Nº 944

 

A BELEZA E A DIGNIDADE DE MULHER

Quem é a mulher? – Uma criação divina.
Como é a sua natureza? – Saturada de graça.
Com que é que se parece a mulher? – Com a bondade e a inteireza.

O espírito da mulher é sublime: um dom de Deus.
A sua alma é divina: chega às estrelas.
O corpo feminino é sagrado: merece o nosso respeito.
O seu trabalho é santo: que o possa realizar em paz.
O seu gesto de afeto alimenta: aceitemo-lo com alegria.
As palavras da mulher são belas: há que ouvi-las atentamente.
O cuidado feminino conforta e acalma.

 

O seu contributo é sacerdotal: abençoado do Alto.
O alimento é vital para a mulher: há que alimentá-la bem.
Os milagres femininos são magníficos: acreditai e rejubilai.
São como diamantes as lágrimas das mulheres: guardai-as com carinho.
A zanga das mulheres é criativa: procurai a sua razão.

 

O suor das mulheres é para a sobrevivência: entendei e cooperai.
Os abraços das mulheres dão bem-estar: alegrai-vos ao acolhê-los.
A compaixão das mulheres é eficaz: cheia de misericórdia.
As mulheres são exímias na cozinha: apreciai a sua comida.

O tempo livre das mulheres é precioso:
contribuí para que se divirtam mais.
O seu dinheiro é cheio de bondade: fazei que se multiplique.
As necessidades femininas são essenciais: ajudai-a a satisfazê-las.
Os seus problemas são graves: colaborai na sua resolução.
O amor das mulheres brilha qual arco-íris:
deixai-vos aquecer e partilhar desse brilho.
As suas falas são fecundas: dai a conhecer o seu bom-senso.
A alegria feminina é contagiosa: sorri e ecoai essa alegria.
A carga das mulheres é pesada: ajudai-as a carregá-la.

O conselho das mulheres é admirável: fundado na experiência.
As suas feridas podem ser dolorosas: rezai para que sarem.
A sua escrita é valiosa: dai-lhe atenção.

Pearl Drego, Membro do Movimento Graal, Índia (Adaptado)

 

VISITA PASTORAL

A Visita Pastoral é a visita por excelência do Pastor da Igreja local e sucessor dos Apóstolos que, por isso, nos merece a maior reverência, permite reconhecê-lo claramente como o pregador do Evangelho, o pastor, o doutor, o grande sacerdote do rebanho. À Visita Pastoral ordinária estão sujeitas as pessoas, as instituições católicas, as coisas e os lugares sagrados, que se encontram dentro dos limites da Diocese (CIC 397).

A Visita Pastoral é obra apostólica, acontecimento de graça, que reproduz a imagem daquela singular e verdadeiramente admirável visita pela qual «o Príncipe dos Pastores» (l Ped 5, 4), Bispo das nossas almas (l Ped 2, 25), Cristo Jesus, visitou e realizou a redenção do Seu Povo (cf. Lc l, 68).

Pela Visita Pastoral, o Bispo apresenta-se como visível princípio e fundamento da unidade na Igreja particular que lhe está confiada (cf. LG 23). É uma oportunidade do nosso Bispo trazer conforto e estimulo aos obreiros do Evangelho, de ver com os seus próprios olhos as dificuldades da evangelização e do apostolado, de verificar o plano de ação pastoral orgânica, de chegar até aos corações dos irmãos, de estimular energias talvez enfraquecidas e, finalmente, de chamar todos os fieis à consciência de si mesmos e à mais diligente atividade apostólica. A Visita Pastoral destina-se mais a ajudar do que a julgar.

Tendo sempre diante dos olhos a figura de Jesus Bom Pastor, o Bispo apresenta-se não em «sublimidade de linguagem» (l Cor 2, 1), nem se vangloriando em palavras e obras, mas animado do espírito de Jesus Cristo e como imitador da Sua humildade, benignidade, disponibilidade e arte de ouvir e atrair os ouvintes; a finalidade da Visita Pastoral é «procurar as almas necessitadas de amor generoso e de direção segura; procurar a Igreja para que seja verdadeiramente Igreja», isto é, Povo de Deus.

 

MEDITAR

Conto de Quaresma - «Tu és a mulher de Deus?»

Num dia muito frio, um rapazinho de cerca de 10 anos, descalço, a tremer, está em frente a uma loja de sapatos, a olhar a montra cheia de ténis.

Uma senhora aproxima-se do rapaz e pergunta-lhe:

- Menino, que pensamento tão profundo é esse, a olhar a montra?

- Eu estava a pedir a Deus para me dar um par de ténis...

A senhora pega na mão do menino, entra na loja e pede ao funcionário para dar meia dúzia de pares de meias ao menino. Também pergunta se poderia trazer-lhe uma bacia com água quente e uma toalha.

O funcionário atende-a rapidamente e conduz a senhora e o menino ao interior da loja. A senhora, ajoelhando-se, lava os pés ao rapazinho e seca-os com a toalha.

Nesse meio tempo, o funcionário traz as meias. A senhora entrega um par ao menino, que o calça nos seus pequenos pés. 

Pouco depois, o funcionário volta, trazendo um par de ténis, que ele escolheu maravilhado com a atitude da senhora e movido pelo seu bom coração.

A senhora entrega ao menino os outros pares de meias e, carinhosamente, pergunta:

- Estás mais confortável agora?

Como ela se vira para seguir o seu caminho, o menino segura-lhe a mão, olha-a na rosto, e pergunta:

- Tu és a mulher de Deus?

Adaptação de narração de Leo Buscaglia, autor e conferencista

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

TREINAR-SE...

... Se queremos tornar-nos diferentes do que somos, a maneira mais eficaz de o alcançarmos é começarmos imediatamente a fazermos diferente do que fazemos.
Na medida em que fazemos segundo o que gostaríamos de ser, vamos começar a tornar-nos isso que fazemos, vamos adquirir esse jeito de ser.
(...)
Deus criou-nos criadores de nós mesmos...

Rui Santiago, in Como um Diário.


 

INFORMAÇÕES

NOSSA SENHORA de FÁTIMA na RIBEIRA SECA

Sexta-feira, dia 13 de março, às 18 horas, recitação do terço, seguida de Eucaristia e procissão de velas até ao Passal.

 

REUNIÃO DE PREPARAÇÃO PARA O SACRAMENTO DO CRISMA PARA PAIS, CRISMANDOS, PADRINHOS E CATEQUISTAS

Manadas - 5ª Feira, 12 de março, às 18h30 na Igreja paroquial.

Ribeira Seca - 6ª Feira, 13 de março, às 18h30 na Igreja paroquial.

 

PROCISSÃO DE PASSOS - URZELINA

A procissão da mudança da imagem do Senhor dos Passos, realizar-se-á no dia 14 de março às 20 horas. A procissão do Encontro,  será no dia 15 de março às 15 horas.

MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA

A Missa no Santuário será no dia 22 de março, às 15h00.

 

NOTA DO CONSELHO PERMANETE DA CEP

Perante a situação que estamos a viver em todo o mundo, motivada pelo coronavírus COVID-19, apelamos à serenidade e ao incremento da prevenção nos cuidados de higiene. Nesse sentido, convidamos a seguir estritamente as indicações e normas da Direção Geral de Saúde.

 Como em situações semelhantes e para evitar situações de risco, recomendamos algumas medidas de prudência nas celebrações e espaços litúrgicos, como, por exemplo, a Comunhão na mão, a omissão do gesto da paz e o não uso da água nas pias de água benta.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 944

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

nº 1015

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

Educar é produzir um homem feliz e sábio. Educar é produzir um homem que ama o espetáculo da vida. Desse amor, emana a fonte da inteligência. Educar é produzir uma sinfonia em que rimam dois mundos: o das ideias e o das emoções.

 

Há dois tipos de educação: a que informa e a que forma. A educação que informa ensina o homem a conhecer o mundo em que habita; a educação que forma vai além, ensina-o também a conhecer o mundo que ele é.

Augusto Cury

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas