Nº 753

 

AMAR É ARRISCAR. TUDO.
O amor é algo extraordinário e muito raro. Ao contrário do que se pensa não é universal, não está ao alcance de todos, muito poucos o mantêm aqui. Chama-se amor a muita coisa, desde todos os seus fingimentos até ao seu contrário: o egoísmo.

 

A banalidade do gosto de ti porque gostas de mim é uma aberração intelectual e um sentimento mesquinho. Negócio estranho de contabilidade organizada. Amar na verdade, amar, é algo que poucos aguentam, prefere-se mudar o conceito de amor a trocar as voltas à vida quando esta parece tão confortável.

 

Amar é dar a vida a um outro. A sua. A única. Arriscar tudo. Tudo.

 

A magnífica beleza do amor reside na total ausência de planos de contingência. Quando se ama, entrega-se a vida toda, ali, desprotegido, correndo o tremendo risco de ficar completamente só, assumindo-o com coragem e dando um passo adiante. Por isso a morte pode tão pouco diante do amor. Quase nada. Ama-se por cima da morte, porquanto o fim não é o momento em que as coisas se separam, mas o ponto em que acabam.

 

Não é por respirar que estamos vivos, mas é por não amar que estamos mortos.

 

De pouco vale viver uma vida inteira se não sentirmos que o mais valioso que temos, o que somos, não é para nós, serve precisamente para oferecermos. Sim, sem porquê nem para quê. Sim, de mãos abertas. Sim... porque, ainda além de tudo o que aqui existe, há um mundo onde vivem para sempre todos os que ousaram amar…

 

José Luís Nunes Martins, in Filosofias - 79 Reflexões

 

 
XV DOMINGO TEMPO COMUM
Fazer o mesmo
Quem é o nosso próximo? Em geral dizemos que é aquele que precisa de nós mas na Parábola de Jesus, próximo é aquele de quem nós precisamos.

 

- Quem foi o próximo daquele infeliz?

 

- Aquele que usou de misericórdia para com ele.

 

- Então, vai e faz o mesmo, isto é, vai e ama quem usou de misericórdia para contigo. Ama quem te ajudou.

 

Com quem nos devemos identificar? Com o samaritano ou com o necessitado? Jesus sugere-nos a identificação com o segundo:

 

- Não fiques retido por quem te socorreu mas age como ele. Lembra-te que deves a tua sobrevivência a outrem. Ama-o no teu coração e quando tiveres oportunidade, faz por outro o que ele fez por ti.

 

Todos nós somos necessitados mas há sempre alguém que nos socorre. Amar o próximo é ser grato com quem nos ajuda.

 

Recordo a canção de um amigo meu a propósito desta Parábola:

 

Na longa estrada de Jericó
um homem sofre e eu vou passar,
vou apressado, vou em missão
mas bate triste meu coração.

 

Se eu penso em mim tu ficas só,
se eu penso em ti seremos nós.
E a tua dor vai acabar
e eu mais seguro vou caminhar!
Seremos dois a enfrentar
a longa estrada de Jericó.
Não temerei, não temerás
os salteadores que espreitam lá.

 

E na cidade de Jericó
vamos cear Amor e Pão.

 

E quem nos vir, há de pensar:
Vale sempre a pena estender a mão.

 

Pe. José David Quintal Vieira, scj

 

 
MEDITAR
 
Nós podemos acreditar que alguém é portador de Deus quando os seus gestos são de misericórdia, quando os seus gestos são de compaixão. Por isso, uma Igreja, uma comunidade onde a severidade, a intransigência, o rigor se sobrepõem à misericórdia, à ternura, à compaixão é uma Igreja pouco credível, é uma comunidade que não testemunha o amor de Deus. Porque a misericórdia é a gramática de Deus, é a língua materna de Deus, é aquela que melhor explica Deus. (...)
 
A misericórdia perfura os irremediáveis da história, a misericórdia nunca cruza os braços, nunca descorçoa, a misericórdia insiste junto do outro. (...) A misericórdia é uma arte pequenina, é uma arte humilde, é uma arte frágil. A compaixão é o quase nada. Mas em tantos momentos da nossa vida nós dependemos dessa coisa pequenina que é a compaixão, que é a misericórdia, que é o amor, que é a amizade, que é a caridade de estar próximo, que é um alívio das dores só com um olhar, só com um pequeno gesto, só com uma palavra. Isso é alguma coisa que todos nós temos, essa capacidade em nós." 
 
José Tolentino Mendonça
 
CONTO (612)
 
O VALOR DA BONDADE
Um pai, sentindo próxima a partida deste mundo, reuniu os seus três filhos e perguntou-lhes:
- Qual a coisa maior que o vosso coração deseja?
Uma filha disse:
- Eu desejaria ser bonita. Toda a gente aprecia a beleza.
Um irmão contestou:
- Que tonta és! A beleza é uma coisa passageira. Olha como a tua amiga era bonita e agora com a doença ficou feia. Eu desejaria ser rico. Com o dinheiro pode comprar-se tudo o que se deseja.
O terceiro filho deu a sua opinião:
- Eu julgo que és tão ignorante como a tua irmã. A riqueza perde-se tão facilmente como a beleza. Eu desejaria ter sabedoria. Ninguém ma poderia tirar.
O pai, depois de os escutar, escreveu no chão muitos zeros e disse-lhes:
- Tudo o que dissestes, beleza, riqueza e sabedoria, são como muitos zeros. Se pusermos um número antes dos zeros, eles valem muito. Tudo o que dissestes vale muito, se lhes colocardes no início a bondade. A bondade converte as pessoas em belas, ricas e sábias. Buscai a beleza, a riqueza e a sabedoria. Mas antes de mais, sede bondosos com toda a gente. É esta a mensagem que vos quero deixar, depois de ter vivido tantos anos.
Os filhos, comovidos, prometeram não se esquecer da lição.
In  Bom dia, alegria de Pedrosa Ferreira     

 

O sorriso é algo sagrado
como tudo o que responde com uma resposta
maior do que a questão.
Eu que sou um obstinado da solidão
Digo que o mais maravilhoso de tudo é o sorriso.
Este é uma das maiores subtilezas humanas.
 

 

Christian Bobin

 

INFORMAÇÕES
 
FESTA DE NOSSA SENHORA DO CARMO
FAJÃ DOS VIMES
 
Dia 16 de julho: 9h00 Missa e bênção do Carmo.
                                       17h00 Missa de Festa com a bênção do Carmo seguida de Procissão.
 
FAJÃ DAS ALMAS
Missa em louvor de Nossa Senhora de Fátima às 10:00 horas, domingo 17 de julho.
FESTA Nª Sr.ª FATIMA - RIBEIRA SECA
Dia 13 de Julho, 19h00 - Recitação do terço, missa e procissão
 
MISSA NO SANTUÁRIO DA CALDEIRA
No próximo domingo, 17 de julho, às 16 horas.
 
CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA
A Clínica dos Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estarão na Clinica da Instituição os seguintes especialistas: Dr. Carlos Aguilar, Oftalmologista, 21 e 28 de julho; Dra. Guadalupe Benites, medicina interna nas áreas de Diabetes, anemias, doenças inoficiosas e toda a patologia do adulto, data por estabelecer; Dra. Maria Graça Almeida, Ginecologista e Obstetra, em julho; Dra. Renata Gomes, Cardiologista, final de julho; Dr. José Abreu Freire, Imagiologia (Mamografia e Ecografia), data por estabelecer; Dr. Brasil Toste, Otorrinolaringologista, agosto ou setembro; Dra. Lourdes Sousa, Dermatologista, 29 e 30 de agosto; Dra. Alexandra Dias, Pediatra, em setembro; Dra. Paula Pires, neurologia e neuropediatria, em outubro ou novembro.
As consultas podem ser marcadas para os números 295460110 ou 295460111.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 753

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas