Nº 930

 O SINAL ADMIRÁVEL DO PRESÉPIO

 

               

                A poucos dias da celebração do Natal de Jesus, somos desafiados a contemplar o Presépio, o qual já está feito nas nossas casas, nas igrejas e nos espaços públicos.

                Para nos ajudar a refletir sobre o mistério do Nascimento do Salvador, o Papa Francisco dirigiu a toda a Igreja a Carta Apostólica Admirabile Signum sobre o significado e o valor do Presépio.

                O documento foi assinado pelo Santo Padre, a 1 de dezembro de 2019, no Santuário do Presépio, situado na cidade italiana de Gréccio – o lugar, onde pela mão de São Francisco de Assis, se representou pela primeira vez o Nascimento de Jesus – corria o ano de 1223.

                Numa linguagem repleta de simplicidade e de harmonia, o Papa Francisco vai realçando o valor das várias personagens do Presépio e, com uma pedagogia paternal, vai explicando os diversos elementos bíblicos, culturais e humanos que se entrelaçam na construção da cena da Natividade do Senhor.

                Merece claro destaque, o convite que o Pontífice dirige aos cristãos de todo o mundo, para que apostem na construção do Presépio – seja nas casas das famílias, seja nos espaços públicos – enquanto oportunidade para que se anuncie o Evangelho de Jesus Cristo à sociedade contemporânea. No Menino envolto em panos e deitado na manjedoura, está a Salvação e a Vida eterna que Deus oferece à humanidade de cada tempo e de cada lugar.

                O Papa convida também a contemplar o Presépio como uma verdadeira escola de humildade! Jesus nasceu pobre, viveu junto dos doentes e dos pecadores e no mistério da Sua Cruz redentora deixou-nos o exemplo sublime de serviço aos últimos e aos descartados do mundo.

                A humildade do Presépio de Belém, convoca os discípulos de Jesus a seguir os passos do Mestre: procurar antes de tudo o Reino de Deus e a sua justiça e a servir os seus irmãos mais pobres e esquecidos, com incansável caridade.

                Que a contemplação do Menino que nasceu para nós, deste Filho que nos foi dado, faça com que vivamos um Feliz Natal!

 

 

Padre Alexandre Medeiros

 

A PALAVRA DO SENHOR

 

III DOMINGO DO ADVENTO

 

+ Leitura do Livro do Profeta Isaías

 

Alegrem-se o deserto e o descampado, rejubile e floresça a terra árida, cubra-se de flores como o narciso, exulte com brados de alegria.

Ser-lhe-á dada a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e do Saron. Verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus.

Fortalecei as mãos fatigadas e robustecei os joelhos vacilantes. Dizei aos corações perturbados: «Tende coragem, não temais: Aí está o vosso Deus, vem para fazer justiça e dar a recompensa. Ele próprio vem salvar-vos».

                Então se abrirão os olhos dos cegos e se desimpedirão os ouvidos dos surdos. Então o coxo saltará como um veado e a língua do mudo cantará de alegria.

                Voltarão os que o Senhor libertar, hão-de chegar a Sião com brados de alegria, com eterna felicidade a iluminar-lhes o rosto. Reinarão o prazer e o contentamento e acabarão a dor e os gemidos.

 

 

 

             REFLEXÃO

 

 

                A liturgia deste domingo lembra a proximidade da intervenção libertadora de Deus e acende a esperança no coração dos crentes. Diz-nos: "não vos inquieteis; alegrai-vos, pois a libertação está a chegar".

                A primeira leitura anuncia a chegada de Deus, para dar vida nova ao seu Povo, para o libertar e para o conduzir, num cenário de alegria e de festa, para a terra da liberdade.

                O Evangelho descreve-nos, de forma bem sugestiva, a ação de Jesus, o Messias (esse mesmo que esperamos neste Advento): Ele irá dar vista aos cegos, fazer com que os coxos recuperem o movimento, curar os leprosos, fazer com que os surdos ouçam, ressuscitar os mortos, anunciar aos pobres que o "Reino" da justiça e da paz chegou. É este quadro de vida nova e de esperança que Jesus nos vai oferecer.

                A segunda leitura convida-nos a não deixar que o desespero nos envolva enquanto esperamos e aguardarmos a vinda do Senhor com paciência e confiança.

               

 

Dehonianos

 

 PENSAMENTO DA SEMANA

 “Desça o orvalho do alto dos céus,

                  e as nuvens chovam o Justo!

                                        Abra-se a terra,

                                                 e germine o Salvador!”   

da Profecia de Isaías


 

INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

 

MANADAS - 5ª feira, 19 de dezembro, das 10 horas às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 20 de dezembro, das às 16h 30 às 17h 30, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

 

SACRAMENTO DA PENITÊNCIA - CONFISSÕES   

 

BISCOITOS - 2ª feira, 16 de dezembro às 17 horas

 

 

VISITA DO PÁROCO AOS DOENTES

 

RIBEIRA SECA (Laudelina Brasil) e PORTAL (Filomena Oliveira)

2ª feira, 16 de dezembro, a partir das 10 horas  

RIBEIRA SECA (Noélia Ávila)

3ª feira, 17 de dezembro, a partir das 9h 30

ZONA RURAL DA CALHETA e NORTE PEQUENO

4ª feira, 18 de dezembro, a partir das 10 horas

NORTE GRANDE

4ª feira, 18 de dezembro, a partir das 11h 30

 

 

FESTA EM HONRA DE SÃO LÁZARO

 NORTE PEQUENO

 

A Comunidade do Norte Pequeno celebra a Festa anual em honra do seu Padroeiro - SÃO LÁZARO - na próxima 3ª feira, 17 de dezembro.

A Missa da Festa será celebrada às 16 horas, seguindo-se a procissão de São Lázaro.

Neste mesmo dia assinala-se o 38º Aniversário da Sociedade Filarmónica Recreio de São Lázaro, do Norte Pequeno.

 

 

 

PEDITÓRIO PARA LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO

Concelho da Calheta

 

                Informa-se a população que o peditório em favor da Liga Portuguesa contra o Cancro, realizado no concelho da Calheta de São Jorge, aquando do peditório nacional de 2019, rendeu a quantia de 4 606.03 euros.


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 930

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 1014

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

Agarra-te à Esperança com força, com toda a força de que és capaz...

Quem Espera, vive de olhos postos num Novo Dia que vem. E assim, com a vida iluminada por essa Esperança, quem Espera vence obstáculos, derruba barreiras, ergue-se das quedas e caminha feliz.

Não importam as feridas abertas nem as cicatrizes para quem acredita na cura e sabe que sempre é tempo de recomeçar.

Agarra-te à Esperança... e se a sentires apagar-se, renova-a, pois quem não Espera, não Vive.

De Coração para coração

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

Visitas


Ver Estatísticas