Nº 583

 

VIVER A RESSURREIÇÃO

Li num blog um artigo que me chamou à atenção pela sua pertinência sobre a ressurreição. Aqui fica um pouco das ideias desse escrito que parte da pergunta: Porque é que os discípulos não reconheceram o ressuscitado, uma vez que andaram com Ele, comeram com Ele e ouviram a Sua pregação cheia de entusiasmo.?
A falta de reconhecimento de Cristo Ressuscitado, por parte dos seus amigos, prende-se com a procura que eles fazem. Procuram um cadáver, um morto, que querem manter na morte com perfumes, cremes e flores. Porque têm para com Jesus a atitude que se tem para com os mortos: choro, tristeza, desilusão, revolta… Procuram uma imagem do passado…
Encontram as roupas com que Jesus fora depositado no sepulcro, abandonadas, o túmulo vazio, personagens vestidas de branco e uma mensagem para anunciar.
Hoje o que nos falta para passar a este tempo de pessoas alegres que vivem da ressurreição. Será que ainda vivemos à procura de um cadáver, a quem preferimos oferecer flores para não nos incomodar?
Nesta ilha, vivemos o tempo do Espírito Santo. Festas que manifestam bem o nosso desejo de alegria, de partilha, de esperança num mundo que queremos melhor. Tempo que nos leva a desafios e lutas para refazer uma sociedade melhor, mais solidária e mais fraterna. A isso nos leva o Espírito Santo que é vida abundante, é audácia e coragem. Espírito que conduz a empreendermos uma vida capaz de criar e de transformar os desertos inanimados em terras abundantes de vida e felicidade.
Neste tempo do Espírito Santo aprendamos a deixar a morte, a tristeza, os túmulos da dor e do sofrimento e a viver da alegria da ressurreição.
Neste tempo temos de ser capazes de fazer brilhar a alegria da ressurreição.
Pe. Manuel António

II DOMINGO DE PÁSCOA

Porque acreditar

Em geral, procura-se explicar a incredulidade de São Tomé pelo facto dele não ter visto a Cristo ressuscitado, ao mesmo tempo que os outros discípulos. Parece que a explicação deve encontrar-se noutro ponto. É que Tomé, ausente na primeira vez, não tinha recebido o Espírito do Ressuscitado, quando Jesus soprou sobre eles e disse: recebei o Espírito Santo. O que nos faz acreditar não é o que se viu mas o que temos por dentro.
Um grupo de crianças estava a discutir qual a cor dos balões que sobem mais alto. Umas diziam que os balões vermelhos eram os melhores, outras os de cor verde, os amarelos, os brancos etc. Para esclarecer o assunto, foram perguntar ao vendedor ambulante:
- Tu que fazes tantos balões subir bem alto, diz-nos: qual é a cor do balão que voa mais longe?
O homem sorriu para as crianças e, soltando um balão, respondeu:
- Voar não depende nem da cor, nem da forma, nem dos nossos gostos ou preferências. Depende apenas daquilo que está lá dentro.
Assim também somos nós. Ter fé não depende daquilo que dizemos, ou do lugar onde estamos, nem da nossa classe, raça ou cor da pele. Acreditar depende tão só daquilo que se tem cá dentro. Só assim poderemos ir mais longe.
Pe. José David Quintal Vieira, scj

MEDITAR

 

Divina Misericórdia


Do Céu mandou Deus Pai o Filho à Terra!
Vinha salvar quem estava perdido.
Andava o Homem em constante guerra,
Porque comeu do fruto proibido...

O Senhor, que nos veio por Maria,
Por nós se ofereceu no altar da Cruz.
Veio a paz e surgiu a harmonia
E, no mundo, brilhou a Nova Luz.

Toda a Terra encontrou Misericórdia,
E foi banhada no Sangue Divino...
A igreja jubilosa entoa este hino:

Honra e Glória ao Cordeiro Imolado!
Entrou hoje neste mundo a concórdia,
Com o Sangue saído do Seu Lado!...
Padre Manuel Henriques de Silva, C.M.

CONTO (444)

 

O FUGITIVO

Certo dia, um jovem que fugia do seu inimigo chegou a uma povoação. Os habitantes acolheram-no e ofereceram-lhe um esconderijo seguro.
No dia seguinte, chegaram os soldados e passaram a aldeia a pente fino. Não o encontrando disseram:
- Queimaremos a aldeia e mataremos os homens se não nos entregarem esse jovem.
O chefe da aldeia, preocupado, foi à Bíblia esperando encontrar aí a resposta para a questão. Encontrou esta frase. «É melhor que pereça um homem antes que se perca todo o povo». Fechou a Bíblia, chamou os soldados e indicou-lhes onde o jovem estava escondido.
Os soldados levaram o fugitivo para o matarem e o povo fez uma festa porque o chefe da aldeia tinha salvo as suas vidas e a povoação.
O chefe, porém, ficou muito triste e ficou no seu quarto. Apareceu-lhe um anjo e perguntou-lhe:
- O que é que fizeste?
- Entreguei o fugitivo ao inimigo.
O anjo disse-lhe então:
- Mas não vês que entregaste o Messias?
O chefe, angustiado:
- Mas como poderia eu sabê-lo?
- Tê-lo-ias sabido se, em vez de ler a tua bíblia, tivesses ido ver o jovem pelo menos uma vez e o tivesses olhado nos olhos.
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira

 

Para estarmos seguros de não ter falhado a nossa vida, bastam três coisas: em primeiro lugar, ver de que sofrem os outros; depois, porque sofrem os outros, e após tal olhar corajoso, saber ouvir o silêncio. O silêncio que pode fazer nascer em nós o pensamento: que significado tem ser feliz sem os outros?
 Abbé Pierre

 

INFORMAÇÕES

CLÍNICA DENTÁRIA DA RIBEIRA SECA

A Clínica Dentária da Ribeira Seca, informa que a Dr.ª Cátia Reis, médica dentista, estará naquela clínica a dar consultas de 15 a 24 de abril. Durante este tempo há uma promoção para todos os tratamento. As marcações deverão ser feitas para: 962577473.
 

CLÍNICA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA CALHETA

A Clínica dos Bombeiros Voluntários da Calheta informa que estarão na sua Clínica os seguintes médicos:
Dr.ª Renata Gomes, cardiologista, no dia 23 de abril.
Dr.ª Maria Graça Almeida, ginecologista e obstetrícia, no dia 25 de abril.
Dr.ª Alexandra Dias, pediatra, nos dias 31 de maio e 1 de junho.
As marcações podem ser feitas para os n.os  295460110 ou 295460111.
 

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VELAS

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Velas, CONVOCA, todos os associados para uma Assembleia Geral a realizar no dia 12 de abril de 2013, pelas 19.30 horas,  no Auditório da Associação, com a seguinte ordem de trabalhos:
- Apreciação e votação do Relatório e Conta de Gerência de 2012;
- Assuntos de interesse para a Associação.
Se à hora marcada não comparecer, pelo menos, metade,  dos associados, a reunião terá lugar trinta minutos depois com qualquer número de presenças.

Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 583

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 819

Pensamento da Semana

 

Um anjo nunca se faz conhecer, nós só sabemos que ele esteve connosco quando ele parte. Porque deixa-nos na vida um perfume, deixa-nos na vida um desassossego.

 

Erri de Luca, in Em nome da mãe

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas