Nº 540

CRISMAS

Vários jovens das nossas comunidades vão receber o sacramento do Crisma. Deve ser um momento forte na vida de cada um e de todas as comunidades.

Crisma é o sacramento da maturidade, do crescimento, da opção fundamental por Jesus Cristo.

É uma forma de confirmar uma caminhada pessoal de fé, esperança e amor ao jeito de Jesus. É querer continuar esta caminhada que se experimentou e se achou que valia a pena apostar. Caminhada que nos fez felizes, alegres, realizados.

Com o crisma ficamos libertos de medos, de angústias. Sabemos em quem depositamos a nossa confiança e quem constitui a nossa fortaleza. Não há mais lugar para a mediocridade e infantilidade. É adulto na fé, capaz de dar a vida pelo que vale mais a pena.

Quando se recebe o crisma tem de se ser fecundo saboreando a presença de Cristo na vida e sabendo que temos de tomar partido por Ele. Ele é a força maior e com Ele, o crismado encontra a coragem para enfrentar contratempos, barreiras, que sempre surgem no decorrer da vida.

Seria uma grande alegria, para os párocos e para as comunidades, ver estes jovens a fazer na sua vida o que vão receber no crisma, testemunhando a sua fé em Cristo ressuscitado, empenhando-se nos serviços, organismos e movimentos que temos e são espelho da vitalidade da Igreja.

Os jovens são generosos, alegres, bons e serviçais. Às vezes falta a comunidade saber chamar e caminhar com eles. Animando mais que destruindo todo o entusiasmo que pode vir da parte deles. As nossas comunidades contam com poucos jovens, mas todos são necessários e constituem grande riqueza para a Igreja.

Espero que estes jovens das nossas comunidades sejam fiéis ao sacramento que vão receber durante esta semana e sintam a alegria do acolhimento nesta grande família que é a Igreja.

 Pe. Manuel António

 

X DOMINGO DO TEMPO COMUM

Neste 10º Domingo do Tempo Comum, a Palavra de Deus leva-nos a meditar sobre a nossa resposta de vida ao projeto de Deus para nós, na liberdade de optar pelo bem e pelo mal.
O Evangelho centra o nosso olhar na pessoa de Jesus, que os seus conterrâneos, entre eles tantos familiares, não aceitaram como enviado de Deus e não perceberam, até se opuseram, à vontade de Deus revelada em Jesus. Na caminhada da fé, cada um é livre de optar: ou ficar pelos dispersos sentidos de vida, ou permanecer na única família de Jesus, de «quem quiser fazer a vontade de Deus».
A segunda leitura realça que, para o cristão, viver só faz sentido na certeza da ressurreição, na caminhada de vida interior que se renova dia a dia em perspetiva da eternidade.
Neste horizonte neotestamentário, meditemos em particular a primeira leitura que nos mostra, recorrendo à história mítica de Adão e Eva, o que acontece quando rejeitamos as propostas de Deus e preferimos caminhos de egoísmo, de orgulho e de autossuficiência… Viver à margem de Deus leva, inevitavelmente, a trilhar caminhos de sofrimento, de destruição, de infelicidade e de morte.
Pe. José David Quintal Vieira, scj
 

MEDITAR

PRECES DOS DIAS QUE CRESCEM

 
Senhor do entardecer,
neste tempo em que os dias são cada vez maiores
porque renasceram no DIA da tua Páscoa,
onde a Luz, a Vida e o Dia crescem sem cessar,
queremos deixarmos envolver pela Tua Luz,
para abrirmos o que em nós é ainda escuridão à Claridade da Tua Palavra.
 
Fica Connosco, Senhor quando anoitece.
 
Louvado sejas pela tua Fidelidade ao Plano Salvador do nosso Deus
e pelo sentido que deste todos os dias à Tua Missão:
fazeres-te Pão que sacia a nossa fome de Esperança
e Vinho que mata a nossa imensa sede de Alegria.
 
Ao Celebrarmos nesta semana a Solenidade do Teu Corpo,
derrama sobre nós o Teu Espírito
para nos tornarmos membros vivos do Teu Corpo!
Ao celebrarmos a Solenidade do Teu Sangue,
derrama sobre nós o Teu Espírito
para nos deixarmos animar pelo que há de mais íntimo e essencial na Tua Vida!
 
E ajuda-nos a fazermos do Evangelho aquele Pão
que alimenta a nossa busca de Sentido para a Vida.
E ajuda-nos a fazermos do Espírito aquele Vinho
que vence a rotina das nossas tristezas e desistências.
 
Para que Deus, que já é Tudo em ti, possa ser mais em nós...
até que seja Tudo em Todos!
 
Ámen
Rui Santiago cssr
 

CONTO (404)

 

O PEQUENO BARRIL

Era uma vez um valente cavaleiro que, numa escaramuça, ficou ferido. Teve então um sonho. Imaginou ver o paraíso muito distante e o inferno muito perto de si.
Muito assustado, dirigiu-se à caverna de um santo eremita. Disse-lhe:
- Padre, desejo receber o perdão de todas as minhas culpas. Farei a penitência que for necessária
- Muito bem, meu filho. Faz apenas uma coisa: vai encher de água este pequeno barril.
Pegou no barril e dirigiu-se ao rio. Meteu-o na água mas não se enchia.
Dirigiu-se a uma fonte e o barril recusava-se obstinadamente a encher-se. Furioso, foi ao poço da aldeia, mas em vão.
Um ano depois, o velho eremita vê chegar o cavaleiro de pés a sangrar e com o barril vazio debaixo do braço. Disse:
- Meu Padre, percorri todos os rios e fontes do reino. Não consegui encher o pequeno barril. Agora sei que os meus pecados não serão perdoados. Arrependi-me demasiado tarde.
As lágrimas corriam-lhe do rosto. Uma pequena lágrima deslizou para dentro do barril. De repente, este encheu-se de água pura, fresca e boa como nunca se tinha visto. Era apenas uma lágrima de arrependimento...
 In Alegre Manhã de Pedrosa Ferreira
 
 

 

De que me adianta controlar seus passos, se não consigo saber quais são os desejos de seu coração.
 Lázaro
 
Se você não puder ser um riacho que desce cantando pela encosta da montanha, seja ao menos uma fonte d'água pura e cristalina a beira de uma estrada, que mata a sede de um viajante cansado."
Frei Anselmo

INFORMAÇÕES

 

CRISMAS

Matriz de Velas: dia 11 de junho às 20 horas.

Matriz de Calheta: dia 12 de junho às 19:30 horas.

Igreja Paroquial de Santo Antão: dia 12 de junho às 21 horas.

 

FESTAS DE SANTO ANTÓNIO

Paróquia de Santo António

Tríduo: nos dias 13, 14 e 15 de junho às 20 horas.

Festa (dia 17 de Junho)

- Eucaristia às 13:30 horas;

- Procissão às 19:30 horas.

 

Paróquia de Manadas

- Eucaristia às 16 horas seguida de procissão na Ermida de Santo António.

 

FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Paróquia da Ribeira Seca

Tríduo de Preparação: nos dias 13, 14 e 15 de junho às 19h30.

Festa (17 de junho)

- Eucaristia às 12 horas seguida de procissão.

 

REUNIÃO 1ª COMUNHÃO

Na Paróquia da Ribeira Seca, no dia 13 de junho, às 17h30 irá realizar-se uma reunião, na Igreja, para as crianças que vão fazer a Primeira Comunhão.

 


Faça download desta Carta Familiar em formato PDF: Nº 540

Agenda Pastoral

Destaque

Mais Recente Carta Familiar em PDF!

Nº 827

Pensamento da Semana

Dá-nos um coração claro que veja o céu aberto
e o mundo como os olhos de uma criança,
olhos de confiança e de descoberta
que nos salvem dos hábitos.

 

Os nossos Links

Ouvidoria de São Jorge
FAJÃS Grupo de Jovens
Cartas Familiares Anteriores

H2ONews

Visitas


Ver Estatísticas