Nº 514

 

PREFIRO...

Hoje, ouvi um Senhor Padre daqueles que falam muitas vezes na rádio e na televisão, dizer: « Este ano, pelo Natal, de que vão falar os Padres? Gostavam tanto de falar contra o consumismo…»
Não há dinheiro, não há consumismo, não há forma de falar e gritar pelo Natal que não se deve gastar tanto e ter mais atenção aos valores mais sagrados.
Eu, cá por mim, já não sabia falar dessas coisas de consumismos e gastos desnecessários. Até me sinto um pouco desconfortável para falar dessas coisas.
Prefiro realçar a felicidade e alegria que nos vem no Natal.
Prefiro dizer que devemos ser portadores e construtores de paz.
Prefiro fazer o possível por acolher os outros e dedicar-lhes um pouco de atenção.
Prefiro que haja promoção e valorização da pessoa, que não seja a abundância a comandar mas a riqueza interior que todos levam consigo.
Prefiro que todos tenham coragem de enfrentar a vida com alegria, mesmo perante as adversidades e contratempos.
Prefiro que o trabalho seja uma forma de dignificar a pessoa e não de a escravizar reduzindo-a a mais uma peça de produção.
Prefiro que perante os obstáculos tenhamos a ousadia de os enfrentar com coragem e não cairmos no desespero e na angústia.
Prefiro que sejamos capazes de enfrentar as dores e sofrimentos e não nos deixarmos vencer nem limitar por elas.
Prefiro que sejamos capazes de nos darmos as mão e, juntos, encontrarmos soluções que nos ajudem a todos.
Prefiro que não nos deixemos deprimir pelos fracassos mas ver neles experiências que nos ajudam a encontrar o caminho mais seguro.
Prefiro que tenhamos alegria em servir os outros.
Prefiro que todos aproveitemos todas as oportunidades da vida, por mais simples que sejam, para crescermos no amor e na amizade.
Prefiro que a fé em Deus não acabe e que o Natal seja festa alegre para todos.
Prefiro que este Natal seja mais oferta, dedicação, carinho e amor espalhado no coração de todos.
Natal não é consumismo. Natal é AMOR.
Pe. Manuel António
 

III DOMINGO DO ADVENTO

Meditando

Pregar no deserto

- Senhor Padre, porque é que João Baptista pregava no deserto?
- Porque era lá que ele vivia - respondi - Para além disso o deserto sempre foi um lugar de encontro consigo mesmo e com Deus. Mas porque é que me perguntas isso?
- É que eu pensava que ele pregava no deserto porque ninguém o ouvia...
De facto, parece que João pregou para o deserto pois, passados 2000 anos, a mesma voz se faz ouvir sem surtir ainda o efeito desejado. E mesmo acordado sonhei. No meu sonho apresentei-me diante de João Baptista para lhe dizer:
- Repara que ninguém te ouve. Tu não consegues mudar as pessoas. Todos os anos a mesma pregação... Muda o teu discurso...
- Não. Se eu não sou capaz de mudar as pessoas, não serão elas a mudar-me. Endireitai o caminho do Senhor - gritou ainda mais forte.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
MEDITAR
 

SEM AMOR

 
Primeiro, ama: porque a vida sem amor não vale nada, escreve José Miguel. 

A justiça, sem amor, faz-te duro 
A inteligência, sem amor, faz-te cruel. 
A amabilidade, sem amor, faz-te hipócrita. 
A fé, sem amor, faz-te fanático. 
O dever, sem amor, faz-te mal-humorado. 
A cultura, sem amor, faz-te distante. 
A ordem, sem amor, faz-te complicado. 
A agudeza, sem amor, faz-te agressivo 
O apostolado, sem amor, faz-te estranho. 
A amizade, sem amor, faz-te interessado. 
O possuir, sem amor, faz-te avarento. 
A responsabilidade, sem amor, faz-te implacável. 
A ambição, sem amor, faz-te injusto.

Por último, ama, porque, como dizia São João da Cruz, «ao entardecer da vida, Deus julgar-nos-á pelo amor». 

José Miguel, em José Mª Alibau, Palabras para el Silencio
 

CONTO (380)

OS PREGOS

Era uma vez um jovem que tinha um mau caráter. O seu pai deu-lhe uma bolsa de pregos e disse-lhe que, todas as vezes que perdesse a paciência, deveria pregar um prego na porta. Depressa a porta se encheu de pregos.
Porém, à medida que ia controlando o seu mau génio, pregava cada vez menos pregos na porta. Foi descobrindo que podia controlar as suas más atitudes.
Chegou o dia em que conseguiu controlar o seu caráter e já não precisou de pregar pregos. Depois de informar o seu pai, este sugeriu-lhe.
- Cada vez que controles o teu mau caráter, retira um prego da porta.
Os dias passaram e o jovem anunciou ao pai que já não havia mais pregos para retirar. Foi então que o pai lhe disse:
- Esforçaste-te muito e conseguiste tirar todos os pregos. Repara, porém, que a porta já não é a mesma. Todas as vezes que perdes a paciência, deixas cicatrizes. Podes insultar uma pessoa e retirar o que disseste, mas a ferida fica para sempre.
 In TUTTI FRUTTI  de Pedrosa Ferreira

 

"A minha consciência tem para mim mais peso do que a opinião do mundo inteiro."
(Cícero)
"Diz-me, e eu esquecerei; ensina-me e eu lembrar-me-ei; envolve-me, e eu aprenderei."
(Autor desconhecido)

 

FESTA DE SÃO LÁZARO

As confissões serão no dia 15 de dezembro a partir das 16 horas. A seguir às confissões haverá Eucaristia.
Festa – dia 17 de dezembro
A Eucaristia será celebrada às 16 horas e a seguir haverá a Procissão.
 

ENCONTRO DA PASTORAL JUVENIL

A pastoral juvenil de S. Jorge realiza a sua habitual atividade de Natal no próximo dia 18 de dezembro, na paróquia da Ribeira Seca.
A concentração às 14h junto á Igreja. A atividade tem final previsto para as 17h. Deves trazer algo para um lanche partilhado. Traz, também, a tua viola ou outro instrumento que saibas tocar.
Vem passar uma tarde agradável e viver o espírito do natal jovem.
 

RECEITA DA FESTA DE SANTA CATARINA

A Festa de Santa Catarina teve a receita de 1.424,74€.
 

CONFISSÕES

Velas - 13 de dezembro às 17 horas
Beira - 14 de dezembro às 18 horas
Urzelina e Ribeira do Nabo - 18 de dezembro às 16 horas

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 514

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas