanças. As mães falavam dos seus filhos e os jovens dos seus sonhos de futuro.
Ele escutava muito e falava pouco. Sorria com muita afabilidade e dizia palavras belas como amor, paz, alegria, bondade, perdão.
Um dia, pegou nas suas coisas e fez menção de se ir embora. Todos lhe pediram:
- Deixa-nos alguma coisa como recordação.
O homem mostrou as mãos vazias e, sem saber que dar, pegou no seu saco, retirou dele todos os pedaços de giz de lindas cores, aqueles que tinha utilizado, e deu-os às pessoas, dizendo:
- Ficai com eles e continuai a minha obra.
As pessoas pegaram neles. E, em vez de continuarem a utilizá-los para fazerem coisas belas, continuando a obra desse desconhecido, cada qual guardou o seu como lembrança.
 In Bom dia, alegria de Pedrosa Ferreira
 
 

 

Concedei-nos, Senhor, a Serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras.
Autor desconhecido

 

INFORMAÇÕES
 
CULTO
Durante a próxima semana começará a ser recolhido o culto na paróquia da Ribeira Seca.
 
Igreja Católica lança revista online dedicada a crianças e jovens
 Fundação Secretariado Nacional da Educação Cristã acaba de lançar uma revista online com conteúdos direcionados para crianças e jovens.
Em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, aquele organismo explica que esta nova publicação digital, intitulada “O teu espaço”, surge “na continuidade do projeto Educris e da sua plataforma de apoio nas três grandes áreas da educação cristã: Catequese, EMRC e Escolas Católicas”.
Todos os dias, esta página irá disponibilizar vídeos, fotos e textos relacionados com temáticas religiosas e juvenis, enquanto que “quinzenalmente” serão adicionadas crónicas, artigos sobre música, criticas a livros e a filmes, cartoons e sugestões de sites.
Através do preenchimento de um formulário, as pessoas podem “sugerir novos conteúdos, a integrar a revista numa atualização futura”, realça a Fundação SNEC.
“Podem também escolher qual o fundo por trás da revista e a canção que querem estar a ouvir enquanto a vêm”.
Todos os dados disponibilizados na revista online “O teu espaço” vão poder depois ser partilhados pelas crianças e jovens através das redes sociais e por email.
 

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 517

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas