nº 882

 

FELIZ ANO DE 2019

Em 2019, vou deixar que Deus me surpreenda!

 

Este ano não vou fazer resoluções de fim de ano. Em 2019, vou deixar que Deus me surpreenda!

 

Ao som das 12 badaladas não vou comer passas nem pedir desejos, mas vou rezar por 12 pessoas que se fizeram presente na minha vida. 

 

No calor de cada abraço, vou pensar naqueles que esta noite, como em tantas outras, passam frio, na esperança que a eles também chegue o calor dos nossos corações. 

 

Ao tilintar das taças de espumante brindarei não só à chegada de um novo ano, mas também a todos os que, tendo pouco, dão tanto, sendo modelos daquela pureza evangélica que, tantas vezes, perdemos. 

 

Ao desejar um feliz ano novo àqueles que estiverem comigo, desejarei também que ele seja feliz para todos aqueles que sofrem as consequências trágicas da guerra, da fome, da doença e do desamor, confiante que Deus de todos cuida porque tem entranhas de misericórdia e de todos é Pai. 

 

E quando as luzes dos fogos-de-artifício rasgarem os céus, maravilhada e de joelhos, agradecerei a Deus por todas as graças que nos concedeu, pela força que nos deu nas adversidades e pelo alento que nos sustentou em períodos de desânimo. 

 

Não, este ano não vou fazer resoluções de fim de ano. Em 2019, vou deixar que Deus me surpreenda, na certeza que querer o que Deus quer para cada um de nós pode nem sempre ser fácil de discernir ou de compreender, mas valerá certamente a pena!

Feliz Ano Novo!

Raquel Dias (Adaptado)

 

GENTE COM ALMA

 

SANTA EDITH STEIN   (1891 – 1942)

Na reta final deste ano de 2018, trago à nossa comum reflexão, a gloriosa memória de Santa Edith Stein – mulher conhecedora da nobreza do pensamento humano que se deixou encantar pela irresistível sabedoria da cruz de Cristo.

Nascida a 12 de Outubro de 1891, em Breslau na Alemanha e oriunda de uma família de judeus, Edith esforça-se por adquirir a mais completa formação, nas diversas áreas do saber.

Empreendendo um percurso académico ímpar – para uma mulher do seu tempo – Edith Stein vem a tornar-se a primeira doutora em filosofia na Alemanha. Concluídos os estudos em 1916, ela vai dar aulas na universidade de Friburgo.

Apaixonada pela busca da Verdade, Edith esmera-se por encontrá-la nas várias correntes da filosofia. Mas o certo é que nenhuma dimensão do conhecimento humano é suficiente para preencher a sua inesgotável sede de sabedoria.

Cansada da linguagem fútil da sabedoria humana, Edith Stein decide-se pelo encontro com Jesus Cristo e pela contemplação do mistério da Sua cruz – lugar por excelência onde se manifesta o poder de Deus e a sabedoria de Deus.

Inspirada pela vida sublime de Santa Teresa de Ávila, ela descobre no Evangelho a Verdade suprema, decidindo percorrer o ascendente caminho da fé. Devidamente catequizada Edith recebe o Batismo a 1 de Janeiro de 1922.

Renascida pela água e pelo Espírito Santo, a nossa santa vai dedicar-se à educação dos mais jovens em diversas instituições católicas alemãs, empenhando-se ainda, na tradução para a língua materna das obras de autores cristãos de renome, dando claro destaque a São Tomás de Aquino.

Em 1933 decide entrar para o Carmelo de Colónia onde toma o nome de Teresa Benedita da Cruz. Na simplicidade da vida conventual, continua a dedicar-se a escrita – da sua genial pena nascem obras como “Ser finito e Ser eterno” e “A ciência da Cruz”.

Por ser judia Edith Stein vai sofrer na pele a perseguição do regime de Adolfo Hitler para com o seu povo – em 1938 vê-se obrigada a fugir para a Holanda e, quatro anos mais tarde, é presa e deportada para diversos campos de concentração nazis. Termina o seu penoso calvário a 9 de Agosto de 1942, sucumbindo nas câmaras de gás, em Auschwitz.   

Santa Edith Stein foi canonizada pelo papa São João Paulo II a 11 de Outubro de 1998. O Pontífice polaco definiu-a como “Ilustre filha de Israel e mui notável filha da Igreja de Cristo”.

Padre Alexandre Medeiros

 

CONTO (682)

 

DEUS AO PIANO

Desejando encorajar o progresso do seu jovem filho ao piano, uma mãe levou-o a um concerto do mestre polaco Paderewski.

Depois de se sentarem, a mãe viu uma amiga na plateia e foi saudá-la.

Tomado pela oportunidade de explorar as maravilhas do teatro, o menino levantou-se e, na sua aventura, chegou a uma porta onde estava escrito: "PROIBIDA A ENTRADA"

Quando as luzes baixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que o filho não estava lá.

De repente, as cortinas abriram-se e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no centro do palco.

Horrorizada, a mãe viu o seu filho sentado ao teclado, inocentemente cantando as notas de "Cai, cai, balão".

Na plateia, irritadas, as pessoas começaram a gritar:

- Tirem esse rapaz daí!

- Quem trouxe esse miúdo aqui?

- Onde está a mãe dele?

Naquele momento, o grande mestre de piano fez a sua entrada. Foi rapidamente para o piano e sussurrou ao ouvido do menino:

- Não pares, continua a tocar.

Então, debruçando-se, Paderewski estendeu a sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo. Depois, colocou a mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia.

Juntos, o velho mestre e o menino aprendiz transformaram uma situação embaraçosa numa experiência maravilhosamente criativa.

E o público estava perplexo.»

Meditação: É assim que as coisas são entre nós com Deus

O que podemos conseguir por conta própria mal vale mencionar. Fazemos o melhor possível, mas os resultados não são exatamente como uma música graciosamente fluida.

Mas, com as mãos do Mestre, as obras das nossas vidas podem ser verdadeiramente lindas.

Quando alguém te pedir para realizares grandes feitos, ou quando te decidires a fazê-los, ouve atentamente a voz do Mestre Jesus Cristo, sussurrando ao teu ouvido:

- "Não pares, continua...".

Sente os Seus braços amorosos ao teu redor.

As suas fortes mãos estão a tocar contigo o concerto da tua vida.

Elisabeth Lorena Alves

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

A experiência mais radical do Amor tem duas margens:
A Verdade, que me leva à Coerência
A Liberdade, que me leva à Paz.

António Valério 


 INFORMAÇÕES

 

ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

MANADAS - 5ª feira, 3 de janeiro, das 10 horas  às 11 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

RIBEIRA SECA - 6ª feira, 4 de janeiro, das 17 horas  às 18 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 

ERMIDA DE SANTO ANTÓNIO - sábado, 5 de janeiro, das 16 horas  às 17 horas, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: nº 882

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 964

Pensamento da Semana

 

PENSAMENTO DA SEMANA

 

Quem anda atrás da alegria dificilmente se alegra. A alegria é um dom, porque acontece enquanto fazemos outras coisas. Brota misteriosamente enquanto nos damos com generosidade e nos entregamos sem reservas. Quando saímos fora de nós; quando nos pomos fora do nosso casulo e nos damos a pessoas e nos entregamos a causas. Quando nos pomos a entregar a nossa vida...

Rui Santiago Cssr

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas